1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

Nem sempre tudo o que a equipe do caderno Viagem vivencia em suas andanças mundo afora cabe nas páginas impressas. Neste espaço, há um pouco de tudo: notícias, percepções, experiências e bastidores. Para você embarcar com a gente cada vez que caímos na estrada

quinta-feira 31/12/09 12:35

Tradição ou superstição?

DEAN LEWINS/EFE

Enquanto no Brasil contamos as horas para o ano novo, do outro lado do mundo já é 2010. E enquanto nós, brasileiros, temos os costumes de passar a virada vestindo roupas brancas e de pular sete ondas, cada povo tem sua tradição para atrair prosperidade no ano que começa. Uma mais diferente que a outra. Em Malbon, nas Filipinas, centenas de pessoas foram ao zoológico. O motivo? Visitar a jaula do tigre de Bengala. Isso porque 2010 será o Ano do Tigre ...

Ler post
quinta-feira 24/12/09 18:42

Porque nós somos turistas 2

O imponente Parlamento visto de lá de cima. Foto Bruna Tiussu/AE

Se em Paris eu encarei (e gostei muito, vale repetir) o passeio de barco pelo Sena, em Londres não tive dúvidas em dar uma volta na London Eye (R$ 49,60). A roda-gigante tem 135 metros e é a quarta estrutura mais alta da cidade - informação suficiente para começar a imaginar como é a vista que se tem lá de cima. [caption id="attachment_568" align="alignnone" width="224" caption="Ela é o ponto turístico mais visitado do país. Foto Bruna Tiussu/AE"]Ela ...</p>								<a href=Ler post

quarta-feira 23/12/09 22:33

Gigantismo nos mares

O homem mais viajado do mundo prepara-se para um excêntrico final de ano. Na companhia de sua alternativa amiga Sarah Scott e de sua inseparável mascote Trashie, mr. Miles planeja fazer uma longínqua viagem até as proximidades da Linha Internacional da Hora, de modo a comemorar, duas vezes em vinte e quatro horas, a entrada de 2010. Na próxima semana, nosso viajante conta como isso é possível. A seguir, a correspondência da semana: Mr. Miles: li, na semana passada, sobre o ...

Ler post
quinta-feira 17/12/09 16:01

Porque nós somos turistas!

O bateaux se preparando para sair. Foto Bruna Tiussu/AE

Tudo bem, ele realmente é o passeio mais trivial de Paris. Eu pensava exatamente isso e nunca achei que o investimento (82 euros por pessoa) valesse a pena. Até embarcar no Bateaux-parisiens e ter uma noite divertidíssima.

O bateaux se preparando para sair. Foto Bruna Tiussu/AE

O bateaux se preparando para sair. Foto Bruna Tiussu/AE

Este é apenas um dos inúmeros barcos que percorrem o rio Sena à noite, enquanto os passageiros desfrutam de um belo jantar regado a muito vinho. Sai da Torre Eiffel e segue adiante, oferecendo uma vista espetacular dos pontos que fazem de Paris a Cidade Luz.

Lá dentro, a primeira surpresa foi notar que a decoração não é nada pomposa. Clássica, aconchegante, com mesas muito bem distribuídas e arrumadas. A maioria que se vê ali são estrangeiros, claro. Impossível não reparar na mesa enorme ocupada por chineses. Cada um com sua câmera a postos, ansiosos para registrar o Museu d’Orsay, a Biblioteca Nacional, o Hotel de Ville…

Às 20h30 o barco sai e a banda começa. Na verdade trata-se de um trio de músicos que fazem muito bem o trabalho de proporcionar um som ambiente. O serviço também não fica pra trás. Tá certo que os garçons correm de um lado para o outro, mas nada falta nas mesas. É quando chegamos a segunda surpresa: o bom gosto segue na qualidade da comida. Mesmo preparada no barco, a refeição é de primeira.

Aí vem a Catedral de Notre Dame. Imensa, toda iluminada. É o ponto alto do tour e ninguém se importa de deixar o prato um pouco de lado para vê-la mais de perto. Em seguida aparecem o Museu do Louvre, a Praça de La Concorde, o Trocadéro e a Estátua da Liberdade parisiense, para o delírio de nossos colegas chineses.

Depois de quase duas horas de passeio, a velocidade do barco começa a diminuir, mas não é o fim da diversão. Quando as barrigas estão cheias e várias garrafas de vinho vazias, o volume do som aumenta. A banda se empolga e os grandes homenageados somos nós: no repertório, músicas de Tom Jobim, Toquinho e Jorge Ben Jor (é perda de tempo esperar que o cantor acerte direitinho tudo o que vai além do refrão de cada canção. Mas isso seria pedir demais, né?).

Já que os monumentos parisienses ficaram pra trás, a tentação é se voltar aos companheiros orientais nesses últimos 20 minutos do percurso. Com os rostos já vermelhos eles se jogam na pista e dão um show. É verdade que os movimentos têm pouco gingado, mas bem que eles tentam acertar o ritmo de clássicos hits como Twist and Shout e Satisfaction.

Ler post
quarta-feira 16/12/09 19:32

Ilha doce no pedaço

Praia do Araçá. Foto: Mônica Cardoso/AE

Mal começou a atual temporada de cruzeiros na costa brasileira e a CVC já tratou de incrementar as promessas para o próximo verão. Em entrevista concedida a jornalistas dentro do navio Imperatriz, na semana passada, o presidente do Conselho de Administração, Guilherme Paulus, afirmou que está à procura de uma praia particular no sul do país, para montar uma estrutura exclusiva para os navios da operadora, como a que existe na Ilha de Jaguanum, em Mangaratiba, perto de Angra dos ...

Ler post
quarta-feira 16/12/09 17:34

Eu ainda prefiro o panetone

O homem mais viajado do mundo manda agradecer aos leitores que têm se manifestado sobre suas colunas e aproveita para dirigir um comentário ao leitor Norberto Margulies, que também perdeu uma longa amizade durante uma viagem em que o relacionamento entre os amigos foi colocado à prova e acabou reprovado. " Sinto muito por sua história, my fellow, mas coisas assim realmente acontecem, como pude relatar em crônica recente. O título de seu email, 'Amigos, amigos, viagens à parte' é ...

Ler post
terça-feira 15/12/09 15:42

Nelspruit, a portaria do safári

DENIS FARREL/AP

Quem vai a Nelspruit sai de lá com uma dúvida cruel: qual fruta extraída da região é a mais doce, banana, manga, melão ou abacate? Vai do gosto de cada turista. Sorte de quem tem a oportunidade de ir à cidade, a 330 quilômetros de Johannesburgo. [caption id="attachment_1570" align="alignleft" width="300" caption="KRUEGER PARK - DANIEL BRITO/AE"]KRUEGER PARK - DANIEL BRITO/AE[/caption]

A cidade também fica a pouco mais de 100 quilômetros da fronteira com Moçambique. Agências de ...

Ler post
terça-feira 15/12/09 15:29

Rustenburgo ou Sun City

FIFA/DIVULGAÇÃO

Com apenas 300 mil habitantes e uma pequena área urbana, Rustenburgo (www.rustenburg.co.za) - que em holandês significa cidade do descanso - é talvez a menor entre as nove cidades-sede da Copa. Aos pés das majestosas Montanhas Magaliesburg, com até 1.800 metros de altitude, a cidade abriga uma das mais ricas tribos do país, a Bafokeng Nation. [caption id="attachment_1556" align="alignleft" width="300" caption="SUN CITY/DIVULGAÇÃO"]SUN CITY/DIVULGAÇÃO[/caption]

Rustenburgo - que fica a 113 km de Pretória e ...

Ler post
terça-feira 15/12/09 15:14

Uma esticadinha em outros destinos

nam_foto

Viajante que é viajante está sempre pensando em um jeito de prolongar o roteiro. Para quando for visitar a África do Sul, facilitamos seu trabalho e escolhemos seis destinos fabulosos na região e mostramos suas principais atrações: MAURÍCIO

Ed Harris/Reuters

Junte o azul desconcertante do Índico, praias de areia clara, lagos vulcânicos, montanhas no horizonte e hotéis luxuosíssimos. Você terá uma síntese do que é o paraíso chamado Maurício. A pequenina ilha ...

Ler post