1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Memorial 17 de julho

Luciana Magalhães

21 agosto 2014 | 11:20

O local está abandonado, reclama leitora.

 Por Luciana Magalhães

Reclamação da leitora: Moro na Rua Baronesa de Bela Vista, onde há dois anos foi inaugurada a Praça Memorial 17 de Julho, em homenagem às vítimas do voo  Airbus A320 da TAM, que se chocou com o prédio da Tam Express.  As obras para a praça demoraram um ano para ficarem prontas. Porém, hoje ela está abandonada.  Logo que foi inaugurada, tornou-se um local para os familiares prestarem suas homenagens às vítimas do acidente e um espaço de lazer para famílias do bairro. Desde o processo de contrução, a Associação de Moradores do bairro solicitou o policiamento constante na área, o que aconteceu somente no início. Além disso ela era iluminada e com pontos de luz no chão em homenagem aos 190 mortos na tragédia. Hoje não há mais iluminação nem espelho d’água. A única iluminação no local é a de um estacionamento. Ressalto que o local não está depredado e, sim, abandonado. Acho muito triste um espaço como esse estar nessas condições. Alyne Albuquerque / São Paulo

 Resposta: A Subprefeitura Santo Amaro informa que realiza manutenção de rotina no Memorial 17 de Julho. A Guarda Civil Metropolitana, por sua vez, informa que faz rondas diárias no local.

Réplica da leitora: O problema permanece. O policiamento constante que foi prometido só foi feito no início. A falta de iluminação torna o local muito perigoso.  Não dá nem para visualizar a praça.

 

Fotos: Alyne Albuquerque