ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

14.março.2012 11:12:12

Pepe Vargas assume Desenvolvimento Agrário e centraliza questão agrária

do estadão.com.br

O ex-deputado Pepe Vargas (PT-RS) assumiu o comando do Ministério do Desenvolvimento Agrário em cerimônia realizada nesta quarta-feira, 14, com promessas de colocar a questão da reforma agrária como elemento ainda mais central durante sua gestão. O novo ministro destacou a importância da distribuição de terras no plano de desenvolvimento do País. “A economia em pequenas propriedades familiares deu origem aos pólos mais produtivos do Brasil”, afirmou Pepe Vargas ao reconhecer que tomou posse da pasta que atribuiu ser o ministério responsável pelo desenvolvimento econômico.

A ênfase em torno da distribuição de terras no País durante a posse do novo ministro – tanto no discurso de Pepe Vargas, quanto no da presidente Dilma Rousseff e do ex-ministro Afonso Florence – pode ter sido uma tentativa de minimizar as causas que levaram à troca da chefia no ministério. A exoneração teria sido motivada pela queda do número de assentamentos no País – segundo o que levantou o Incra, em março, em pesquisa que registrou o menor número de assentamentos nos últimos 16 anos. Somada ainda a insatisfação dos movimentos sociais.

Quando tomou a palavra, a presidente mostrou-se disposta em se reaproximar da classe de trabalhadores rurais. Segundo ela, nos próximos dias, o governo federal lançará o Procampo, projeto que pretende melhorar a educação nas zonas rurais do País, com a implementação de cursos de ensino fundamental e médio.

Dialogia. Em entrevista nessa semana, o novo ministro afirmou que pretende dar mais agilidade aos processos de assentamentos e buscar dar qualidade de vida às famílias. Apesar das críticas dos movimentos ligados à questão agrária, Pepe Vargas disse  que buscará diálogo com os grupos. “Não vamos criminalizar os movimentos sociais, mas também queremos um diálogo dentro de um Estado democrático de direito”, ponderou.

Ao transmitir o cargo, Afonso Florence, também do PT, reassume seu mandato na Câmara. Oficialmente, o Planalto informou que o ministro deixa o cargo “para se dedicar a projetos importantes para seu Estado, a Bahia.” A exoneração de Florence e a nomeação de Pepe Vargas foram publicadas na edição desta quarta do Diário Oficial da União.

 Abaixo os principais momentos da cerimônia:

12h57 – A presidente Dilma Rousseff encerrou seu discurso na posse de Pepe Vargas no Ministério do Desenvolvimento Agrário, desejando sorte ao Afonso Florence no retorno à Câmara dos Deputados. Ao ministro empossado, presidente disse que conta com o seu trabalho para tornar a agricultura um estio do Brasil. “Pepe Vargas terá que continuar com a tarefa de transformar o Brasil num País exemplar na pequena agricultura, um País exemplar na reforma agrária”, concluiu.

12h51 – A presidente afirmou que condição de garantir agriculta familiar punjante é garantir também a democracia. “Queremos que a reforma agrária, no Brasil, contribua para o sucesso no País.”

12h49 – Dilma relembrou os trabalhos dos ministros anteriores. “Foram ministros excepcionais. Eles criaram outra lógica nessa área. Esta nova lógica da agricultura familiar”. Dilma avaliou que os últimos ministros reconceituaram a reforma agrária, não como pura distribuição de terra, mas de entender a forma pela qual se garanta acesso a terra e se alcance o desenvolvimento da população. “De nada adianta a distribuição de terra e a permanência da população rural na extrema pobreza”, disse.

12h43 – “É fundamental olhar para a agricultura familiar como elemento estratégico para o Brasil ser uma nação desenvolvida, ser um tecido social de fato de classe média. Que sejam de agricultores familiares, não pobres. Mas que sejam um conjunto de cidadãos, agentes produtivos, sejam forças essenciais para o nosso País”, enfatizou Dilma.

12h40 – Após os cumprimentos aos presentes, a presidente Dilma Rousseff agradeceu ao ex-ministro Afonso Florence, pela lealdade e seriedade por tudo o que coordenou à frente da pasta. “Afonso Florence deixa um legado de realizações, capacidade de diálogo e continuidade da paz que vivemos no campo brasileiro”.

12h36 – Assume púlpito a presidente Dilma Rousseff

12h35 – Pepe Vargas encerra o discurso chamando sua mulher à frente e agradecendo outra vez pela oportunidade que lhe foi dada.

12h34 – O novo ministro agradece a oportunidade dada pela presidente Dilma. “Não poderia me furtar de contribuir para construiu um Brasil rico e sem probreza, obssessão do seu governo, presidente. Caxias e a serra gaúcha são um exmplo de que a reforma agrária deu certo. Esta economia, baseada em pequenas propriedades familiares, deu origem a um dos pólos mais produtivos do Brasil. É lamentável que por muito tempo as terras não tenham sido distribuídas aos brasileiros.”

12h31 – “Vamos brindar com o vinho de uvas cultivadas em solo nacional o sucesso do nosso desenvolvimento agrário”, disse Pepe Vargas, aplaudido pelos presentes na cerimônia.

12h30 – O recém-empossado ministro da pasta destacou a importância do ministério que assume. Em suas palavras, o Ministério do Desenvolvimento Agrário é o ministério do desenvolvimento econômico.

12h25 – “O seu governo, presidente Dilma, deu um olhar especial aos assentamentos rurais, aos quilombolas. Está surgindo um novo Brasil rural, em que a reforma agrária deve estar associada à exclusão da pobreza extrema. E as famílias já assentadas devem receber estímulo, para aumentar sua produção. Essa política foi aperfeiçoada na gestão do ministro Afonso Florence”, afirmou o novo ministro do Desenvolvimento Agrário, pedindo uma salva de palmas ao ministro Afonso Florence.

12h22 – Toma a palavra o novo ministro da pasta do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas

12h21 – A presidente Dilma Rousseff assinou o termo que dá a posse da pasta ao deputado Pepe Vargas (PT-RS).

12h20 – O ex-ministro encerra o seu discurso dirigindo-se à presidente Dilma Rousseff.

12h18 – “Atingimos e superamos todas as metas, por termos equipe estruturada no Ministério do Desenvolvimento Agrário”, disse, também louvando a coordenação bem alinhada aos movimentos sociais.

12h15 – Afonso Florence, que deixa o cargo por pressões da parte dos líderes sociais pela falta de providências nas políticas agrárias – com a queda de assentamentos – enfatizou a importância da distrituição de terras. ” É importatíssimo termos gente morando e com poder aquisitivo para ter qualidade de vida.”

12h10 – Ainda exaltando os resultados na gestão – com projetos de metas, na avaliação do ex-ministro Afonso Florence, ousadas – ele ressaltou que o ministério foi responsável por assistir quase 100 mil famílias no Projeto Brasil Sem Miséria.

12h02 – “Os resultados são incontestes. Assentados e assentadas são os beneficiários da política de erradicação da pobreza.”, disse o ex-ministro, em elogios aos 8 anos de trabalho à frente da pasta do Desenvolvimento Agrário.

12h -  O ex-ministro Antonio Florence disse que participar do momento de posse do colega Pepe Vargas no Ministério de Desenvolvimento Agrário é motivo de honra.

11h57 – A cerimônia de posse do deputado Pepe Vargas no comando do Ministério do Desenvolvimento Agrário começou com os cumprimentos do ex-ministro Afonso Florence, que deixa a pasta.

 

Tags: , ,

Comentários desativados

  • A + A -

Comentários recentes

  • David Gon: Da para acreditar em pesquisas do 2o turno se na semana passada o Serra estava em 3o lugar, agora esta em...
  • Vanessa: E isso Ai Tiririca!!!!! Nos te amamos!!!
  • Marco Aurelio Miquilini: Esse Lula engana e já enganou muita gente, mas a mim nunca enganou. Como pode ter tanta...
  • Fabio Fernando: Ministra Calmon, Nao estamos no Velho Oeste americano, onde funcionava a voz do Xerife, como a sra...
  • Cristina Rodrigues: Dias Toffoli tem alguma relação com o PT, que poderia talvez ser questionada. E Gilmar Mendes,...

Enquetes

Os deputados condenados pelo mensalão devem perder seus mandatos?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...

Arquivos

Seções

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo