Estado.com.br
Terça-feira, 23 de Dezembro de 2014
Trágico e Cômico
Seções
Arquivos
Tamanho do Texto

O fim do JT e o histórico nariz do Maluf

Categoria: Arte-Ilustração-HQ, Humor, In memoriam

Não é preciso repetir aqui os motivos que levaram ao fim do JT depois de 46 anos circulando. Também não é preciso ressaltar a importância deste jornal e alguns marcos que ele conquistou na imprensa. Fiquei pensando sobre o que eu escreveria no último post deste blog e decidi que, apesar de ser um momento triste, o tom deveria ser de homenagem. Quero encerrar meu trabalho aqui de forma digna e sem mágoas.

O JT ficou conhecido por suas capas arrojadas, que fizeram história no jornalismo. De todas elas, ficarei com apenas uma. Uma série, melhor dizendo: o histórico nariz de Pinóquio do Maluf, que fez um grande sucesso no início dos anos 80. A história é a seguinte: Maluf era governador de São Paulo na época e sua ambição era perfurar o estado inteiro, por ter certeza de que havia petróleo no interior. Para tanto, ele não mediu esforços. Criou a estatal Paulipetro e perfurou 69 poços na bacia do Rio Paraná (na divisa com Minas). Sua confiança era tanta que ele até deu prazo para encontrar o suposto petróleo. Uma atitude fanfarrona, escorada por uma mentira deslavada e que teve como único resultado uma jazida de dinheiro público desperdiçada. Na época, os responsáveis pela parte gráfica e pelas ilustrações do JT era a dupla Gepp e Maia. Foram eles que criaram o conceito do famoso nariz do Maluf, que ia crescendo à medida que o prazo dado pelo governador ia se esgotando. Quando finalmente o grande dia chegou, o nariz do Dotô Paulo estava “estourado” na página, cruzando-a de cabo a rabo. É assim que se persegue os poderosos. Com sarcasmo, senso crítico e ousadia. Uma lição de contestação para qualquer cartunista.

O que pouca gente sabe é que, anos depois, me tornei amigo desta talentosa dupla de artistas e o Maia acabou se tornando o meu mentor nesta perigosa vida de ilustrador e cartunista. Aí, num desses acasos da vida, entrei no JT em setembro de 2007. Senti-me realizado não apenas por ocupar a página 2 deste importante jornal, mas por todo o simbolismo que aquilo carregava. Preencher a vaga que um dia foi do mestre é realmente um privilégio para poucos. Certamente uma das maiores honras que já tive na vida.

Meses depois de minha chegada aqui, o assunto do petróleo voltou à pauta. No começo de 2008, o pré-sal era a grande novidade e não se falava em outra coisa na imprensa. Dotô Paulo, como era de se esperar, não perderia a chance descolar o seu cantinho nos jornais, dizendo que foi ele o grande visionário que anteviu o pré-sal. Esqueceu-se, obviamente, que o pré-sal foi descoberto a cerca de mil quilômetros de onde ele vislumbrava.

E assim, na charge do dia 22 de fevereiro de 2008, aproveitei para recriar o nariz do Maluf, sem esquecer de fazer a menção honrosa aos mestres. Este blog que você lê agora ainda não existia na época, mas quando ele surgiu, em fevereiro de 2010, fiz questão de tornar o Dotô Paulo um habituè por aqui, já que seu nariz nunca deixou de crescer em todos esses anos. E, acreditem ou não, Maluf foi o único político que respondia às charges via Twitter (teve até uma vez que ele se invocou).

Portanto é com essa charge do nariz do Dotô Paulo que traço as linhas finais deste blog. Queria agradecer sinceramente a todos que visitaram, comentaram, concordaram, discordaram, elogiaram e criticaram meu trabalho. Parece até piada, mas até os trolls e haters farão falta.

Aliás, não estou triste, não. Olhando em retrospecto, sinto-me imensamente feliz em ter feito parte dessa história. Agora, como diria Bono Vox, é hora de sonhar tudo de novo.

Um forte abraço a todos e mantenham a descrença!
Diogo

Tópicos Relacionados

, , ,

27 Comentários Comente também
  1. Enviado por: Diogo Ramalho

    Fechando com chave de ouro, trazendo o político que mais bem representa, ao lado do Sarney e muitas outras companhias, o que há de pior na política. Parabéns pelo excelente trabalho Diogo, conscientizou, iluminou muito!

    • Enviado por: Diogo Salles

      Grande xará! Obrigado pelas leituras, comentários e pelos compartilhamentos. O meu blog para aqui, mas o seu continua!

      Esse país careta precisa de um humor elevado! Estamos todos contando com você e outros que ficam!

      abs
      Diogo

  2. Enviado por: amadeu

    José Serra é o grande nome para 2014, fica a lição aos paulistas que nao o quiseram agora pq na verdade querem no no planalto central do brasil
    Boa sorte ao nosso eterno presidente e a voce diogo

    • Enviado por: antonio

      Ele que vá pra casa cuidar dos netos.

    • Enviado por: Diogo Salles

      Amadeu, não conte muito com isso, não.

      Serra vai encolher cada vez mais. Sua imagem está ficando opaca.

      abs
      Diogo

  3. Enviado por: Luiz Augusto Lima

    Diogo, sorte do JT que por anos contou com seu talento e seu faro crítico, inconformado. Sempre tive orgulho de você por ter chegado até aí. Tenho certeza de que voltarei a sentir orgulho em breve. Abração do, Luiz.

    • Enviado por: Diogo Salles

      Luiz, meu irmão de criação,

      Foram 5 anos de muito trabalho, um grande aprendizado para qualquer pessoa. Mas, acima de tudo, um exercício diário do senso crítico. Obrigado por me acompanhar esse tempo todo.

      Agora teremos mais tempo para botar o papo em dia e tomar muitas cervejas!

      abraço do irmão
      Diogo

  4. Enviado por: Felipe Aragonez

    Grande Diogo. Terminou muito bem. Fiquei honrado em ter participado daquela entrevista com você e espero que fique no arquivo para sempre. O impresso está comigo. Boa sorte e parabéns pelo excelente trabalho. Abraço a todos do JT.

    • Enviado por: Diogo Salles

      Amigo Felipe, foi um prazer fazer aquela entrevista com você. Ajudou a dar exposição a um tema relevante para muita gente na cidade.

      Agora é com você, já que o Haddad assinou a carta de compromissos que a Ciclocidade propôs! \o/

      Abraço!
      Diogo

  5. Enviado por: Regis

    Conheci hoje seu blog, no último dia de existência! Não vai pensa em continuá-lo de maneira independente?

    • Enviado por: Diogo Salles

      Uma pena ter chegado apenas no último dia, Regis.

      Mas o blog fica aí para futuras consultas, se tiver curiosidade.

      Abraços
      Diogo

  6. Enviado por: Paulo

    É com tristeza que leio esse teu “último” post. Pois teu blog era pra mim de acesso obrigatório todos os dias pela manhã. Sempre foi bom ver que ainda tem gente que consegue ver com crítica todos os políticos independente da sigla, em meio de jornais e revistas tão partidários. Gente que consegue ver diferente desse povo herdeiro da ideologia da ditadura e criticar os desmandos da polícia, em meio a pessoas que professam o tal slogan de “bandido bom é bandido morto” e que a polícia tem é que baixar o pau em manifestantes e etc. Sem esquecer dos vendidos de toga.

    • Enviado por: Diogo Salles

      Paulo, obrigado pelo elogio.

      Meu interesse sempre foi o jornalismo de opinião, desgarrado de qualquer simpatia ou interesse partidário/ideológico e fico muito feliz em saber que meu blog era parada obrigatória para você.

      Acho isso da maior importância, visto que os ranços ideológicos ainda predominam nos debates políticos no Brasil.

      Abraços
      Diogo

  7. Enviado por: morruga

    Diogo,
    não sei se “ainda dá tempo de comentar” (rs), mas como vários outros fico ‘desamparado’ com o final do blog. no fim, acabava sendo o meu “resumo” do que ocorria na política, pois, honestamente, não tenho muito ânimo para acompanhar detalhadamente a política nacional… E eu gostava não somente pelas charges (ou pelas caricaturas em si) mas bastante também pelos textos e a forma como você facilitava para os “alienados” como eu acompanhar as notícias (com os ‘infindáveis’ links que acompanhavam os textos).
    Mas com toda essa história de fechar o JT, eu fico com uma dúvida, se não for petulância da minha parte perguntar, é claro.
    Entendo que essa história de “…focar no Estadão, principal marca do Grupo, e de investir em uma plataforma digital mais robusta e avançada”, significa, trocando em miúdos, que o JT provavelmente não estava “se pagando” e que compensa manter apenas alguns cadernos do mesmo, transferindo-os para o estadão.
    E aí fica a minha dúvida, as pessoas que trabalhavam no JT serão ‘cortadas’ ou remanejadas? E faço a pergunta mais especificamente para você, pois até onde entendi, vc não continuará o trabalho de charges no estadão, correto?
    De qualquer forma, ficam os meus parabéns pelos “serviços prestados” até agora e espero que retorne em breve a algum projeto do gênero (que pelo menos nos agracie com alguma “arte ácida” diária ou com qualquer outra periodicidade).
    Abraço e boa sorte!

    • Enviado por: Diogo Salles

      Morruga, você captou toda a essência da coisa: minha ideia nunca foi explicar nada. Eu só fazia a interpretação crítica/irônica dos fatos políticos e, quem quisesse, poderia clicar nos links – aí sim – com as notícias devidamente apuradas por um jornalista.

      Sobre o futuro aqui no Estadão, realmente não há nada concreto no momento. Se eu voltar com o trabalho de charges um dia, você ficará sabendo!

      Obrigado pelas visitas e pelos comentários.
      Diogo

  8. Enviado por: Marcos Bonilha

    CLAP, CLAP, CLAP, CLAP… Palmas de pé, Diogo!
    Melhor despedida!
    Com alto astral, bem humorada e com um símbolo daquilo que você combatia/protestava/ironizava por aqui. O mais legal é saber que ele interagia. Sonho em tomar uma cerveja com o Dr.(?) Paulo só para ouvir as “E”stórias dele. hehe
    Enfim, sucesso nessa nova caminhada para ti Diogão, e vamos ver se marcamos um chopp assim que puder!
    Abração!

    • Enviado por: Diogo Salles

      Grande Bonilha!

      Obrigado de coração. Me alegra ver que a marca que deixei com esse blog era exatamente a que eu pretendia.

      Sobre a cerveja com o Dotô Paulo, aconselho-o a esconder a carteira… :P

      Já na cerveja comigo, pode ficar tranquilo que a primeira rodada é por minha conta. \o/

      Abração
      Diogo

  9. Enviado por: Roberto

    Diogo, a internet pode ter acabado com o JT, só que ela não vai acabar com os seres humanos, então, você vai continuar e muito melhor. Suas charges e seus posts vão fazer muita falta. É só a gente esperar um pouco que você volta.

    Abraços

    • Enviado por: Diogo Salles

      Roberto, obrigado. Não quero traçar planos agora, porque tudo ainda é muito recente.

      Agora é parar um pouco e pensar no que virá pela frente, mas com calma, sem atropelos.

      abs
      Diogo

  10. Enviado por: Geraldo

    Li muito tempo o estadão. Recentemente, comecei a ler também o JT. Foi amor à primeira vista, principalmente os posts irônicos de Diogo. Boa sorte na sua nova jornada.

    • Enviado por: Diogo Salles

      Geraldo, obrigado pelas leituras. Vamos ver qual será essa jornada agora.

      abs
      Diogo

  11. Enviado por: aluisio de oliveira braga

    Já estou com saudade!!! Digo, onde eu digo “digo” não digo “digo”, digo Diogo, receba o meu abraço!

    • Enviado por: Diogo Salles

      Obrigado, Aluisio.
      Um abraço pra você também
      Diogo

  12. Enviado por: Diego Souza

    Diogão, por onde você irá continuar com seus trabalos geniais??

    tem algum site seu??

    Um, abraço amigo!!!!

    • Enviado por: Diogo Salles

      Caro Diego, por enquanto não vou continuar. Preciso de uns meses para pensar qual será o próximo passo.

      Ano que vem teremos novidades. Por ora, você pode ver as melhores charges e outros trabalhos no site oficial, onde tem o portfolio completo: http://www.diogosalles.com.br/

      Obrigado e um abraço
      Diogo

  13. Enviado por: americo ney

    Fala diogo,
    aqui do rio acompanhava as geniais crônicas e charges, não fico chateado porque vc vai brilhar com certeza em outros lugares com certeza.avise-nos onde encontrá-lo,ok?
    obrigado e boa sorte

    • Enviado por: Diogo Salles

      Americo, obrigado. Certamente avisarei!

      Forte abraço
      Diogo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>