1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Após encontro com Dilma, vice dos EUA diz que reunião ‘foi ótima’

Redação

terça-feira 17/06/14

Joe Biden tenta restabelecer laços estremecidos após denúncias de espionagem ao Brasil

Atualizado às 11h40

Ricardo Della Coletta e Tânia Monteiro

Brasília – O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou nesta terça-feira, 17, que “foi ótima” a reunião com a presidente Dilma Rousseff. “Foi uma reunião ótima. Eu gosto muito dela (presidente Dilma Rousseff)”, complementou na saída do encontro, no Palácio do Planalto. Perguntado por jornalistas se Dilma também gostava dele, Biden respondeu: “espero que sim”.

 

Joe Biden e Dilma Rousseff em audiência no Planalto

Ao chegar ao Planalto Joe Biden se disse “confiante” que as relações entre seu país e o Brasil seriam totalmente normalizadas. No ano passado, a revelação de que a NSA, agência de segurança americana, espionou cidadãos e empresas brasileiras, incluindo a própria presidente da República, causou mal-estar entre os dois países, a ponto de Dilma cancelar uma visita de Estado que estava programada.

Biden tem atuado como um emissário de Obama para tentar reaproximar os dois países. Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, ele lembrou que o presidente Barack Obama já fez um discurso anunciando que os EUA tinham decidido não monitorar a comunicação de chefes de Estado de “aliados e amigos próximos”.

Depois do encontro com a presidente, Biden deve participar de uma reunião com o vice-presidente do Brasil, Michel Temer. Existe a possibilidade que ele faça um pronunciamento ainda nesta terça na embaixada americana em Brasília sobre a audiência. Depois, ele viaja para a Colômbia e Guatemala.

Copa. Antes da audiência com Dilma, Biden comemorou ainda o resultado da partida de ontem da Copa do Mundo de futebol, entre Estados Unidos e Gana. Os americanos venceram a partida por 2 a 1. “Nós ganhamos ontem”, celebrou.