1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Brasil e Colômbia já se enfrentaram em Manaus

Seleção Universitária

04 julho 2014 | 12:10

Partida decisiva desta sexta-feira, 4, divide corações na capital amazonense

Partida decisiva desta sexta-feira, 4, divide corações na capital amazonense

 

Bruna Chagas – especial O Estado de S. Paulo

MANAUS – Na história dos confrontos entre Brasil e Colômbia, a seleção canarinho sai vitoriosa. O retrospecto mostra que o Brasil sempre esteve à frente dos colombianos. Das 25 partidas, o Brasil venceu 15, empatou 8 e perdeu apenas 2 vezes. As duas seleções já se enfrentaram na capital amazonense em 1995 e o Brasil venceu por 3 a 1.

Naquele ano, a partida entre as seleções ainda marcou a reinauguração do Estádio Vivaldo Lima, no dia 20 de dezembro. Mais de 56 mil pessoas ocuparam as arquibancadas do Vivaldão para ver a vitória brasileira, de virada, com um gol de Carlinhos e dois do artilheiro Túlio Maravilha. Pareja descontou para a seleção Colômbia. O jogo teve o segundo maior público do estádio na época, perdendo apenas para o amistoso entre Fast Clube e New York Cosmos, de Pelé, Carlos Alberto e companhia, com 56.950 pagantes.

Uma curiosidade é que o goleiro titular da Colômbia em 95 era Faryd Mondragon, o mesmo goleiro reserva da Colômbia na Copa deste ano no Brasil, que ao entrar em campo contra o Japão, bateu recorde como jogador mais velho a atuar em uma Copa do Mundo, com 43 anos. O feito ocorreu em 24 de junho de 2014, no qual a Colômbia venceu por 4 a 1.

Mondragón entrou em campo no segundo tempo e fez uma defesa evitando o que seria o segundo gol da seleção do Japão. Realizando uma grande campanha nesta Copa, a Colômbia tem ainda em sua seleção o artilheiro da competição até o momento, James Rodriguez

Corações divididos. Um casal em Manaus terá a torcida dividida dentro de casa. Isso porque Heberton de Castro é brasileiro, 31 anos, casado com a colombiana Karina Morales, 31. Eles se conheceram em 2008 pela internet, quando ela veio passar uma temporada em Manaus e trocaram alianças no mesmo ano. Hoje o coração estará divido, pois as seleções de seus respectivos países se enfrentam em Fortaleza pelas quartas de final da Copa do Mundo.

A família assistirá ao jogo na casa de amigos, mas Heberton acredita na vitória da Canarinho se houver mudanças no time. “Vamos vencer, porém a seleção precisa fazer mudanças no esquema tático e em alguns jogadores”, disse.

Independente do resultado da partida, o casal se diz feliz por poder compartilhar até mesmo na disputa pela pátria, mas cada qual com a sua seleção e respeito mútuo. “Vamos comemorar qualquer resultado. Colômbia já tem uma vitória por chegar as oitavas e disputar com o Brasil, estamos no clima de comemoração, qualquer que seja o resultado. Mas lógico bate uma ansiedade pela parte dos dois”, afirmaram.