1. Usuário
Assine o Estadão
assine

PT acusa PSDB de inflar popularidade na internet

Lilian Venturini

quinta-feira 26/06/14

Petistas acusam tucanos de utilizar anúncios pagos para aumentar número de seguidores nas redes sociais

Valmar Hupsel Filho

A batalha na “guerra virtual” travada entre PT e PSDB desta vez é pela popularidade nas redes sociais. Autodeclarado o partido com perfil oficial mais popular do Facebook, o PT denunciou nesta quinta-feira, 26, que os tucanos montaram um “esquema de financiamento privado” que lhe ameaça o posto.

De acordo com texto publicado no site oficial do PT, o PSDB recorreu ao anúncio pago para “inflar” a popularidade de sua página oficial na rede social. Os petistas afirmam que por causa disso a página do PSDB no Facebook recebeu cerca de 70 mil novas “curtidas” em uma semana.

Ao “curtir” um perfil, o usuário do Facebook transforma-se em um “seguidor”, ou seja, passa a receber todas as publicações relativas àquela página.

“O número representa, no período, um aumento de 61% no volume de “fãs” do partido, que subiu de 110 mil para quase 200 mil”, afirma o texto. Na noite desta quinta, o perfil do PSDB contava com mais de 201 mil seguidores, enquanto o PT tinha 248 mil.

A diferença, argumentam os petistas, é na forma de conquistar o público. “As curtidas do PT são orgânicas, ou seja, as pessoas voluntariamente aderem à causa do partido e convidam amigos para visitar a página”, diz o texto.

Responsável pelas redes sociais do PT, o vice-presidente do Partido Alberto Cantalice reconhece não haver ilegalidade, mas desafia os tucanos para uma “confrontação política”.

“O PSDB tem um grande número eleitores, mas não tem, como o PT, uma militância. Eles precisam usar um instrumento artificial para montar um público”, disse. Segundo ele, há 15 dias o PSDB tinha a metade do número de seguidores do PT.

O PSDB não esconde que se utilizou do anúncio pago para ampliar o número de seguidores e argumenta que este expediente foi utilizado por diversos partidos, inclusive o próprio PT do Acre.

 O partido informou, por meio de sua assessoria, que consultou e obteve sinal verde do jurídico do partido antes de utilizar o anúncio pago, há cerca de 10 dias. Ainda segundo a assessoria, desde o final do ano passado o partido vem detectando um crescimento do número de seguidores da sua página oficial “em função da aproximação das eleições”.

No final de maio, petistas e tucanos trocaram acusações de utilização de perfis falsos no Twitter e no Facebook para difundir informações difamatórias do adversário. O caso foi parar na Justiça.

Em outro capítulo da “guerra virtual” entre tucanos e petistas, o estudante Jeferson Monteiro, dono do perfil “Dilma Bolada” nas redes sociais, afirmou que foi assediado para trabalhar na campanha presidencial de Aécio. A página criada por ele ficou famosa na internet pelas sátiras feitas a Dilma e pelas piadas com os adversários.

Tags: , ,