1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Brasileiros e argentinos se provocam com músicas no Rio

Seleção Universitária

05 julho 2014 | 17:15

Torcedores dos dois países se ‘confrontaram’ na saída da Fan Fest de Copacabana neste sábado, 5

Torcedores dos dois países tiveram embate na saída da Fan Fest de Copacabana neste sábado, 5

Brasileiro ergue o cartaz e Roberto aponta para o grupo de argentinos (Lara Monsores/Seleção Universitária)

Lara Monsores – especial para O Estado de S. Paulo

RIO DE JANEIRO – Ao final da vitória sobre a Bélgica que classificou a Argentina para a semifinal da Copa, centenas de argentinos fizeram festa no calçadão de Copacabana na saída da Fan Fest de Copacabana neste sábado, 5. Como sempre, cantavam provocações aos brasileiros que, desta vez, não ficaram calados e responderam com bom humor.

Uma das músicas cantadas pelos brasileiros abordava problemas com drogas do ex-jogador argentino. “Mil gols, mil gols, só Pelé, só Pelé, Maradona cheirador”, gritavam os brasileiros, em menor número, mas tão ruidosos quanto os rivais.

A rivalidade inflamou os torcedores e, a partir daí, o clima ficou tenso e as provocações passaram a ser xingamentos trocados entre os dois grupos, obrigando a polícia a intervir. Os militares formaram, então, duas barreiras de isolamento entre argentinos e brasileiros e dispersaram os torcedores.

“A gente recebe bem no nosso país, mas não venha tirar onda”, disse o carioca Alceir Leite, 41, que trazia dois cartazes com as seguintes mensagens: “Copas – Pelé 3 / Argentina 2″ e “Don’t cry for me Argentina.” “Eles se acham os melhores, mas só o Pelé tem três Copas”, explicou.

“Já estava na hora de uma resposta às provocações deles (argentinos)”, desabafou um dos mais animados entre os brasileiros, o estudante Roberto Justino, 22. Seu amigo, Lúcio Rodrigues, 23, alertou para problemas futuros numa possível final entre Brasil e Argentina. “Independente do resultado, acho que vai dar muita confusão”, disse.