1. Usuário
Assine o Estadão
assine
segunda-feira 22/04/13

Artigo: A PEC 37, o Ministério Público e a vontade do Povo

José Reinaldo Guimarães Carneiro*

A propósito da recente discussão sobre a PEC 37/11, que pretende retirar do Ministério Púbico o poder de presidir investigações criminais, lembro-me rapidamente e até onde a memória alcança, de alguns bons e preciosos momentos da investigação brasileira, em especial no enfrentamento da corrupção e do colarinho branco, protagonizados justamente por aquele poder que, agora, se pretende ver retirado. Foi assim no denominado Caso Celso Daniel, onde aquilo que os Promotores viam como ...

Ler post
quinta-feira 18/04/13

Índios cercam Palácio do Planalto contra proposta que transfere ao Congresso a demarcação de terras

indios ae andre dusek

Lisandra Paraguassu e Tânia Monteiro, de O Estado de S. Paulo BRASÍLIA - Um grupo de cerca de 200 indígenas cercou o Palácio do Planalto na tarde desta quinta-feira, 18, em protesto contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 215, que transfere do Poder Executivo para o Congresso Nacional a decisão final sobre a demarcação de terras indígenas no Brasil. Com poucos seguranças na casa, já que a presidente Dilma Rousseff estava no Palácio da Alvorada e em seguida embarcou para Lima, ...

Ler post
quarta-feira 03/04/13

Artigo: Delação premiada

A utilização cada vez mais frequente da delação premiada tem permitido a descoberta de como funcionam sofisticados esquemas de corrupção. Por outro lado, tem provocado, como era de se esperar, reações contrárias. Em declarações recentes à imprensa conhecidos advogados criminais fizeram duras críticas ao uso do instituto da delação premiada, chegando a afirmar que não fariam a defesa de quem dela se utilizasse. De acordo com a posição dos criminalistas, quem faz uso da delação premiada demonstra falta absoluta de senso ...

Ler post
quarta-feira 03/04/13

Bruno Gagliasso beija ator em protesto contra Feliciano

bruno

Isadora Peron, de O Estado de S. Paulo

A onda de beijos entre artistas do mesmo sexo continua. Em protesto contra a permanência do deputado e pastor Marco Feliciano (PSC-SP) na presidência da Comissão de Direitos Humanos, o ator Bruno Gagliasso postou uma foto no Instagram dando um selinho no colega Matheus Nachtergaele.
Na legenda da foto, Bruno colocou a hastag #Felicianonãomrepresenta, que vem sendo usada nas redes sociais por pessoas que não concordam com as posições de Feliciano, que é contra o casamento homossexual.

Na semana passada, as atrizes Fernanda Montenegro e Camila Amado se beijaram na boca durante um evento no Rio para protestar contra o pastor. Na mesma festa, outros dois atores também deram um beijo-protesto.

O deputado foi eleito no mês passado para o comando da comissão e tem sido criticado por opiniões consideradas homofóbicas e racistas, o que ele nega.

Ler post