1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Lucas diz que superou ausência na seleção brasileira

Seleção Universitária

02 junho 2014 | 17:14

Meia participou de inauguração da escolinha de futebol do PSG no Rio nesta segunda-feira, 2

Lucas e Michel Teló com dirigentes do PSG no lançamento da escolinha do clube no Rio (Marco Afonso/Seleção Universitária)

 

Lara Monsores – especial para O Estado de S. Paulo

RIO DE JANEIRO – Após conquistar a Copa das Confederações com o Brasil em 2013, o meia Lucas, do PSG, ficou fora da lista dos 23 convocados de Luiz Felipe Scolari para a Copa do Mundo. O jogador está entre os sete na lista de espera e só terá chance de jogar a Copa caso alguém seja cortado da seleção. Apesar da frustração, Lucas afirma que já superou a ausência no mundial e que ainda sonha com as outras copas que estão por vir.

“Já passou, superei isso, estou bem, sou novo e ainda tenho muitas outras copas para jogar. Não vou ficar torcendo para ninguém se machucar, não faz parte do meu perfil. O pensamento agora está nas minhas férias, aproveitar meus amigos, minha família. E vou acompanhar a Copa, assistir e torcer como todos os outros brasileiros”, disse o jogador no evento de inauguração da escolinha de futebol do PSG no Rio de Janeiro, nesta segunda-feira, 2.

Desde janeiro de 2013 em Paris, o brasileiro já considera a França sua segunda casa e torce por um confronto entre a equipe de Didier Deschamps e a seleção canarinho. “Espero que as duas seleções cheguem à final e que o Brasil seja campeão. Acredito que essa história de que nas últimas copas a França ganhou não interfere agora. São times diferentes, histórias diferentes e, no último jogo, o Brasil ganhou, naquele amistoso em Porto Alegre. Se o time mantiver o espírito da Copa das Confederações a gente tem tudo para conquistar o hexa”, avalia Lucas, que conhece alguns dos jogadores franceses como Blaise Matuidi e Yohan Cabaye, seus companheiros de PSG.

David Luiz. Lucas também falou sobre a recente contratação do zagueiro David Luiz pelo Paris Sain-Germain, que chega ao time para se juntar a legião de brasileiros formada por ele, Maxwell, Thiago Silva, Alex e Marquinhos. “David é uma grande contratação. Sem dúvida nenhuma, junto com o Thiago Silva forma a melhor dupla de zaga do mundo. E tem o Alex com o Thiago Silva que também fizeram uma grande dupla, o Marquinhos, que é uma aposta boa do PSG. Acho que a gente está bem servido de jogadores na defesa”.

PSG Academy. Ao lado do cantor Michel Teló, Lucas foi o embaixador da escolinha do PSG, a primeira na América Latina, inaugurada nesta segunda-feira, 2, em Botafogo, zona sul do Rio. O projeto, em parceria com o grupo “Só 5″ (de futebol de cinco), é uma estratégia do clube francês que visa fortalecer a marca do PSG internacionalmente. “Tornar-se uma marca internacional é também criar um elo forte com as crianças”, explica Fabien Allègre, diretor de diversificação da marca do clube parisiense.