1. Usuário
Assine o Estadão
assine

SEGUNDA-FEIRA: Veja as principais notícias de 29 de agosto sobre a guerra na Líbia

João Coscelli

segunda-feira 29/08/11

  Acompanhe pelo Radar Global as principais informações da guerra na Líbia, que tomou outro rumo com a entrada dos rebeldes em Trípoli, o maior foco de resistência do ditador Muamar Kadafi. Após uma semana de combates, a capital finalmente caiu nas mãos da oposição, que já organiza um novo governo. O paradeiro do coronel, [...]

 

Acompanhe pelo Radar Global as principais informações da guerra na Líbia, que tomou outro rumo com a entrada dos rebeldes em Trípoli, o maior foco de resistência do ditador Muamar Kadafi. Após uma semana de combates, a capital finalmente caiu nas mãos da oposição, que já organiza um novo governo. O paradeiro do coronel, que jurou lutar até a morte e convocou seus partidários a defender o regime, porém, ainda é desconhecido. Os jornalistas Andrei Netto e Lourival Sant’Anna, de O Estado de S. Paulo, estão no país africano.

Veja também:
TWITTER: Leia e siga nossos enviados à região

OPINE: Onde se esconde Muamar Kadafi?
CHACRA: Há mentirosos entre a oposição na Líbia

ESPECIAL: Quatro décadas de ditadura na Líbia
RADAR GLOBAL: Os mil e um nomes de Kadafi
ARQUIVO: ‘Os líbios deveriam chorar’, dizia Kadafi
VISÃO GLOBAL: A insustentável situação de Kadafi
HORÁRIO em Trípoli

SEGUNDA-FEIRA, dia 29 de agosto

21h55 – Neste vídeo da Al-Jazira, soldados de Kadafi caem em uma emboscada dos rebeldes ao passar por um posto de controle dos insurgentes durante uma missão de reconhecimento.

21h14 – Carlos Latuff, carioca de 42 anos, cria charges sobre as revoltas no mundo árabe. Seu trabalho já foi baixado por milhares de pessoas no Oriente Médio e no norte africano. Veja na página de cultura do estadão.com.br mais sobre seu trabalho.

20h53 – O cerco começa a se formar perto de Sirte. Comandantes rebeldes afirmaram ter 4 mil combatentes no fronte ocidental – isso sem contar as forças do leste – e estimam que enfrentarão cerca de mil soldados pró-Kadafi.

Os opositores de Kadafi disseram que as forças leais ao ditador estão exortando a população a lutar, o que complica os esforços para fechar um acerto pacífico na cidade. “Estamos dando um tempo às conversações”, disse Mohammed Salim, um capitão rebelde.

Os insurgentes, porém, já avisaram que se não houver acordo, haverá “uma grande batalha”.

20h28 – De acordo com a Al-Jazira, os líbios de Trípoli planejam celebrar o Eid al-Fitr – a grande ceia que encerra o mês sagrado do ramadã – na quarta-feira. A festa, porém, ocorrerá em meio a uma escassez de mantimentos na capital líbia. As batalhas dos últimos dias atrasaram a distribuição na cidade, o que deve se estabilizar nos próximos dias.

20h01 – Cenas da Líbia. Rebeldes se dirigem a Sirte com seus veículos blindados para tentar tomar a cidade, a única na costa líbia ainda sob controle das tropas de Kadafi.

19h45 – O presidente da Comissão da União Africana, Jean Ping, suspeita que os rebeldes líbios estejam matando negros indiscriminadamente na Líbia ao confundir trabalhadores imigrantes com mercenários da África subsaariana contratados por Kadafi.

“O Conselho Nacional de Transição parece confundir negros com mercenários. Todos são mercenários. Se você pensa assim, um terço da população líbia será de mercenários. Eles estão matando trabalhadores, mal tratando-os”, disse Ping.

19h12 – Lourival Sant’anna, enviado especial do Estado à Líbia, afirma que a captura de Kadafi é algo que pode fugir ao controle dos rebeldes, cujo órgão governamental ainda está em processo de amadurecimento na Líbia. Ouça a coluna desta segunda na rádio Estadão ESPN.

18h50 - O coronel Salem Muftah al-Refaidy, um dos comandantes militares dos rebeldes, disse ao canal Al-Arabiya que Sirte deve ser tomada em no máximo dez dias. Sirte é a cidade natal de Kadafi e um dos últimos redutos de resistência do ditador.

Os rebeldes se aproximam da cidade do lado leste – estão a cerca de 60 quilômetros de distância – e pelo oeste, a partir de Misrata, um dos centros da rebelião. Se dominarem Sirte, os insurgentes terão o controle de toda a costa da Líbia e a partir e então investirão no deserto líbio, que cobre todo o centro e o sul do país.

18h24 – O Departamento de Estado americano aconselhou os líderes rebeldes a tentar recuperar os ativos do governo líbio congelados no exterior para reativar a indústria do petróleo do país e financiar a reconstrução da Líbia para diminuir a dependência na ajuda estrangeira.

“Os próximos dias e semanas serão críticos para o povo líbio, e os Estados Unidos e seus parceiros continuarão a agir rapidamente e de forma decisiva para ajudar os rebeldes e responder às necessidades do povo líbio”, disse Victoria Nuland, porta-voz do departamento. “A primeira prioridade é devolver o dinheiro para o povo líbio e para a autoridade em exercício”, completou.

17h58 – O Fantástico, programa dominical da rede Globo, exibiu no dia 28 uma reportagem sobre os dois cirurgiões brasileiros que visitaram a Líbia há 16 anos para realizar uma cirurgia plástica. Somente no momento do procedimento, descobriram que o paciente era ninguém menos que Kadafi. Veja mais detalhes aqui.

17h42 – A Al-Jazira postou um vídeo mostrando a dificuldade dos imigrantes africanos em manter uma vida segura em Trípoli. Segundo a emissora, muitos deles vivem em acampamentos às margens da capital e são acusados de serem mercenários da Kadafi. Eles nem mesmo sabem se as pessoas que estão os atacando são rebeldes ou soldados do ditador. Veja no vídeo abaixo (em inglês).

17h07 – Cenas de Trípoli. Rebeldes transformaram escola da capital em prisão para abrigar soldados de Kadafi capturados durante a investida contra a cidade.

16h38 – A relativa estabilidade em Trípoli também faz voltar à ativa a diplomacia na Líbia. Nesta segunda, a França reabriu sua embaixada na capital. A França tem liderado os encontros diplomáticos com os rebeldes líbios e vai sediar, na próxima quinta-feira, uma reunião na qual será discutido o futuro da Líbia sem Kadafi,

16h21 – Os Estados Unidos continuam sem ver indicações de que Kadafi teria deixado a Líbia, indica um comunicado da Casa Branca. “Se nós soubéssemos onde ele está, passaríamos essa informação à oposição”, afirmou Jay Carney, porta-voz do governo, quando questionado sobre o paradeiro do ditador líbio.

16h14 – Mais cedo, os rebeldes disseram que tentam negociar um fim pacífico para os conflitos com as forças de Kadafi em Sirte (cidade natal do ditador). “Se essas negociações falharem, usaremos outros meios”, disse Mahmoud Shamman, ministro da Informação do Conselho Nacional de Transição. O local tem sido alvo de ostensivos ataques da Otan nos últimos dias e é uma das poucas áreas ainda sob controle do coronel.

16h06 – Um comandante rebelde que conversou com o canal árabe Al-Arabiya disse que Khamis Kadafi, um dos filhos do ditador líbio, foi morto durante combates entre as cidades de Tarhoni e Bin Walid. Não há, porém, confirmações independentes da informação.

Na semana passada, os insurgentes haviam noticiado a captura de Saif al-Islam, outro dos filhos de Kadafi. Pouco tempo depois, porém, Saif apareceu em imagens da televisão estatal, desmentindo as declarações da oposição.

15h40 – O Conselho Nacional de Transição quer extraditar os familiares de Kadafi que fugiram para a Argélia. “Prometemos tentar julgar todos os responsáveis pelo regime e consideramos isso um ato de agressão. Estamos avisando a todos para não abrigar Kadafi e seus filhos. Vamos atrás deles em qualquer lugar para encontrá-los e prendê-los”, disse Mahmoud Shamman, porta-voz dos rebeldes.

Na imagem acima, estão Aisha (filha), Hannibal (filho) e Safia (esposa de Kadafi), três dos quatro parentes que fugiram para a Argélia. O outro que cruzou a fronteira é Mohammed, outro filho do ditador. Créditos: Louafi Larbi/Reuters, Ismail Zitouny/Reuters e Amr Nabil/AP.

15h27 – Cenas de Trípoli. A vida na capital tem retornado à normalidade com o domínio dos rebeldes e o fim dos combates. Na imagem a baixo, os moradores de Trípoli fazem fila para comprar pães.

15h13 – A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, viajará a Paris na próxima quinta-feira, para participar de uma reunião do Grupo de Contato sobre a Líbia. O encontro, uma continuidade do que já aconteceu na última quinta-feira, serve para que os países que apoiam o Conselho Nacional de Transição discutam formas de ajuda diplomática e financeira ao órgão de governo dos rebeldes.

15h07 – Fontes da imprensa italiana ouvidas pela agência AFP disseram que Kadafi e dois de seus filhos, Saadi e Saif al-Islam, se encontrariam em Bani Walid, cidade situada 100 quilômetros a sudeste de Trípoli, onde o ditador mantinha seu quartel-general. As informações seriam de “influentes diplomatas líbios”.

14h58 – A CNN descobriu que o estado de saúde do líbio Abdel Basset al-Megrahi, responsável pelo atentado de Lockerbie, é gravíssimo e que ele está à beira da morte. De acordo com a rede americana, ele está sob cuidados da família, respira por aparelhos e é alimentado via intravenosa.

Al-Megrahi talvez seja a única pessoa que saiba quem do governo líbio autorizou o ataque contra o voo 103 da Pan Am em 21 de dezembro de 1988. Ele detonou explosivos enquanto o avião sobrevoava a cidade escocesa e matou 270 pessoas.

O terrorista foi solto da prisão em 2009 depois de ficar preso por oito anos. Embora tenha sido condenado à pena de morte, foi libertado por “motivos de saúde”. Na ocasião, os médicos deram-lhe apenas mais três meses de vida, mas Al-Megrahi continua vivo até agora.

14h41 – Mais sobre a fuga dos familiares de Kadafi para a Argélia. Estão no país Safia (esposa), Aisha (filha), Mohammed e Hannibal (filhos). Eles atravessaram a fronteira nesta segunda-feira e via terrestre, indica o comunicado da chancelaria argelina, sem dar mais detalhes. Os rebeldes estão acusando o país vizinho de “apoiar o regime de Kadafi”.

14h20 - O ministro de Exteriores da Argélia revelou há pouco que a mulher de Muamar Kadafi e três de seus filhos fugiram para o país vizinho da Líbia. É a primeira informação oficial de um governo estrangeiro a respeito do paradeiro de parentes do ditador líbio. Não se sabe, porém, onde o próprio Kadafi está.

————–————–————–

Leia ainda:
As notícias de SEXTA-FEIRA, 26 de agosto
As notícias de QUINTA-FEIRA, 25 de agosto

As notícias de QUARTA-FEIRA, 24 de agosto
As notícias de TERÇA-FEIRA, 23 de agosto
As notícias de SEGUNDA-FEIRA, 22 de agosto
As notícias de DOMINGO, 21 de agosto

Posts relacionados