1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Serviço tapa-buraco da Prefeitura

Luciana Magalhães

23 agosto 2014 | 12:10

Tudo é muito burocrático, reclama leitor

 Por Luciana Magalhães

Reclamação do leitor: De tempos em tempos a Prefeitura gasta uma fortuna para recompor a sinalização horizontal das ruas e avenidas. A cidade fica mais segura, bonita e civilizada. Porém, vêm as equipes do serviço tapa-buraco que se encarregam de cobrir com manta asfáltica a pintura das faixas de divisão de rolamentos, das faixas de retenção de veículos e das faixas de pedestres. Na contratação desse tipo de serviço, a Prefeitura deve adotar o conceito de um serviço completo. O responsável pelo recapeamento de ruas deve incluir no pacote a pintura de faixas após a aplicação da manta asfáltica, sob pena de não receber pelos serviços prestados pela metade. O custo final será bem menor. Mário Luiz Lúcio / São Paulo

Resposta: A Secretaria de Coordenação das Subprefeituras informa que realiza serviços de tapa-buraco sempre que necessário, para evitar transtornos aos motoristas, como medida emergencial. Os reparos são realizados sempre que são detectadas anomalias no pavimento. Eventualmente, alguns serviços precisam ser realizados também nas faixas de pedestres, ficando a cargo do órgão de trânsito a responsabilidade em refazer a pintura, após a colocação da massa asfáltica. Informa também que a implantação da sinalização de solo (pintura de faixas) cabe à Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A execução dos serviços é feita de acordo com o cronograma da área de sinalização da CET.

Réplica do leitor: A resposta é burocrática. Aposto que quem leu a minha reclamação não entendeu meus questionamentos. Isso explica bem o atual estado das coisas.