1. Usuário
Assine o Estadão
assine

O topo do mundo

Oscar Quiroga

11 julho 2014 | 00:24

 

Às 0h24 de sexta-feira 11-7-14 a Lua ingressou em Capricórnio para completar sua fase CHEIA em sextil com Netuno, conjunção com Plutão, quadratura com Urano, sextil com Saturno, quadratura com Marte e oposição a Júpiter até 22h56 de sábado 12-7-14, horário de Brasília.

Quando pensaste que tinhas deixado para trás a inferiorização e que então o mundo te respeitaria porque te elevaste, eis que encontras outros que se sentem superiores a ti e fazem o possível para te inferiorizar.

Assim são as coisas, neste mundo estúpido que nossa humanidade inventou e que ainda não consegue desinventar, o separatismo e a classificação social entre privilegiados e excluídos permanece arraigada, porque nossa humanidade assim o deseja.

Luta de classes é contraproducente para superar o abominável separatismo, os inferiores querem sentir-se superiores e quando lá pensam ter chegado inferiorizam outros, seus semelhantes de plantão.

Os processos hierárquicos neste mundo são instituídos para que aqueles que chegarem ao topo do mundo sejam servidos pelos que estão excluídos desse.

Completamente diferente é no mundo espiritual, aqueles que se elevam e distinguem, e a única possibilidade de distinção consiste em perceber o Divino, quanto mais percebem, mais se dedicam a servir àqueles que ainda vivem na cegueira espiritual.

Aquele/aquela que chamamos de Deus, o onisciente, é, por isso, o servidor do Universo inteiro.

Agora já sabes, teu frenesi para chegar ao topo do mundo te converterá numa nova alma opressora, pois te convencerás de que o resto há de te servir. Esse será o sinal de teu infortúnio, pois se realmente tivesses te elevado, tua distinção consistiria em perceber as conexões infinitas do Divino e, por percebê-las, arderia em ti a vontade de servir aos teus semelhantes, para que todos percebam o mesmo e sejam felizes.

Enquanto isso não acontecer, o topo do mundo será a tua ruína.