1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Fábrica de roupas Clipper

Cley Scholz

segunda-feira 29/11/10

Na esquina da Avenida Brigadeiro Luís Antonio com a rua Humaitá, no centro da cidade de São Paulo, um edifício residencial bem conservado já foi sede de uma indústria de vestuário. No dia 13 de outubro de 1940. o Estado publicou o anúncio acima, comunicando a abertura da Fábrica de Roupas Clipper. “A três minutos [...]

fabri

Na esquina da Avenida Brigadeiro Luís Antonio com a rua Humaitá, no centro da cidade de São Paulo, um edifício residencial bem conservado já foi sede de uma indústria de vestuário. No dia 13 de outubro de 1940. o Estado publicou o anúncio acima, comunicando a abertura da Fábrica de Roupas Clipper. “A três minutos de bonde”, destacava o reclame na véspera da inauguração. A marca Clipper era a denominação social da Camisaria A Capital, que iniciou suas atividades em 1921 na esquina da Rua São Bento com a Praça Patriarca. Nos anos 30, o dono da empresa, Nilo de Souza Carvalho, decidiu trocar o nome da empresa: temendo problemas políticos, abandonou o nome A Capital, que ele temia ser associado ao comunismo por causa do livro O Capital, de Karl Marx, e batizou a empresa de A Exposição. A empresa fez tanto sucesso na época que teve de mudar de endereço e instalou-se em um espaço mais amplo, no bairro da Mooca. Em 1948, a empresa mudou novamente de nome, passando a chamar-se Lojas Garbo.

Outros reclames de imóveis AQUI.

Siga-nos no Twitter!