1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Centro de Segurança para a Copa é inaugurado em Curitiba

Seleção Universitária

06 junho 2014 | 19:14

Local abriga 33 instituições responsáveis por ações durante o Mundial

Local abriga 33 instituições responsáveis por ações durante o Mundial

Copa foi inaugurada nesta sexta-feira (Agência de Notícias do Paraná/Divulgação)

Alexandre Senechal – especial para O Estado de S. Paulo

CURITIBA – O Centro Integrado de Comando e Controle Regional do Paraná (CICCR) foi inaugurado em Curitiba nesta sexta-feira, 6. Nele, todas as decisões operacionais durante a Copa do Mundo serão tomadas pelas 33 instituições municipais, estaduais e nacionais inseridas no espaço, como o Corpo de Bombeiros, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e as Polícias Civil, Federal e Militar.

Conforme determina a Lei Geral da Copa, o Centro funciona desde o último dia 23 e fica em funcionamento até cinco dias após a final do torneio, no dia 18 de julho. Localizado dentro da Secretaria de Segurança Pública do Paraná, o CICCR terá videomonitoramento 24 horas por dia de todas as atividades durante o Mundial. Outra função importante será atender as demandas e os eventos relacionados à Copa, reunindo o maior número de informações possível.

Leon Grupenmacher, secretário de Segurança Pública do Paraná, afirma que o CICCR será o grande legado da competição para o Estado. “O Centro continua dentro desse espírito que nos mostrou extremamente agradável e forte com essa integração e essa tecnologia. A ideia, que continua após a Copa, é que esse se torne o Centro Integrado da Segurança Pública do Estado do Paraná”, afirma.

O coordenador do CICCR, delegado federal Flúvio Oliveira Garcia, diz que os profissionais de segurança estão preparados também para receber os turistas e a língua não será uma barreira. “Nós temos policiais militares, civis, federais e guardas municipais que fizeram treinamento e estão disponíveis para trabalharem com os turistas”, afirma o delegado. “Há policiais que falam até cinco idiomas, até o mandarim.”

No domingo, 8, a primeira tarefa acontece com o desembarque da seleção da Espanha em Curitiba. O exército fará a escolta da delegação do Aeroporto Afonso Pena até o CT do Caju, local onde a atual campeã do mundo ficará durante a primeira fase.

Foz do Iguaçu, cidade que abrigará a Coreia do Sul durante o Mundial, também vai contar com um Centro Integrado. O secretário Leon Grupenmacher revela a estadia da seleção asiática e a tríplice fronteira com a Argentina e o Paraguai, onde diversos estrangeiros entrarão para assistir aos jogos, são as principais preocupações do governo e justificam a implementação de mais um QG de segurança.