1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Teatro acessível

Luiz Ventura

sexta-feira 08/08/14

Entre agosto e outubro, o espetáculo ‘Ninguém Mais Vai Ser Bonzinho – Em Esquetes’ será apresentado em Açailândia (MA), Governador Valadares (MG), Itabirito (MG), Mangaratiba (RJ), Campo Grande (MS) e Marabá (PA). Todas as sessões terão intérprete de Libras, legenda eletrônica, audiodescrição, programas em braile e visita guiada ao cenário.

Curta Facebook.com/VencerLimites
Siga @LexVentura
Mande mensagem para blogvencerlimites@gmail.com
O que você precisa saber sobre pessoas com deficiência

Foto: Divulgação

A falta de educação, o preconceito cotidiano, a discriminação, e a falta de conhecimento sobre o universo das pessoas com deficiência são apresentados de forma irônica e, algumas vezes, engraçada, no espetáculo ‘Ninguém Mais Vai Ser Bonzinho’. Todas as sessões terão intérprete de Libras, legenda eletrônica, audiodescrição, programas em braille e visita guiada ao cenário.

Criada a partir do livro homônimo, escrito pela jornalista Claudia Werneck (recomendado por Unesco e Unicef), a peça, dirigida por Mariana Rebello e patrocinada pela Vale, será apresentada, entre 19 de agosto e 3 de outubro, em seis cidades de cinco Estados: Açailândia (MA), Governador Valadares (MG), Itabirito (MG), Mangaratiba (RJ), Campo Grande (MS) e Marabá (PA). A publicação, de 1996, foi a primeira, no Brasil, a tratar do tema inclusão, a partir da Resolução 45/91, assinada pela ONU em 1990.

A turnê com o grupo teatral ‘Os Inclusos e Os Sisos’ faz parte da campanha ‘Teatro Acessível. Arte, Prazer e Direitos’, criada em 2011 pela ONG Escola de Gente. Em 2013, foi incorporada como ação e conteúdo de política pública pelo Ministério da Cultura.

Foto: Divulgação

O projeto ‘Os Inclusos e os Sisos – Teatro de Mobilização pela Diversidade’, nasceu 2003, pelas mãos da atriz Tatá Werneck, que mobilizou outros estudantes da Faculdade de Artes Cênicas da UniRio. Atualmente o grupo está na sua oitava geração de jovens artistas.

Este ano, o projeto foi premiado como um dos mais inovadores do mundo, numa seleção feita pelo programa Zero Project Innovative Practices, da organização austríaca Essl Foundation, que em parceria com o World Future Council e o Bank Austria, reúne e cataloga a mais completa coleção de experiências exitosas pela garantia de direitos de pessoas com deficiência. Desde a criação do grupo até hoje, mais de 60 mil pessoas com e sem deficiência já assistiram aos espetáculos teatrais gratuitos e acessíveis em todo o Brasil.

Foto: Divulgação

PROGRAMAÇÃO:

Açailândia (MA)
19/08: apresentação às 19h
20/08: oficina de teatro das 9h às 12h e apresentação às 19h
Local da apresentação: Ginásio da Escola Municipal Sarah Kubitscheck (Antigo CAIC) - Avenida do Contorno, S/N – Bairro Jardim Glória
Local oficina: Auditório da Escola Municipal Sarah Kubitscheck (Antigo CAIC)

Governador Valadares (MG)
11/09 – Apresentação única – 10h
Local apresentação: Teatro Atiaia – AV. Brasil 2920- Centro
Oficina de teatro – das 15h às 18h
Local oficina: Centro Cultural Nelson Mandela – Rua Afonso Pena, 3269, Centro

Itabirito (MG)
16/09 – Apresentação única – 10h
Local apresentação: Casa de Cultura Maestro Dungas (Rua Carlos Michel, 1 – Centro)
Oficina de teatro – das 19h às 22h
Local oficina: APAE Itabirito (Rua Dr. Eurico Rodrigues, 378 – Praia)

Mangaratiba (RJ)
23/09 – Apresentação e Oficina de teatro
Local: a definir

Campo Grande (MS)
29/09 h – Apresentação – 16h
30/09 – Apresentação – 16h e Oficina de teatro – das 9h às 12h
Local das apresentações: Teatro SESC Horto – Rua Anhanduí n. 200, Centro
Local oficina: Casa de Ensaio (R. Visc. de Taunay, 203 – Amambai)

Marabá (PA)
02/10 – Apresentação
03/10 – Apresentação e Oficina de teatro
Local: a definir