ir para o conteúdo
 • 

Viagem

18.fevereiro.2014 04:00:50

No centro do poder

O National Mall é como uma passarela que reúne os pontos-chave de Washington. De Segway, o passeio fica mais fácil – e bem mais divertido

Daniel Trielli / WASHINGTON

Memorial de Thomas Jefferson, no National Mall – Foto: Divulgação

Cruzar os 3,5 quilômetros de comprimento do National Mall, no centro de Washington, é muito melhor quando se está montado em Rosie. Com a vantagem da altura, dá para ver um horizonte mais distante no passeio pelas vias de cascalho no jardim entre o Capitólio e o Memorial de Lincoln. O panorama mostra todo o corredor de museus na esplanada da capital americana. E também, por causa de Rosie, não é preciso se esforçar para se deslocar com rapidez. Ela não exige que a espore para acelerar ou que puxe rédeas para reduzir a velocidade. É só me inclinar para frente e para trás e ela entende o que eu quero – e responde de acordo.

Rosie não é uma égua; é um Segway – aqueles transportes individuais usados por seguranças de shopping – do Bike and Roll, empresa de passeios turísticos e aluguel de bicicleta. Ali, cada diciclo tem o nome do animal de estimação de um presidente americano (Rosie, em particular, era uma cadelinha de Ulysses S. Grant). A volta pelo eixo de monumentos e prédios históricos mais famosos da capital americana dura 2h30 e custa US$ 59.

Rolezinho de Segway na capital norte-americana – Foto: Daniel Trelli/Estadão

Se você tiver sorte, a guia vai ser a entusiasmada Jessica Lilly, de 26 anos, que define o Monumento de Washington como “um grande jogo de Jenga” – além da sustentação do elevador por dentro do obelisco, toda a estrutura é formada pelos 36 mil blocos de mármore.

Ela usa expressões como “coolest, most awesome dome ever” (mais legal e radical domo de todo o sempre) para definir a coroa do Capitólio. E, ok, ele é super cool. Com 88 metros de altura e 29 de diâmetro, a estrutura de 150 anos parece ser de pedra como o resto do prédio, mas é feita de ferro fundido.

Capitólio – Foto: Daniel Trelli/Estadão

O passeio continua em uma rota de cerca de 10 quilômetros de extensão e passa pela frente de lugares essenciais: Casa Branca, complexo do Smithsonian, Memorial da Segunda Guerra e toda a Avenida Pennsylvania, onde está o Newseum e a sede do FBI – um prédio que o diretor vitalício J. Edgar Hoover (1895-1972) achou horrível, mas ainda assim tem seu nome.

Mensagens etéreas. Washington não é a primeira cidade a oferecer passeios turísticos de Segway, mas o tour é uma ótima maneira de ter um bom panorama e decidir aonde ir depois com mais calma. Mas há um lugar essencial – tanto que é o único ponto em que o grupo desembarca de seus diciclos: o Memorial de Lincoln, na ponta mais a oeste do National Mall.

O presidente de mármore de 5,8 metros de altura (sentado; de pé ele ficaria com 8,5 metros) descansa em uma cadeira no meio do salão, no topo da escadaria que começa na piscina que reflete a imagem do Monumento de Washington.
Nas paredes laterais, os seus discursos mais famosos: o de Gettysburg, em que ele defende um governo “do povo, pelo povo e para o povo”, e o de sua segunda posse, no qual ele compartilhava a esperança para um rápido fim da Guerra Civil (1861-1865) e da escravidão.

Memorial de Lincoln – Foto: Divulgação

O espírito de contemplação é afetado pela quantidade de turistas que também se aglomeram para ver uma gravura marcando o local onde Martin Luther King fez seu discurso “Eu tenho um sonho”, em 1963.

Descanso. Em uma cidade com trânsito caótico e um metrô não muito confiável como Washington, o ideal é andar mesmo, nem que seja como um “pedestre comum”, sem Segway. As avenidas planejadas no fim do século 18, com inspiração parisiense ainda notável, são agradáveis e arborizadas.

Mas, mesmo assim, é melhor ficar hospedado no centro histórico – mais seguro e perto dos lugares de maior interesse turístico.

Tanta andança, contudo, exige um merecido descanso para o corpo. Os hotéis na capital americana já estão acostumados a receber políticos e funcionários públicos estressados e têm espaço de sobra para turistas que caminharam demais.

No Mandarin Oriental, a duas quadras do National Mall, o spa segue a decoração asiática predominante no prédio. Já o spa do Four Seasons tem um tratamento de massagem de 80 minutos ideal para quem usou demais as pernas: o “Retiro da Avenida Pennsylvania” começa com esfoliação nos pés e termina com massagem nas costas.

Animação garantida no Georgetown Harbour – Foto: Divulgação

O Four Seasons, aliás, fica em Georgetown, um bairro entre o Rio Potomac, o Riacho Rock e a universidade que tem o mesmo nome da região. Lojas de grife, restaurantes, docerias especiais e antiquários dividem os prédios baixos de tijolos. E, no meio de um quarteirão na Avenida M, a Velha Casa de Pedra, construção inalterada mais antiga da cidade (de 1765), lembra que, em Washington, a história está em todos os cantos. (VIAGEM A CONVITE DA CAPITAL REGION USA E DA UNITED AIRLINES)

SAIBA MAIS

  • Aéreo: O trecho SP–Washington–SP custa a partir de R$ 2.667 na United, R$ 2.744 na American, R$ 3.238,56 na TAM e US$ 988 (cerca de R$ 2.380) na Delta. Voos com conexão
  • Trem: de Washington a Nova York são cerca de 3 horas. Mais: amtrak.com
  • Visto: formulário no tinyurl.com/eua2013.

comentários (2) | comente

  • A + A -
2 Comentários Comente também

Deixe um comentário:

Comentários recentes

  • Lucila R.: Passear pelo mercado de peixes e fotografar os pelicanos e leões-marinhos que tentavam roubar peixes era...
  • Lucila R.: Eu adorei Galápagos, suas praias tranquilas e poder chegar tão perto de animais exóticos. Viagem...
  • lucino frazão: Gostei,deste documentario a respeito a ilha de galápagos,muito importante pra quem adora a...
  • Goytá: É bem por aí mesmo. A própria Europa, de um ponto de vista estritamente geográfico, não tem sentido em...
  • Sibele Galvani: Eu fui em fevereiro e, realmente, a temperatura ficou em 20°C. Mas eu estava morando na Irlanda na...

Arquivo

Seções

Colunista

Blogs do Estadão

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo