1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Bispo de Caçador divulga carta em apoio a Dilma

Jair Stangler

sexta-feira 29/10/10

Jair Stangler O bispo Dom Luiz Carlos Eccel, de Caçador, Santa Catarina, divulgou nesta sexta-feira, 29, uma carta de apoio à candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, um dia depois que o papa Bento XVI pediu aos bispos que orientassem os fíéis para votar em candidatos “contra o aborto e a favor da vida”. [...]

Jair Stangler

O bispo Dom Luiz Carlos Eccel, de Caçador, Santa Catarina, divulgou nesta sexta-feira, 29, uma carta de apoio à candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, um dia depois que o papa Bento XVI pediu aos bispos que orientassem os fíéis para votar em candidatos “contra o aborto e a favor da vida”.

É o segundo texto de apoio a Dilma que o bispo divulga. O primeiro data do dia 12 de outubro. No texto divulgado nesta sexta, o bispo afirma que “o Santo Padre foi muito oportuno e feliz nas suas colocações”, mas alerta para “facções sociais, políticas e religiosas” dentro da própria igreja que “estão manipulando o texto do papa, para justificar a sede do poder”.

Depois, Dom Luiz afirma que viu nos telejornais que tanto Dilma quanto o candidato tucano, José Serra, concordaram com o papa: “Ambos concordaram com as Palavras do Papa, dizendo que é missão dele exortar para uma vida coerente com os valores da fé e da moral, e que as palavras do Papa valem para todas as pessoas de fé, no mundo inteiro”.

A seguir, o bispo afirma que Lula “tem defendido a vida, e sempre se pronunciou contra o aborto. Nesses últimos anos o Brasil tem crescido e melhorado em todos os aspectos, de maneira especial no respeito à vida e a valorização da dignidade humana. Esta é a Vontade de Deus! E as pessoas, em plena posse de suas faculdades mentais, vão
reconhecer esta verdade.”

De acordo com Dom Luiz, “nosso país está em pleno desenvolvimento e assim queremos continuar”. O bispo ainda destaca que Dilma “não fugiu para o exterior durante a ditadura, mas a enfrentou com garra e, por isso,
foi presa e torturada. Ela queria um país livre, e que todas as pessoas pudessem viver sem medo de serem
felizes, vencendo a mentira e o ódio com a verdade e o amor”.

Ele cita ainda palavras de Jesus para justificar seu apoio à petista: “Ninguém tem maior amor do aquele que dá a própria vida pelos irmãos.”

Ao final, o bispo agradece as palavras do papa: “Obrigado Santo Padre por suas sábias palavras! A Dilma é a resposta para as nossas inquietações a respeito da vida. Quem sofreu nos porões da ditadura, não mata.”

Leia abaixo a carta de Dom Luiz Carlos Eccel na íntegra:

O papa e a política

Já havia lido o discurso do Papa Bento XVI, aos Bispos do Maranhão, em visita ad limina apostolorum.
Muito interessante o discurso do Papa. Ele não pode deixar de cumprir sua missão de Pastor Universal,
exortando o Povo de Deus, especialmente no que diz respeito à defesa da VIDA.

O Santo Padre foi muito oportuno e feliz nas suas colocações, porque o Estado Brasileiro é laico,
mas seu povo é religioso, e isto precisa ser respeitado. Quando digo que o povo é religioso é porque está
disposto a fazer a Vontade de Deus e não somente dizer: Senhor, Senhor…, como às vezes se pretende,
de maneira especial dentro da própria Igreja. Existem facções sociais, políticas e religiosas especializadas
em fazer lavagem cerebral, deixando as pessoas sem convicções, mas com obsessões, e com a consciência
invencivelmente errônea. Ficam semelhantes aos grãos de pipoca que levados ao fogo não estouram, e com
mais fogo, mais duros ficam. Tornam-se donas da “verdade”. Estão até manipulando o texto do Papa, para
justificar a sede do poder. (cf. http://www.releituras.com/rubemalves_pipoca.asp)

É a Vontade de Deus que nos salva e não a nossa, e sobre isto precisamos sempre nos exortar
mutuamente, como diz o Apóstolo São Paulo. Portanto, que nossa fé seja sempre vivificada pela mútua
exortação. Pode ocorrer de nos esquecermos que somos todos peregrinos caminhando para a Casa do Pai,
e quando lá chegarmos, poderemos ouvir de Jesus o seguinte: “Afastai-vos de mim, vós que praticastes a
injustiça, a maldade” (Lc13,27). Creio que ninguém vai querer ouvir isto naquela hora. Seu passaporte está
em dia? Pode ter certeza de que a eternidade existe… Assim, busquemos alimentar nossa fé, sem esquecer,
como diz o Papa, que ela deve implicar na política. A fé sem obras é morta, diz a Escritura Sagrada. E uma
das obras que deve provir da fé, é o nosso voto consciente em pessoas que vão governar para o bem comum,
respeitando a vida em todas as suas etapas e dimensões.

No mesmo dia em que li o discurso do Papa, assistindo ao telejornal, à noite, escutei o pronunciamento
da candidata e do candidato à presidência do Brasil a respeito do discurso do Papa. Ambos concordaram
com as Palavras do Papa, dizendo que é missão dele exortar para uma vida coerente com os valores da fé e
da moral, e que as palavras do Papa valem para todas as pessoas de fé, no mundo inteiro.

O Papa falou, também, que o voto deve estar a serviço da construção de uma sociedade justa e fraterna,
defensora vida.

Como Bispo da Igreja Católica, e como cidadão brasileiro, fico feliz por saber que nosso Presidente
tem defendido a vida, e sempre se pronunciou contra o aborto. Nesses últimos anos o Brasil tem crescido
e melhorado em todos os aspectos, de maneira especial no respeito à vida e a valorização da dignidade
humana. Esta é a Vontade de Deus! E as pessoas, em plena posse de suas faculdades mentais, vão
reconhecer esta verdade.

Nosso país está em pleno desenvolvimento e assim queremos continuar e, depois de 500 anos, nosso
povo quer eleger, pela primeira vez, uma mulher que tem compromisso com a vida e provou isso com sua
própria vida. Como? Ela não fugiu para o exterior durante a ditadura, mas a enfrentou com garra e, por isso,
foi presa e torturada. Ela queria um país livre, e que todas as pessoas pudessem viver sem medo de serem
felizes, vencendo a mentira e o ódio com a verdade e o amor, servindo aos ideais de liberdade e justiça, com
sua própria vida. Disse Jesus: “Ninguém tem maior amor do aquele que dá a própria vida pelos irmãos” (Jo
15,13).

Obrigado Santo Padre por suas sábias palavras! A Dilma é a resposta para as nossas inquietações a
respeito da vida. Quem sofreu nos porões da ditadura, não mata. Mas teve gente que matou a vida no seu
ventre para fugir da ditadura, e portanto não deveria se comportar como os fariseus, que jogam pedras,
sabendo-se pecadores. E Jesus disse: “Quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la, e quem entregar sua vida
por causa de mim, vai salvá-la”(Mt 10,39)

Vamos fazer o nosso Brasil avançar ainda mais, com Dilma, que já provou ser coerente, competente e
comprometida com a VIDA. O dragão devastador não pode voltar ao poder.

Deus abençoe os leitores e eleitores, governos e governados. Saúde e paz a todos (as)!

Tudo o que você me desejar, eu lhe desejo cem vezes mais. Obrigado.

Caçador, 28 de outubro de 2010

Dom Luiz Carlos Eccel
Bispo Diocesano de Caçador