1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

BRUNO PAES MANSO Formado em economia (USP) e jornalismo (PUC-SP), trabalhou por dez anos como repórter no jornal O Estado de S. Paulo. Também atuou na Revista Veja, Folha da Tarde e Folha de S. Paulo. Atualmente faz pós-doutorado no Núcleo de Estudos da Violência da USP. Concluiu o mestrado e doutorado no departamento de ciências políticas da Universidade de São Paulo, onde pesquisou o crescimento e a queda dos homicídios em São Paulo. É autor do livro O Homem X - Uma reportagem sobre a alma do assassino em SP, que ganhou o Premio Vladimir Herzog de melhor livro reportagem de 2006.
quarta-feira 30/07/14

Amanhã, candidaturas à presidência debatem segurança pública. Será que assumem a bucha?

seguranca1

Amanhã, os coordenadores dos candidatos a Presidente da República participam de um debate sobre o sistema de segurança e o sistema prisional no 8º Encontro do Fórum Nacional de Segurança Pública, na Fundação Getúlio Vargas. Será uma excelente oportunidade para vermos o compromisso das candidaturas à presidência com a agenda da segurança. Será que na próxima gestão eles

Ler post
terça-feira 29/07/14

Duas sessões de soco. As torturas em SP e o caso Hideki

encarceramento1

E se o estudante Fabio Hideki, preso há mais de um mês na Penitenciária Tremembé II, em vez de criminoso fosse, na verdade, vítima de crimes cometidos por autoridades do Estado? Boas perguntas são pontos de partida na busca pelas respostas que realmente importam. Segue uma: será que o nosso sistema de justiça age para defender

Ler post
terça-feira 22/07/14

Por dentro da engrenagem da indústria de aprisonamento em massa. O caso Hideki

encarceramento

Já foi dito que as perguntas certeiras são o ponto de partida para boas reportagens e pesquisas. Concordo e já coloco uma questão que há tempos me intriga: como São Paulo (e o Brasil) consegue mandar tanta gente para a prisão se possui uma polícia civil com sérias dificuldades para investigar? Já somos o terceiro país do mundo no ranking de pessoas

Ler post
quinta-feira 17/07/14

O sobrenatural e o suicídio dos índios do Alto Rio Negro e Guarani Kayowá

indiomacunaima

* Com Felipe Nassar Novos dados foram apresentados hoje pelo Conselho Indigenista Missionário sobre a violência que atinge os povos indígenas do Brasil. O suicídio, novamente, é um dos destaques negativos do balanço do ano passado. Segundo dados da Secretaria Especial de Saúde Indígena, no estado do Mato Grosso do Sul houve 73 casos em 2013, o pior

Ler post
terça-feira 15/07/14

Revistas vexatórias em mães de adolescentes aproximam Fundação Casa de prisões

funcasa2

Com William Cardoso Antes de entrar na fila de visitas das unidades da Fundação Casa, em São Paulo, mães e irmãs, não importa a idade, precisam levar em conta uma longa sessão de humilhações para visitar seus parentes. Replicando o modelo das unidades prisionais, o processo das revistas vexatórias começa em uma cabine diante do funcionário da unidade. As mulheres são obrigadas a tirar

Ler post
segunda-feira 07/07/14

Por que os índios lideram o ranking dos suicídios no Brasil? O Mapa da Violência

indioEU

Entre os mais de 5 mil municípios brasileiros, a cidade de São Gabriel da Cachoeira, no noroeste da Amazônia, ficou na primeira posição do ranking brasileiro de suicídios. Fiquei surpreso por dois motivos. Primeiro, porque em 1998 estive nesse lugar inesquecível, cortado pelo Rio Negro e no meio da Floresta Amazônica. Mas a razão principal do espanto é que a população

Ler post
segunda-feira 30/06/14

Não foi só por Justiça. Mas por honra, amor e verdade. A história de César e Daniel

cesarEdaniel

Uma amiga me disse certa vez que, para ela, felicidade era ser enterrada pelos filhos quando morrer. Acho que o conceito também serve para mim e para muita gente. A tristeza incomensurável da família que perdeu seu filho de 20 anos acompanha todos os instantes do documentário Quando eu me Chamar Saudade, de Renan Xavier, Lailson Nascimento e Daniel Santos. Na cena inicial,

Ler post
quinta-feira 26/06/14

As ameaças da Irmandade Homofóbica no Piauí. Comunidade LGBT em risco

marinalva

A cidade de Teresina, capital do Piauí, tem cerca de 800 mil habitantes. Em agosto do ano passado, 100 mil pessoas foram às ruas durante a Marcha da Diversidade. A cantora Daniela Mercury, que havia recentemente assumido seu amor por outra mulher, encerrou a festa de forma épica. Sair do armário em Teresina não parecia ter

Ler post
segunda-feira 23/06/14

Sentado com os Black Blocs no divã. Um ano depois, aonde essa raiva vai nos levar?

mpl21

Na quinta-feira, o MPL foi às ruas para celebrar um ano da redução das tarifas. A passeata era para ser festiva e foi animada, com cerca de 2 mil pessoas em marcha. Mas o balanço das conquistas não fez parte das pauta dos jornais, televisões e internet. Ainda estamos longe de compreender o significado das jornadas de junho no

Ler post