1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Curitiba corre contra o tempo para finalizar obras em volta da Arena da Baixada

Seleção Universitária

05 junho 2014 | 19:06

Onze dias antes da estreia do estádio no Mundial, entorno e fachada ainda passam por muitas reformas

Há onze dias da estreia do estádio no Mundial, entorno e fachada ainda passam por muitas reformas

Operário ainda trabalha na fachada da Arena, há poucos dias do começo do Mundial (Alexandre Senechal/Seleção Universitária)

 

Alexandre Senechal – especial para O Estado de S. Paulo

CURITIBA – A Arena da Baixada ainda não se livrou das reformas há poucos dias do início da Copa do Mundo. Por dentro, o estádio está praticamente finalizado, apenas faltando a instalação de algumas estruturas temporárias utilizadas pela Fifa apenas durante a Copa. Por fora, muitas obras ainda são feitas. Ruas próximas e a Praça Afonso Botelho, na frente do estádio e que serão umas das principais vias de acesso dos torcedores nos dias de jogos, ainda sofrem diversos reparos.

Contudo, o secretário municipal da Copa do Mundo de Curitiba, Reginaldo Cordeiro, garantiu que todas as áreas internas e externas do estádio já estão praticamente completas, com apenas alguns pequenos ajustes para serem feitos.

“A Arena da Baixada, dentro e fora do estádio, está 99,5% pronta. O que falta são simplesmente a implantação das estruturas complementares e a limpeza, porque a obra acabou há pouco tempo”, afirmou Cordeiro. Para o secretário, até sábado, 7, todas as obras de mobilidade urbana estarão concluídas. “No entorno da Arena, nos fundos, nas ruas Ângelo Sampaio, Petit Carneiro e um pouco na Brasílio Itiberê temos que fazer alguns ajustes.”

Operários trabalham em ritmo acelerado para finalizar obras da Arena da Baixada

Estrutura externa. Outra preocupação é com a “cara” do estádio. Operários trabalham em ritmo acelerado para finalizar a fachada da frente. Escadarias e rampas de acesso para as arquibancadas ainda precisam de acabamento, além do término da reforma das calçadas que envolvem a Arena da Baixada.

Reginaldo Cordeiro afirmou que Curitiba não deve se preocupar e tudo ficará pronto a tempo. “O momento de crise está bem distante. Temos que agora comemorar e torcer para que tenhamos um grande evento e mostrar para o Mundo que Curitiba é uma referência mundial de capacidade técnica”, disse.