1. Usuário
Assine o Estadão
assine
domingo 05/05/13

Áreas de migração têm metade da renda do resto de São Paulo

Captura de Tela 2013-05-05 às 13.15.14

Rodrigo Burgarelli José Roberto de Toledo Um século depois de receber uma leva de imigrantes maior do que era a sua população nativa de então, a capital paulista abriga apenas 28% de moradores que não nasceram no Estado de São Paulo. Mas a distribuição dessas pessoas que escolheram viver na cidade está longe de ser

Ler post
sábado 22/09/12

Quem são os “diferenciados” da Pnad 2011 do IBGE

Captura de Tela 2012-09-22 às 00.39.37

Viver no Piauí é, essencialmente, morar numa casa. Lá, nada é mais “diferenciado” do que manter residência em edifício: menos de 1% dos piauienses mora em apartamento. Os outros 99% habitam domicílios que, na definição do IBGE, ocupam com exclusividade o terreno onde estão situados, ou têm acesso independente para a rua. Nada de portarias

Ler post
quarta-feira 21/12/11

50 tuítes sobre a vida nas favelas brasileiras

Grandes números * O IBGE identificou 6.329 aglomerados subnormais, onde estão 5,6% dos domicílios e onde vive 6% da população brasileira. * Aglomerado subnormal: + de 50 habitações, carentes de serviços essenciais, ocupando desordenada e densamente terreno de propriedade alheia. * 323 municípios brasileiros têm favelas, grotas, palafitas, invasões, mocambos, ou o nome local que

Ler post
segunda-feira 28/11/11

Capitais do Censo

Ao radiografar o Brasil, o Censo 2010 expõe o que distingue uma localidade da outra. No amontoado de tabelas e mapas escondem-se milhares de histórias humanas inusitadas. Muitas se passam em cidades longe ou pequenas demais para serem notadas; outras, bem debaixo de nossos narizes metropolitanos. A seguir, o primeiro parágrafo de uma dúzia delas.

Ler post
segunda-feira 25/07/11

Dilma e a inflação

No encontro com colunistas de jornais na sexta-feira, a presidente Dilma Rousseff deixou subentendido que pretende controlar a inflação “pero no mucho”. A alta de preços não pode ultrapassar 6% ao ano, mas, para não comprometer o crescimento da economia, o governo não fará força para trazê-la para o centro da meta, de 4,5%. É

Ler post
segunda-feira 18/07/11

Vindas e voltas

“E andavam para o sul, metidos naquele sonho. Uma cidade grande cheia de pessoas fortes. Os meninos em escolas, aprendendo coisas difíceis e necessárias. (…) Chegariam a uma terra desconhecida e civilizada, ficariam presos nela. E o sertão continuaria a mandar gente para lá. O sertão mandaria para a cidade homens fortes, brutos, como Fabiano,

Ler post
segunda-feira 11/07/11

Analfabetismo resiste a ganhos de renda dos mais pobres

O aumento a renda média dos municípios mais pobres acima dos mais ricos não se traduziu em avanços proporcionais na educação dos moradores dessas cidades. Os habitantes de Salgadinho, no agreste pernambucano, viram sua renda crescer 69% acima da inflação na década passada, mas o analfabetismo entre eles só diminuiu 6% no mesmo período: 4

Ler post
quarta-feira 06/07/11

O que tanto o brasileiro faz na internet? Uma releitura da pesquisa anual do cgi.br

Pesquisa anual do CGI.BR, o Comitê Gestor da Internet no Brasil * Cresceu de 27% para 31% a taxa de domicílios com acesso à internet (2009/2010) * Essa taxa é equivalente à argentina mas 60% menor que a alemã e 1/3 da japonesa * Extremamente desigual, ainda: 36% no Sudeste contra 11% no Nordeste *

Ler post
segunda-feira 20/06/11

São Paulo é capital com menor crescimento da renda na década

Screen shot 2011-06-20 at 15.33.26

Foram apenas 4% de crescimento da renda média da população paulistana entre 2000 e 2010. É o pior resultado entre as capitais brasileiras na década. No ranking de renda dessas 27 cidades, São Paulo foi ultrapassada por Brasília, Curitiba e Rio de Janeiro, caindo do 4º para o 7º lugar, com R$ 1.495 por morador.

Ler post