ir para o conteúdo
 • 

Séries de TV

Two and A Half Men não vai concorrer ao Emmy. A série teve 16 episódios produzidos na oitava temporada antes de ser interrompida com os ataques de Charlie Sheen ao criador da atração Chuck Lorre. O motivo da exclusão é exatamente o clima causado por Sheen.


#WINNING

Segundo o site TV Line, a Warner não inscreveu a série. Uma fonte teria indicado que a causa seria o “drama” fora das telas e que a atração não “merecia” concorrer ao prêmio de melhor comédia.

Os novos episódios de Two and a Half Men com Ashton Kutcher começam a ser gravados em junho. A 63ª edição do Emmy, que elege os melhores do ano, acontece em setembro.

Tem gente que perde o humor
Uma emissora de Nova York recebeu ameaças de bomba caso não parasse de reprisar Two and a Half Men. O homem responsável pelos telefonemas nem teve tempo de explicar os motivos de tanta “raiva” antes de ser preso. Saiu no New York Post

*Atualização:  O próprio Charlie Sheen, que poderia concorrer ao prêmio mesmo após ser demitido da série, também não estará lá.  O ator simplesmente perdeu os prazos para inscrição, apesar dos organizadores terem dado mais tempo. A história é da Hollywood Reporter (06/06)

Comente!

  • A + A -

A coluna Impressão Digital do Alexandre Matias deste domingo, 29, no Caderno 2 do Estadão fala sobre o novo projeto do produtor de Lost e Fringe, na íntegra:

J.J. Abrams ataca de novo. Nem bem encerrou em grande estilo a terceira temporada de um dos seriados que produz – Fringe – e anunciou o lançamento de nova série no ano que vem – Alcatraz, de novo em uma ilha –, o produtor de Lost começa a concentrar esforços em seu grande projeto de 2011: Super 8. É seu terceiro filme na direção e, mais do que isso, sua primeira parceria com um de seus ídolos, Steven Spielberg, que produz o filme.

Quando lançou o primeiro trailer no ano passado, em um minuto e meio de imagens, fãs de Abrams e Spielberg conseguiram achar pistas que uniam tanto as produções de J.J. quanto as de Steven.

No mês passado, alguns veículos no exterior receberam caixinhas da Kodak com rolos de filmes que continham apenas alguns segundos de um misterioso comunicado confidencial do governo norte-americano. Fazia parte do início da estratégia de divulgação do filme. O curta tinha sido picotado em pedaços minúsculos e espalhado para diferentes lugares, na esperança de que os fãs reunissem esses trechos e chegassem à mensagem final.

E, durante o festival de Cannes deste ano, foram exibidos 20 minutos de Super 8, trecho que foi mostrado para a imprensa brasileira na semana passada – e que tive a oportunidade de assistir.

Em duas longas cenas, vemos uma turma de adolescentes brincando de fazer filme minutos antes de assistirmos ao mais espetacular acidente que já foi registrado no cinema. Se você é desses que reclama do alto barulho dos filmes atuais, essa cena não foi feita para você. Explosões grandiosas e pedaços de trem se retorcendo no ar garantem uma visão de cair o queixo de qualquer um que goste de filme de ação ou de catástrofe.

A outra cena mostra o bicho que fugiu do trem (que viria da mítica Área 51, onde teoricamente o governo dos EUA mantém informações sobre vida alienígena) atacando uma loja de conveniência em um posto de gasolina. Em dado momento, a câmera filma o reflexo do monstro no chão, que lembra o protagonista de Cloverfield, outro filme de J.J. Será que ele vai amarrar todas as pontas de sua obra?

Comente!

  • A + A -

O primeiro episódio da nova temporada de Mad Men terá Jon Hamm na direção. “É um desafio que eu aguardo com ansiedade, com uma mistura de medo e empolgação”, afirma ao site TV Line.

O astro da série vai seguir os passos do colega de elenco John Slattery, que dirigiu dois episódios no ano passado. “É bom ter pessoas que você conhece e confia ao seu redor. Nós temos a sorte de ter sofrido poucas mudanças de elenco e equipe”, comentou Hamm.

O ator terá bastante tempo para se preparar. Atrasada por causa das diferenças ($$$) entre o criador Matthew Weiner, o estúdio Lionsgate e a AMC, a nova temporada começa a ser exibida em março de 2012.

Comente!

  • A + A -

A um mês da estreia nos EUA, posters oficiais da quarta temporada série True Blood (HBO) foram divulgados nesta quinta-feira, 26.

Via Hollywood Reporter

Comente!

  • A + A -

O brasileiro Matheus Fernandes, de 20 anos, é um dos selecionados para participar do reality show The Glee Project. O vencedor do programa interpretará um personagem no seriado Glee em sete episódios da terceira temporada, que estreia no dia 12 de junho nos EUA.

No total, 12 concorrentes vão passar por testes de canto e teatro para conseguir uma vaga na série.

Divulgação

Com 1,45m, Matheus disse que se mudou para os Estados Unidos há oito anos para consultar especialistas sobre sua estatura. Os médicos, entretanto, concluíram que não havia nada de errado com ele.

Comentários (6)| Comente!

  • A + A -

Nos últimos dias não faltaram notícias na indústria de séries americanas. As redes de TV dos Estados Unidos anunciaram cancelamentos de tramas e novos projetos para a Fall Season, que tem início em setembro, quando os canais exibem nova programação.

No último dia 17, a rede americana CBS anunciou hoje que a série CSI: NY saiu da zona de risco e ganhou uma 8.ª temporada, com número de episódios ainda não definido. Entre as boas novas, Chuck, que sai da zona de risco e ganha o 5º e último ano no Warner Channel. One Tree Hill é uma das séries renovadas e ganha mais 13 episódios em seu 9.º e possível último ano.  Já Brothers & Sisters, que no Brasil vai ao ar pelo Universal Channel, foi cancelada em sua 5ª temporada.

Uma das últimas canceladas foi United States of Tara. A terceira temporada da série protagonizada por Toni Collette será a última. O motivo, claro é a audiência. O programa, exibido no Brasil pela Fox, perdeu 30% dos espectadores no último ano.

Adeus, United States of Tara… e aí, vai sentir falta de alguma série?

CANCELADAS:

- Better with You (Warner)

- Brothers & Sisters (Universal)

- Chase (Warner)

- Detroit 1-8-7 (AXN)

- Friday Night Lights (AXN)

- Human Target (Warner)

- Hellcats (Boomerang)

- Law & Order: Los Angeles (Universal)

- Lie to Me (Fox)

- Life Unexpected (Liv)

- Mad Love ( estreia no Liv dia 31/5)

- Medium (CBS)

- No Ordinary Family (Sony)

- S#*! My Dad Says (Warner)

- Smallville (Warner)

- The Cape (Universal)

- The Defenders (Sony)

- The Event (Universal)

- The Good Guys (FX)

- United States of Tara (Fox)

- V (Warner)

RENOVADAS:

- 30 Rock (Sony)

- 90210 (Sony Spin)

- American Dad (FX)

- Blue Bloods (Liv)

- Bones (Fox)

- Body of Proof (Sony)

- Castle (AXN)

- Chuck (Warner)

- Community (Sony)

- Cougar Town (Sony)

- Criminal Minds (AXN)

- CSI (Sony)

- CSI: Miami (AXN)

- CSI: NY (AXN)

- Desperate Housewives (Sony)

- Fairly Legal (Studio Universal)

- Family Guy / Uma Família da Pesada (FX)

- Fringe (Warner)

- Glee (Fox)

- Gossip Girl (Glitz)

- Grey’s Anatomy (Sony)

- Hawaii Five-0 (Liv)

- HawthoRNe (Liv)

- House (Universal)

- How I Met Your Mother (Fox)

- Law & Order: SVU (Universal)

- Leverage (Space)

- Men of a Certain Age (Warner)

- Mike & Molly (Warner)

- Modern Family (Fox)

- NCIS (AXN)

- NCIS: Los Angeles (A&E)

- Nikita (Warner)

- Nurse Jackie (Studio Universal)

- One Tree Hill (Fox)

- Parenthood (Liv)

- Parks and Recreation (Sony)

- Private Practice (Sony)

- One Tree Hill (Fox)

- Raising Hope (I.Sat)

- Rizzoli & Isles (Space)

- Rules of Engagement (Sony)

- Supernatural (Warner)

- Southland (Space)

- The Big Bang Theory (Warner)

- The Cleveland Show (FX)

- The Closer (Space)

- The Good Wife (Universal)

- The Mentalist (Warner)

- The Middle (Warner)

- The Office (Sony)

- The Simpsons (Fox)

- The Vampire Diaries (Warner)

- Two and a Half Men (Warner)

- Treme (HBO)

Informações do TV e Lazer

Comentários (14)| Comente!

  • A + A -


(imagem retirada daqui)

A briga é antiga e parece longe do fim. Esta semana, ganhou mais um episódio. Entre as duas grandes atrações da Fox, Family Guy levou a melhor, pelo menos no que diz respeito à audiência* do episódio final, exibido no domingo passado. A série registrou melhor resultado na faixa de 18-34 anos, liderada historicamente pelos Simpsons.

O criador de Family Guy, Seth MacFarlane, já foi acusado de imitar descaradamente seu concorrente, o que para fãs seria mera ironia do autor, que já brincou muito com isso nos idos de 2006. Desde 1989 no ar, os Simpsons nunca sofreram um revés grave. Ao contrário, Family Guy, que estreou dez anos depois, passou por dois cancelamentos.

Por terem o mesmo mote batido (família classe média com crianças malcriadas, pai bonachão e mãe prestativa), a comparação sempre existiu e é naturalmente favorável aos Simpsons. O desenho ícone da cultura pop está muito mais vivo no imaginário dos espectadores. As tiradas impagáveis de Homer Simpson nunca foram superadas por Peter Griffin, Marge é muito mais estilosa que Louis, Lisa e Bart têm a personalidade que falta a Meg e Chris, definitivamente losers. Correndo por fora estão apenas o bebê Stu e Brian, o cachorro, que sustentam sozinhos episódios inteiros.

Os Simpsons, que nunca saíram do ar, revelam uma constância que falta a Family Guy. No entanto, não supera há muitas temporadas a tediosa sequência “Homer se atrapalha no trabalho, aventuras de Bart, celebridade convidada visita Springfield”. Por outro lado, a família Griffin é mutante – alguém se lembra que Louis é professora de piano, por exemplo? Ou que Brian, o cachorro, beijou Meg no baile de formatura? Justamente por não ter o menor comprometimento com a realidade e por dar vazão a um nonsense infinito, Family Guy parece muito mais fresca e renovada após uma década no ar, apesar dos tropeços.

É claro que Simpsons tem muito mais fãs do que qualquer outra série animada e obviamente exerceu sua influência sobre Family Guy. Mas quanto os eternos defensores têm acompanhado a série?

*Segundo o Inside TV, Family Guy teve 3.0 pontos de 7 em audiência em sua season finale  na faixa de 18-34 anos, enquanto Simpsons ficou com 2.5. Cada ponto equivale a 1,3 milhão de espectadores.

Comentários (14)| Comente!

  • A + A -

Zach Galifianakis (Se Beber Não Case) revelou que não é lá muito fã de January Jones, a belíssima Betty Francis (ex-Draper) de Mad Men. Em entrevista ao site Shortlist, desmentiu os comentários da colega, que teria elogiado o ator.

O ataque de sinceridade começa quando o repórter comenta que January teria dito que Galifianakis era o homem mais engraçado que ela conhecia. Em seguida, pergunta se ele não consideraria isso uma oportunidade de cantar a moça. “É engraçado porque se eu me lembro bem, ela e eu fomos rudes um com o outro”, disse. “Eu estava em uma festa e não a conhecia. E ela me chamou para sentar, e então eu fui até a mesa dela e conservamos por 10 minutos, quando ela disse ‘acho que é hora de você ir agora’”.

“Você é uma atriz de série e todos vão te esquecer em alguns anos, então seja educada”, foi o que Galifianakis afirma ter respondido. Em bom inglês, ele diz que se saiu com um “f**king be nice”.

O repórter insiste e pergunta se ele aceitaria fazer uma cena de sexo com January. “Eu não gostaria. Detestaria”, disse. Então tá!

*Ainda no clima tabloide: January Jones está grávida do primeiro filho, mas não revela a ninguém a identidade do pai da criança o.O

Comente!

  • A + A -


Vai fazer falta?

Lisa Edelstein, que interpreta a Dra Lisa Cuddy da série House, não renovou seu contrato com a Fox para a oitava temporada. “Depois de muito considerar, estou indo embora com uma combinação de desapontamento por deixar um personagem que amei fazer por sete anos e excitação pelas novas oportunidades em atuar e produzir que me esperam”, declarou a atriz em um comunicado.

Segundo o site Deadline Hollywood, haveria um corte no salário de US$ 175 mil da atriz e de Robert Sean Leonard e Omar Epps, todos do elenco principal da série, que foi renovada para sua oitava temporada. Os atores que interpretam James Wilson e Eric Foreman aceitaram a proposta e devem continuar na atração.

A trama não terá mais o complicado relacionamento da médica com House, protagonista de Hugh Laurie, nesta que pode ser a última temporada da série. Sua saída deixa Olivia Wilde (Treze) como a única personagem feminina do elenco principal.

No Brasil, House é exibida pelo canal pago Universal Channel.

Comentários (3)| Comente!

  • A + A -

Charlie Sheen pegou US$ 10 milhões emprestados da Warner Bross na última temporada de Two and a Half Men. Segundo o site TMZ, o contrato da sétima temporada, de 17 de maio de 2010, exigia que a emissora desse US$ 10 milhões ao ator. Ele, no entanto, seria obrigado a ressarcir o valor durante os 13 primeiros episódios da série.

Para pagar a dívida, Sheen deduziria  US$ 769,230.77 do valor de cada episódio. O ator, que acabou sendo demitido no 16°episódio após insultar o criador e produtor executivo de série, Chuck Lorre, recebia US$ 1,25 milhão por cada uma das gravações. Os juros seriam descontados do salário relativo ao 14º episódio.

Na semana passada, a rede CBS e a Warner Bros confirmaram a escalação de Ashton Kutcher para substituir Charlie Sheen.  Com certeza sairá mais barato. Se vai funcionar ou não, é outra história…

Comente!

  • A + A -
  • Quem Faz

    Quem Faz

    Camila Matos

    Camila Matos, jornalista, viciada em série desde quando sentiu a necessidade de não perder um episódio de Arquivo X. Acabou conhecendo (e viciando) em muitas outras séries. Adora comentar todos os episódios. E sentiu necessidade de escrever sobre cada um deles. E dos bastidores. E das curiosidades.

Arquivo

Séries

Blogs