1. Usuário
Assine o Estadão
assine
segunda-feira 29/10/12

Reprovação de Kassab + rejeição a Serra + geo = Haddad

Captura de Tela 2012-10-29 às 12.31.37

Os incomodados que mudem - não de endereço, mas de prefeito. Foi o que aconteceu em São Paulo. Os moradores das regiões mais críticas à gestão de Gilberto Kassab (PSD) votaram em peso no candidato que representava a mudança na prefeitura. Nas periferias petistas da cidade, onde a maioria absoluta acha o governo Kassab ruim ou péssimo, o candidato do PT venceu por 73% a 27% dos votos válidos. Essa onda se expandiu para o centro. Fernando Haddad (PT) tomou sete ...

Ler post
segunda-feira 29/10/12

Edifício do poder, sem nº

Captura de Tela 2012-10-29 às 12.17.32

Mudam divisórias, PT e PSB ganham mais espaço, PMDB e PSDB perdem salas, mas as estruturas do edifício do poder continuam inalteradas no Brasil. Os petistas ocupam a cobertura há 10 anos, mas o resto do prédio é dividido entre 30 condôminos. O PT elege o síndico, mas não administra o condomínio sem ceder poder a outros. Ninguém tem hegemonia. E é bom que seja assim. O PT sai maior das urnas, mas com direito a ocupar apenas 11% das prefeituras ...

Ler post
sábado 27/10/12

Campanha tucana fracassa nas três grandes áreas de SP

A pesquisa Ibope da véspera da eleição indica que a campanha de José Serra (PSDB) fracassou em todas as áreas homogêneas da cidade de São Paulo. A estratégia tucana não conseguiu conquistar os eleitores que moram longe e ganham mal, nem fidelizou quem vive nas áreas centrais e têm maior renda. E ainda perdeu a maior parte dos que estão no meio do caminho. Na zona petista - onde candidatos do PT ganharam as últimas quatro eleições majoritárias -, Serra perde ...

Ler post
sexta-feira 26/10/12

Kassab e “governo para rico” rebaixam teto de tucano

O potencial de voto de José Serra (PSDB) é 11 pontos menor do que o de Fernando Haddad (PT), segundo o Ibope. O petista conta com 59% de eleitores que dizem que votariam nele com certeza (45%) ou poderiam votar (14%). Para Serra esse porcentual só soma 48% (33% + 15%), e equivale a quantos dizem que não votariam nele de jeito nenhum (47%). A rejeição a Haddad é 16 pontos menor: 31%. O teto do tucano, portanto, é mais ...

Ler post
segunda-feira 22/10/12

Lições de 2012

Não importa o resultado do segundo turno, esta eleição deixará lições valiosas. Não é obrigatório prestar atenção, mas permite cometer erros novos, em vez de repetir os mesmos de sempre. Lição dos partidos: quanto mais candidatos, mais prefeitos eleitos. Parece óbvio e é, mas poucos partidos seguiram essa regra. PSB e PT cresceram em prefeituras porque lançaram mais candidatos a prefeito do que no pleito anterior. Já PMDB e PSDB começaram a encolher sua base municipal quando deixaram de lançar tantos ...

Ler post
sexta-feira 19/10/12

Kassab é a estrela do debate entre Serra e “Fernando”

Captura de Tela 2012-10-19 às 03.31.48

As 50 palavras mais usadas por Fernando Haddad (PT) durante o debate da Band: As 50 palavras mais usadas por José Serra (PSDB) durante o debate da Band: José Serra (PSDB) usou sua maior experiência em debates para pregar uma peça linguística em Fernando Haddad (PT). Enquanto o petista só chamou o adversário pelo sobrenome, como é conhecido, Serra só se referiu a Haddad por "Fernando". ...

Ler post
quarta-feira 17/10/12

Efeito “Malufaia” põe uso do “kit gay” em xeque

A campanha negativa não funcionou na primeira metade do segundo turno. As tentativas de José Serra (PSDB) de associar o rival Fernando Haddad (PT) ao mensalão e ao "kit gay" não conseguiram diminuir a vantagem do petista. Ao contrário: no Ibope, a diferença aumentou de 11 para 16 pontos no total de votos. E não foi Haddad que cresceu, foi Serra que caiu. Mesmo assim, é improvável que a anticampanha vá diminuir de tom. Por ora houve um efeito "Malufaia". Principal ...

Ler post
segunda-feira 15/10/12

Mitos e fatos da eleição

Mito - Ninguém assiste ao horário eleitoral na TV. Fato - Quatro em cada dez domicílios mantiveram a TV ligada durante a propaganda eleitoral noturna no primeiro turno. Levantamento do Ibope sobre a audiência da propaganda dos candidatos na Grande São Paulo revela fatos interessantes: 1) os programas noturnos têm 123% mais espectadores do que os do hora do almoço (39% de domicílios ligados à noite, contra 17% à tarde); 2) em média, o horário eleitoral tirou 32% da audiência costumeira da ...

Ler post
quinta-feira 11/10/12

Ibope: Petista tem teto alto no quintal tucano em São Paulo

O teto de voto de Fernando Haddad (PT) na área onde os petistas costumam ter dificuldades está mais alto do que o teto de José Serra (PSDB) na periferia onde tucanos costumam naufragar. É isso que fez o candidato do PT sair na frente na corrida do segundo turno em São Paulo, explica a CEO do Ibope Inteligência, Márcia Cavallari. Em votos válidos, Haddad lidera por 56% a 44%. Na extrema periferia paulistana, batizada de Sul 2 e Leste 2 pelo ...

Ler post
segunda-feira 08/10/12

Taxa de reeleição dos prefeitos é a menor da história

A taxa de reeleição dos prefeitos caiu para o nível mais baixo desde 2000, quando a disputa por um segundo mandato passou a valer pela primeira vez. Em 2012, 55% dos prefeitos que tentaram se reeleger conseguiram se manter no cargo, abaixo da taxa de 2008, de 65%. Em 2004 e 2000, as taxas foram de 58%. No total, são 1510 reeleitos e 14 prefeitos classificados para o segundo turno em ...

Ler post
sábado 06/10/12

Tradição PT X anti-PT balança em São Paulo

O empate triplo ao final do primeiro turno paulistano muda o paradigma que marcou as últimas seis eleições na cidade. O PT foi um dos dois atores principais da disputa pela Prefeitura de São Paulo desde 1988 - do outro lado houve sempre um adversário que se afirmava por antítese ao petismo. Em 2012, pela primeira vez em 24 anos, um ator não-petista dividiu a ribalta sem se basear na crítica ao PT. E cativou um em cada quatro eleitores. Mesmo ...

Ler post