1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Intuição e realização

Oscar Quiroga

domingo 17/08/14

  Às 19h41 de domingo 17-8-14 a Lua QUARTO MINGUANTE ingressou em Gêmeos e está em quadratura com Mercúrio e Netuno, sextil com Júpiter, Vênus, Urano e Sol até 23h54 de terça-feira 19-8-14, horário de Brasília. No mesmo período, Júpiter e Vênus em conjunção, Mercúrio e Netuno em oposição. O humano avançado, isto é, quem [...]

 

Às 19h41 de domingo 17-8-14 a Lua QUARTO MINGUANTE ingressou em Gêmeos e está em quadratura com Mercúrio e Netuno, sextil com Júpiter, Vênus, Urano e Sol até 23h54 de terça-feira 19-8-14, horário de Brasília. No mesmo período, Júpiter e Vênus em conjunção, Mercúrio e Netuno em oposição.

O humano avançado, isto é, quem se aproxima intencionalmente da libertação da ignorância, é capaz de intuir, isto é, captar ideias exatas a respeito do funcionamento da realidade sem necessariamente ter tido contato com essas anteriormente.

O humano avançado e equilibrado no caminho da libertação não apenas é capaz de intuir como também se movimenta de forma eficiente para realizar a intuição.

O que te impede o equilíbrio? O fato de que enquanto te regozijas nas ideias que captas, em vez de te dedicar com afinco a realizá-las te voltas contra teus semelhantes para descobrir neles e nelas defeitos que atacas com franca violência, mas sob o manto da clareza que a intuição te infunde, e assim, do topo de teus convencimentos e razões julgas em silêncio, porque reconheces que há algo distorcido em julgar, mas não consegues deter o movimento, julgas e ponto final.

Há uma nuvem de ideias cognoscíveis que circula em constante dinamismo, indiferente à curiosidade humana, mas sensível ao momento em que te elevas o suficiente para percebê-las. Isso não te outorga o direito de te considerares alguém melhor do que teus semelhantes, tua melhoria só será perceptível através do serviço que prestares ao mundo.

Enquanto não fores útil ao mundo e aos teus semelhantes, serás mais um do montão que se regozija nas ideias maravilhosas, mas que faz pouco para realizá-las.

O dia em que natural e espontaneamente te absteres de criticar teus semelhantes, terás dado um passo firme na direção de tua elevação.

Precisas ser mais astuto que tua própria mente, tuas intenções são boas, mas carecem de densidade suficiente para se precipitarem do mundo subjetivo e se transformarem em realizações.

Precisas dar um nó naquilo que te enrola.