1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Facebook bate recorde de negociações em dia de IPO; ação fecha em alta de 0,61%

Nayara Fraga

sexta-feira 18/05/12

Atualizado às 19h21* O Facebook bateu o recorde de volume de ações negociadas em uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) nos Estados Unidos. Às 16h07, já haviam trocado de mão 460 milhões de ações. O recorde anterior era da General Motors, que teve 458 milhões de ações negociados no dia [...]

Atualizado às 19h21*

facebook_timessquare_1.jpg

O Facebook bateu o recorde de volume de ações negociadas em uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) nos Estados Unidos. Às 16h07, já haviam trocado de mão 460 milhões de ações. O recorde anterior era da General Motors, que teve 458 milhões de ações negociados no dia de seu IPO, em 2010, lembra o Wall Street Journal. Cem milhões de ações foram negociadas logo nos primeiros cinco minutos.

Os papéis da rede social fecharam em alta de 0,61%, a US$ 38,23, bem próximo do preço inicial de US$ 38 anunciado um dia antes. O valor de mercado da companhia ficou em US$  104,63 bilhões. A Nasdaq, bolsa de valores que reúne as empresas de tecnologia, fechou em queda de 1,24%.

-
No dia de estreia na bolsa, Facebook vale quase uma Petrobrás
-

O Morgan Stanley, o principal coordenador da oferta, recebeu 38% dos papéis negociados no IPO e o Goldman Sachs, 15%, disseram fontes próximas à negociação à Dow Jones. A expectativa é de que o Morgan Stanley fique com a maior fatia das taxas que o Facebook deve pagar pelo seu IPO — ela pode chegar a US$ 175 milhões.

O JPMorgan também atuou como subscritor na oferta do Facebook, mas não há informações sobre o volume de ações que teria ficado com o banco.

O papel da rede social, que iniciou o pregão a US$ 42,05, oscilou entre US$ 38 e US$ 45. Mark Zuckerberg, o cofundador e presidente do Facebook, falou da importância do IPO para a empresa. “Abrir o capital é uma marca importante em nossa história. Mas isto é mais importante: nossa missão não é ser uma empresa de capital aberto. Nossa missão é tornar o mundo mais aberto e conectado”, afirmou.

GM

O fato de o Facebook ultrapassar a General Motors em volume de ações negociadas é algo irônico para o momento. Recentemente, reportagem do Wall Street Journal informou que a fabricante de automóveis vai deixar de anunciar na rede social.

Executivos de marketing da empresa teriam chegado à conclusão de que a publicidade no Facebook não é eficiente. A notícia, publicada dois dias antes do IPO, foi recebida como um alerta extremamente negativo. Especialistas começaram a questionar a capacidade da rede social para gerar receita.

Sem citar a GM, a concorrente Ford respondeu:

ford.jpg

“É tudo uma questão de execução. Nossos anúncios no Facebook são eficientes quando estrategicamente combinados com conteúdo interativo e inovação.”

A reportagem do WSJ indica que a GM usará apenas sua página na rede social (o recurso grátis) como ferramenta de marketing no Facebook. A GM tem atualmente o valor de mercado de US$ 33,16 bilhões e o Facebook, US$ 104,8, de acordo com o mercado de hoje.

-

VEJA TAMBÉM
-

Facebook busca 12 profissionais em São Paulo

Ganhos do Facebook não surpreendem, mas volume negociado é alto

GM vai parar de anunciar no Facebook, diz ‘WSJ’

Zuckerberg toca o sino na bolsa de valores Nasdaq

Facebook se torna uma empresa pública nesta sexta-feira

Com IPO do Facebook, Zuckerberg se torna mais rico que criadores do Google

Facebook pode captar US$ 18,4 bilhões com IPO

*Correção: as ações do Facebook fecharam a US$ 38,23, e não a US$ 38,37, como informava este texto. A alta foi de 0,61%, e não de 0,97%.

(Com Agência Estado)

Tags: ,