1. Usuário
Blogs

Sonia Racy

Assine o Estadão
assine

Citius

11.abril.2014 | 1:09

As declarações de Thomas Bach, do COI, e Sidney Levy, do COB, têm endereço. Segundo fonte ligada às obras no Rio, a maior preocupação dos comitês quanto aos Jogos de 2016 diz respeito à incapacidade do governo federal ‘em fazer chover’. O município e o estado vêm cumprindo seu papel; o problema é a falta de ações e verbas por parte da União.
A pouco mais de dois anos da festa de abertura, há muito por fazer no Parque Olímpico e na Vila Olímpica. Mas inquietante de verdade é a situação do Complexo de Deodoro.

Altius

Outra questão que vem estressando os executivos do COI é que o calendário do comitê prevê a entrega da infraestrutura dos Jogos no fim de 2015 – para que tudo possa ser devidamente testado.

Já o calendário do governo aponta para… julho de 2016.

Fortius

Para piorar um pouco mais a situação, os comitês olímpicos de Chicago e Tóquio (cidades preteridas na escolha da sede olímpica de 2016) já começam a pressionar o COI. Garantem estar prontos para receber os Jogos.

Sem Comentários | Comente

Deixe um comentário:

Abertura do festival de animação Anima Mundi, no Espaço Itaú de Cinema

Abertura do festival de animação Anima Mundi, no Espaço Itaú de Cinema

Ademar de Oliveira

Silvana Garzaro

Outras galerias