1. Usuário
Assine o Estadão
assine
terça-feira 27/11/12

Cerveja vai dar sabor a sorvete em nova campanha da Skol

NOT-skol-lanca-sorvete-de-cerveja-em-janeiro1354044859_400_300

Sorvete de cerveja. Esse é próximo passo da Skol para divulgar mais a marca durante o verão. A companhia irá lançar em janeiro um sorvete de massa com sabor da bebida, mas sem álcool. Apesar disso, como o nome vai estar associado à cerveja, só será permitido que maiores de 18 anos comprem. "O sorvete Skol - versão em massa no pote de 150 ml - une a cremosidade com o sabor ...

Ler post
sexta-feira 23/11/12

Chocolate corre risco de desaparecer, alerta pesquisador

chocolate_p

Má notícia para os chocólatras de plantão: com as mudanças no solo da África, que responde por 72% da produção mundial de cacau, o chocolate corre risco de extinção. Hoje, os produtores estão derrubando outras espécies para plantar apenas cacaueiro, que cresce melhor em florestas, à sombra de árvores mais altas. Dessa forma, a colheita de cacau aumenta a curto prazo, mas o solo acaba empobrecido com a ação do sol e ...

Ler post
quarta-feira 07/11/12

Tweet em que Obama comemora vitória se torna o mais retuitado de todos os tempos

obama_p

Foi com uma foto abraçando Michelle Obama e apenas três palavras que Barack Obama conseguiu mais um feito: ter o tweet mais retuitado de todos os tempos. Segundo o site especializado Buzzfeed, a frase "mais quatro anos" com a foto do casal já foi retuitada 455 mil vezes, batendo o recorde anterior, que pertencia a Justin Bieber. Muito popular nas rede sociais, Obama também figura entre os assuntos mais comentados no Twitter ...

Ler post
quinta-feira 01/11/12

Maconha não terá mais venda proibida para turistas em Amsterdã

hemp-feature

Os turistas que forem para Amsterdã vão poder continuar a visitar os coffee shops em 2013. O prefeito da capital holandesa afirmou que a venda de maconha nas cerca de 220 lojas da cidade não será proibida, conforme a lei aprovada há dois anos no país.

Eberhard van der Laan disse ao jornal local De Volkskrant que tomou a decisão pensando nas consequências da proibição, incluindo o ressurgimento do tráfico de drogas nas ruas. O prefeito citou também que, através do sistema atual, as autoridades têm controle sobre a quantia e a qualidade da erva vendida.

Segundo ele, o 1,5 milhão de turistas não vão simplesmente dizer “sem mais maconha” só porque as lojas vão parar de vender. “Eles vão procurar por toda a cidade. Isso levaria a mais roubos, problemas com falsas drogas e do controle da qualidade”, disse.

Conforme a lei holandesa, apenas moradores residentes no país e registrados poderiam comprar uma cota de maconha legalmente nos coffee shops. O motivo da lei foi o crescente aumento de turistas de países vizinhos que atravessavam a fronteira apenas para comprar a droga.

Com o receio do crescimento no mercado negro, no entanto, o governo autorizou que cada cidade adaptasse a legislação.

via NYT

Ler post