1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

BRUNO PAES MANSO Formado em economia (USP) e jornalismo (PUC-SP), trabalhou por dez anos como repórter no jornal O Estado de S. Paulo. Também atuou na Revista Veja, Folha da Tarde e Folha de S. Paulo. Atualmente faz pós-doutorado no Núcleo de Estudos da Violência da USP. Concluiu o mestrado e doutorado no departamento de ciências políticas da Universidade de São Paulo, onde pesquisou o crescimento e a queda dos homicídios em São Paulo. É autor do livro O Homem X - Uma reportagem sobre a alma do assassino em SP, que ganhou o Premio Vladimir Herzog de melhor livro reportagem de 2006.
sexta-feira 15/08/14

6 meses depois, Justiça cobra laudo de jovem acusado por PM de se matar com as mãos para trás

A Justiça de São Paulo determinou que o perito-chefe do Instituto de Criminalística de Limeira entregue cópias dos laudos feitos pela instituição para descobrir as circunstâncias da morte de José Guilherme da Silva, ocorrida dentro de uma viatura da Polícia Militar em Limeira. Ele tinha 20 anos. Os trabalhos da perícia começaram a ser feitos no dia 20 de

Ler post
quarta-feira 13/08/14

Morre o candidato que pretendia assumir a queda dos homicídios como tema do Governo Federal

campos3

Uma estratégia nacional de combate aos homicídios capaz de direcionar as políticas nos estados e diminuir os mais de 50 mil assassinatos anuais que ocorrem no Brasil. A redução da criminalidade urbana seria uma das prioridades do discurso do candidato Eduardo Campos na campanha a presidente. Ele morreu hoje em acidente de avião em Santos.

Ler post
quarta-feira 06/08/14

76 cartas de Venceslau II. A incômoda sensação de que os vilões também estão no Estado

cartas (2)

As visitas viajam 9 horas de São Paulo para percorrer 610 quilômetros até Presidente Venceslau, no interior do estado. Normalmente, o trajeto é feito durante a madrugada para que elas estejam às 6 horas da manhã na porta do presídio. Quando são liberados para entrar, os parentes dos presos vão até as celas acompanhados de homens armados com espingardas calibre 12, vestindo roupas e toucas

Ler post
quarta-feira 30/07/14

Amanhã, candidaturas à presidência debatem segurança pública. Será que assumem a bucha?

seguranca1

Amanhã, os coordenadores dos candidatos a Presidente da República participam de um debate sobre o sistema de segurança e o sistema prisional no 8º Encontro do Fórum Nacional de Segurança Pública, na Fundação Getúlio Vargas. Será uma excelente oportunidade para vermos o compromisso das candidaturas à presidência com a agenda da segurança. Será que na próxima gestão eles

Ler post
terça-feira 22/07/14

Por dentro da engrenagem da indústria de aprisonamento em massa. O caso Hideki

encarceramento

Já foi dito que as perguntas certeiras são o ponto de partida para boas reportagens e pesquisas. Concordo e já coloco uma questão que há tempos me intriga: como São Paulo (e o Brasil) consegue mandar tanta gente para a prisão se possui uma polícia civil com sérias dificuldades para investigar? Já somos o terceiro país do mundo no ranking de pessoas

Ler post
quinta-feira 17/07/14

O sobrenatural e o suicídio dos índios do Alto Rio Negro e Guarani Kayowá

indiomacunaima

* Com Felipe Nassar Novos dados foram apresentados hoje pelo Conselho Indigenista Missionário sobre a violência que atinge os povos indígenas do Brasil. O suicídio, novamente, é um dos destaques negativos do balanço do ano passado. Segundo dados da Secretaria Especial de Saúde Indígena, no estado do Mato Grosso do Sul houve 73 casos em 2013, o pior

Ler post
terça-feira 15/07/14

Revistas vexatórias em mães de adolescentes aproximam Fundação Casa de prisões

funcasa2

Com William Cardoso Antes de entrar na fila de visitas das unidades da Fundação Casa, em São Paulo, mães e irmãs, não importa a idade, precisam levar em conta uma longa sessão de humilhações para visitar seus parentes. Replicando o modelo das unidades prisionais, o processo das revistas vexatórias começa em uma cabine diante do funcionário da unidade. As mulheres são obrigadas a tirar

Ler post