1. Usuário
Blogs

Sonia Racy

Assine o Estadão
assine

Data venia

18.junho.2014 | 1:12

A OAB-SP quer derrubar norma que impede “homens que tiveram relações sexuais com outros homens” de doar sangue temporariamente. A resolução da Anvisa acaba de completar uma década.

Em 2011, o Ministério da Saúde baixou portaria dizendo que a opção sexual “não constitui risco em si”. Mas a entidade alega que, na prática, nada mudou até hoje. “Por que a regra tem que ser diferente para os homossexuais?”, indaga Adriana Galvão Moura, da comissão de diversidade sexual da OAB.

O próximo passo é pedir ao conselho federal da Ordem (com legitimidade para tal) que entre com ação no STF.

Data venia 2

Procurada pela coluna, a Anvisa informou que caberia ao Ministério da Saúde – que define os critérios de corte – se pronunciar. Também indagada, a pasta ressaltou: a portaria “deixa claro que a orientação sexual não deve ser usada como critério para seleção de doadores de sangue”.

Sem Comentários | Comente

Deixe um comentário:

Abertura do festival de animação Anima Mundi, no Espaço Itaú de Cinema

Abertura do festival de animação Anima Mundi, no Espaço Itaú de Cinema

Ademar de Oliveira

Silvana Garzaro

Outras galerias