Veja tudo sobre os estragos causados pelo Furacão Irene - Radar Global - Estadao.com.br
ir para o conteúdo
 • 

Radar Global

26.agosto.2011 17:30:04

Veja tudo sobre os estragos causados pelo Furacão Irene

7e381ba155694de089dfc174060c959c_7e381ba155694de089dfc174060c959c_0600100.jpg

Acompanhe no Radar Global o avanço do furacão Irene sobre os Estados Unidos durante o fim de semana.

Veja também:
TWITTER: Acompanhe nossos correspondentes nos EUA
PARTICIPE: Está nos EUA? Conte sua história sobre o Irene
MAPA: O avanço do furacão sobre os Estados americanos (NYT)
SERVIÇO: Conheça as zonas de evacuação em Nova York (NYT)

16h18 – O correspondente do estadão.com.br e do jornal O Estado de S. Paulo em Nova York, Gustavo Chacra, escreveu há pouco em sua conta no Twitter que embora “quase tudo” esteja fechado na cidade, ainda pode-se caminhar normalmente por Nova York. Antes, ele relembrara que o prefeito Michael Bloomberg tenta evitar os erros da nevasca do Natal, que abalou sua popularidade. Confira a seguir o depoimento de Chacra à TV Estadão:

14h55 – Leia a seguir o relato de Lucia Guimarães, colunista da rádio Estadão ESPN e moradora de Nova York. Segundo ela, a cidade está calma antes da chegada do furacão Irene.

Às 8h30 (horário local, 9h30 em Brasília) de uma manhã cinzenta, Barry, um motorista de táxi nascido na Guiné, veio me buscar no norte de Manhattan e começamos a descer para o sul da ilha. Battery Park City, onde os moradores estão sob ordens de deixar suas casas e apartamentos até 17h deste sábado, estava quase deserta a não ser por alguns ‘joggers’ e turistas que foram ver a Freedom Tower, a primeira torre que vai ocupar o lugar das torres gêmeas.

O canteiro de obras da Freedom Tower estava sendo fechado. Barry, o motorista, comentou descontraído que ainda ia buscar os cinco filhos no Bronx porque seu edifcio também faz parte da área de evacuação obrigatória em Nova York. A presença policial é intensa mas, com exceção do ar preocupado de quem tentava sair da cidade de última hora, os nova-iorquinos demonstravam o habitual senso de humor que conhecemoso de outros eventos que pararam a cidade, como nevascas e o apagão de 2006.

Na Times Square, os turistas passeavam despreocupados, apesar da proximidade da hora de fechar todo o sistema de transporte público. Alguns desavisados foram até a porta de teatros da Broadway. Mas as peças estão suspensas até terça-feira. Vários turistas conversavam também nas escadarias do Museu de História Natural, fechado como os outros museus da cidade. Uma turista posava ao lado dos sacos de areia que protegiam uma butique. Outros fotografavam os avisos de “fechado” em locais como o grande mercado Fairway, que funciona sete dias por semana.

Boa parte do comércio fechou cedo para os empregados não ficarem presos em Manhattan. No supermercado lotado da minha vizinhança, a caixa comentou, bem-humorada, que vai trabalhar até meia-noite. E pretende sair de Manhattan de carro. Na fila, os fregueses balançaram a cabeça incrédulos e todos deram palpite, afinal, um nova-iorquino sem opinião é como um surfista sem bronzeado. A chuva começou a cair mas, por enquanto, não há sinal de Irene.

14h20 - O furacão Irene continua a avançar pela Costa Leste dos Estados Unidos, após tocar a terra na Carolina do Norte na manhã deste sábado, 27. A secretária de Segurança Interna dos EUA, Janet Napolitano, advertiu que Irene ”continua sendo uma tempestade grande e perigosa”, que deve trazer fortes ventos, enchentes e até gerar outros tornados enquanto se move pela costa do país.

Pelo menos duas mortes já foram atribuídas ao furacão. A primeira morte ocorreu em Nash County, na Carolina do Norte, perto da cidade de Raleigh. Segundo funcionários do serviço de emergência, um homem foi atingido por um grande galho que caiu de uma árvore por causa do furacão. A segunda vítima foi um homem do condado de Onslow, no mesmo Estado, que teve um ataque cardíaco na sexta-feira enquanto reforçava suas janelas à espera da tempestade, segundo um porta-voz do serviço de emergência estadual citado pela rede de televisão CNN em seu site.

“Nós antecipamos fortes chuvas, potenciais enchentes e significativa falta de energia… por toda a região costeira do leste”, afirmou Napolitano. Irene estava perto de Cape Hatteras, na Carolina do Norte, e se movia a 24 quilômetros por hora.

13h - O furacão Irene causou a primeira morte na Carolina do Norte, neste sábado, 27, informaram as autoridades locais. A vítima é um homem, que foi atingido por um tronco de uma árvore quando caminhava do lado de fora de sua casa, segundo informações da agência Efe. De acordo com a rede de  televisão NBC, os serviços de emergência foram alertados sobre o acidente, mas quando chegaram ao local, o homem, cuja identidade não foi informada, já estava morto. No momento, os ventos na área chegavam a 100 km/h.

Nos dias anteriores, o furacão havia causado seis mortes no Caribe. Nos Estados Unidos, o Irene chegou na Carolina do Norte neste sábado e a velocidade dos ventos atingiram, em média, 140 km/h. Em outras cidades, como Atlantic Beach, foram registradas inundações e um cais foi destruído pela força das águas.

8h19 – O clima é de aparente tranquilidade em Nova York, relata o correspondente do estadão.com.br e do jornal O Estado de S. Paulo em Nova York, Gustavo Chacra. Segundo ele, por volta das 8h (horário de Brasília), a cidade apresentava céu nublado e na região do Lincoln center ainda era possível verificar a presença de muitos táxis nas ruas. “As pessoas que precisam ir para abrigos em Nova York podem levar seus animais de estimação, mas é preciso apresentar as vacinas”, escreveu o jornalista. No início do dia, contou, muitas pessoas aproveitaram para passear om seus bichos.

Conforme o furacão se aproxima, no entanto, a cidade deve esvaziar, explica Chacra. “Pela primeira vez na história o metrô de Nova York deverá permanecer fechado”, diz. Os aeroportos também permanecerão fechados.

7h58 – Segundo a correspondente do estadão.com.br e do jornal O Estado de S. Paulo em Washington, Denise Chrispim Marin, o furacão chegou aos Estados Unidos às 7h05 (8h05, no horário de Brasília) com força menor. O Centro Nacional de Furações reduziu a classificação do ciclone para categoria 1, com ventos de 90 milhas por hora, quatro horas antes, quando se aproximava da costa do Estado da Carolina do Norte. Até então, o furacão era mantido na categoria 2, com ventos de até 110 milhas por hora. Na noite de sexta-feira, o presidente Barack Obama assinou uma declaração de emergência em cinco Estados a serem atingidos pelo furacão Irene. Virgínia, Massachusetts, Connecticut, New Jersey e New Hamphsire pediram ao governo federal americano essa mesma condição, que lhes permite acesso a recursos adicionais. Até sexta, os Estados de Carolina do Norte, Nova York e Maryland já haviam obtido esse status.

7h12 – Veja a seguir imagens do furacão Irene até o momento

 


Pedestre caminha na praia de Wrightsville, na Carolina do Norte (Reuters)


Turista observa a passagem do furacão Irene na praia de Wrightsville, na Carolina do Norte (Reuters)


A praia de Kitty Hawk, na Carolina do Norte, na manhã deste sábado (Efe)


Mãe e filha se protegem do vento na praia de Wrightsville, Carolina do Norte (Reuters)


Casas abandonadas na praia de Nags Head, Carolina do Norte (AP)


Manhattan, Nova York, na manhã deste sábado (Reuters)


Outra foto da praia de Nags Head, Carolina do Norte (AP)


O mar visto da praia de Kitty Hawk, Carolina do Norte (Efe)


Pier na praia de Kitty Hawk, Carolina do Norte, é atingido pelas altas ondas provocadas pelos ventos do Irene (Efe)


Outro pier, desta vez na praia de Ocean City, no estado de Maryland (Reuters)


Outra imagem do mar na praia de Ocean City, Maryland (Reuters)

5h54 - Em depoimento ao estadão.com.br, a leitora Eliane Oliveira Miedel fez o seguinte comentário: ”Meu marido trabalha na Wall Street, um dos locais com ordem de evacuação. Os funcionários passaram o dia removendo a biblioteca para andares mais altos, uma vez que ela fica no porão do prédio. Do lado de fora, o edifício está rodeado com sacos de areia. O que mais me assustou hoje é que quando fui comprar água, lanterna e baterias, as lojas estavam lotadas e não havia mais água, nem lanternas, nem baterias. As prateleiras estavam vazias e todo mundo desesperado. As autoridades pedem para as pessoas que têm familiares que moram fora das áreas de evacuação, que não usem os albergues para dar espaço para aqueles que não tem família e vivem sozinhos. Sinceramente estou desesperada!” Conte sua história na página da Inter no Facebook.

 

2h54 – O furacão Irene começou a castigar na noite desta sexta-feira (horário local, madrugada em Brasília) o litoral da Carolina do Norte. Há registros de fortes ventos, chuvas torrenciais e uma ressaca “extremamente perigosa”, segundo a Efe.

23h17 – O GoogleMaps tem um aplicativo com mapas da região afetada pelo furacão Irene.

23h08 – Uma brasileira que mora em Long Island conversou com o estadão.com.br e contou: “Fomos pegos de surpresa”. Segundo Sueli Schmitt, que está nos EUA há quatro anos, apenas na quinta-feira as autoridades começaram a informar com mais detalhes a dimensão do furacão. Agora, conta, a família está preparando a casa, mudando móveis e objetos para o andar superior. No sábado, vão para a casa dos pais do marido, em um local mais alto.

21h56 – Para que você possa ter uma ideia da dimensão do furacão Irene, assista ao vídeo abaixo, da NBC News. Ele mostra o tamanho do ciclone, em imagens feitas a partir da Estação Espacial Internacional (ISS).

Visit msnbc.com for breaking news, world news, and news about the economy

21h48 – A CNN informou há pouco que apagões poderão durar até uma semana depois da passagem do furacão Irene, especialmente em cidades menores e mais afastadas.

21h32 – Reveja a seguir imagens de alguns dos piores furacões que atingiram os Estados Unidos nos últimos dez anos.

21h28 – O Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC na sigla em inglês) preparou uma lista com dicas para quem precisa enfrentar o Irene no fim de semana. O órgão sugere que se elabore um plano para a família, com a escolha de um cômodo seguro nas residências. O NHC preparou também uma lista com suprimentos de emergência. O órgão aconselha ainda que se reforce telhados, juntas estruturais, janelas, portas e garagens.

Finalmente, uma dica importante é ter em mãos o número da Cruz Vermelha (1-800-RED-CROSS ou 1-800-733-2767, para chamadas a partir dos Estados Unidos). A Cruz Vermelha colocou à disposição da população diversos abrigos, em toda a Costa Leste. O vídeo abaixo (em inglês) tem informações importantes para quem está nas cidades atingidas pelo Irene.

21h21 – Cenas do Irene. A placa (na foto abaixo) em Rockaway, Estado de Nova York, indica o sentido de um centro de evacuação na cidade.

2011_08_27T001458Z_01_NYA619_RTRMDNP_3_STORM_IRENE.JPG

21h14 – O Centro Nacional de Furacões  dos Estados Unidos (NHC na sigla em inglês) disse há pouco, segundo a Reuters, que o centro do Irene se aproximará da costa da Carolina do Norte hoje à noite (horário local) e passará “próximo ou sobre a costa no sábado”. Ainda de acordo com o órgão, a previsão é que o furacão se mova em direção ao sul de New England no domingo.

21h09 – O primeiro Estado a ser atingido pelo furacão, a Carolina do Norte, já tem 18 condados evacuados, de acordo com a CNN.

21h07 – A AP informou há pouco que as condições do Irene estão se tornando piores. De acordo com a agência, os ventos de 160km/h estão mudando de direção para o norte-nordeste.

21h02 – O jornal The New York Times publicou um mapa no qual pode-se acompanhar em tempo real o avanço do furacão Irene e sua intensidade ao atingir os diversos Estados. Veja também quais zonas estão sendo evacuadas por conta do ciclone.

20h52 – De acordo com a correspondente do estadão.com.br e do jornal O Estado de S. Paulo em Washington, Denise Chrispim Marin, cerca de 6,1 mil voos serão cancelados ao todo nos próximos três dias.

20h41 – A proximidade do furacão Irene levou a companhia aérea TAM a cancelar e alterar o horário de pelo menos oito voos com origem e destino em Nova York. Mais cedo, a American Airlines também havia anunciado cancelamentos.

20h37 – De acordo com o jornal americano The New York Times, o principal aeroporto da cidade, o JFK, estará fechado no sábado. O fechamento atinge aterrisagens de voos internacionais a partir de 12h (horário local) de sábado.

20h34 – A Reuters informou há pouco que o Exército americano e a Guarda Nacional estarão a postos durante o fim de semana para atender chamados relacionados ao furacão. O secretário de Defesa, Leon Panetta, disse hoje que cerca de 101 mil soldados estarão disponíveis. O Irene afeta uma população de cerca de 55 milhões de americanos na Costa Leste do país. O Pentágono disse que 225 caminhões carregados com equipamentos, comida, água e geradores estão posicionados em Fort Bragg, na Carolina do Norte, e dezoito helicópteros atenderão chamados.

20h29 – Cenas do Irene. Para evitar que vidros de portas e janelas se estilhacem com a passagem do furacão Irene, a população das cidades atingidas está  fixando placas de proteção. Na foto abaixo, feita hoje em Far Rockaway, Nova York, um homem em um guindaste leva as placas para isolar as janelas de um edifício. A cena tem se repetido em diversas cidades e virtualmente em todas as portas e janelas de vidro.

2011_08_26T223715Z_01_NYA620_RTRMDNP_3_STORM_IRENE.JPG

20h21 – Cenas do Irene. Na Amsterdam Ave., em Nova York, Thomas Lucido (na foto abaixo) desiste de procurar lâmpadas a óleo ou lanternas a pilha. “Vai se contentar com velas”, como relata a colunista da rádio Estadão ESPN, Lucia Guimarães.

So_sobraram_velas_NYC__LuciaGuimaraesAE600400.jpg

20h18 – A Reuters relata que a prefeitura de Nova York adota hoje duas medidas inéditas por conta do furacão Irene: a evacuação de mais de 250 mil pessoas e a retirada de todo o transporte público de circulação.

20h13 – Cenas do Irene. Na foto abaixo, uma mulher aparece sozinha em uma praia de Asbury Park, Nova Jersey, ao lado de uma dupla bandeira vermelha, que indica perigo. O governador do Estado, Christopher Christy, disse em uma coletiva de imprensa hoje que as pessoas devem “deixar imediatamente as praias em Asbury Park”. A evacuação obrigatória começou às 17h locais (18h no horário de Brasília).

2011_08_26T225632Z_01_NYK701D_RTRMDNP_3_STORM_IRENE.JPG

20h07 – Se você está em Nova York, verifique neste mapa elaborado pelo site do jornal The New York Times quais as zonas de evacuação por conta do Irene. O mapa inclui as áreas de acordo com a gravidade do furacão e os centros de evacuação, por região.

19h21 – Autoridades de Nova York ordenaram hoje a evacuação obrigatória das áreas da cidade que ficam no nível do mar. A medida, de caráter preventivo, deve afetar cerca de 250 mil pessoas, segundo a Reuters.

19h – O correspondente do estadão.com.br e do jornal O Estado de S. Paulo em Nova York, Gustavo Chacra, comentou há pouco em sua conta no Twitter que, 48 horas antes da chegada do furacão Irene à cidade, o tempo é de “sol e céu azul”. Como escreveu Chacra, o ciclone será “o pior em três décadas”.

18h54 – Veja a seguir imagens de alguns dos piores furacões que atingiram os Estados Unidos nos últimos dez anos – e provocaram milhares de mortes e danos bilionários em dinheiro.

18h49 - A prefeitura de Nova York cancelou a autorização que já havia sido concedida para todas as atividades ao ar livre no sábado à noite e no domingo. Dave Matthews, da Dave Matthews Band, está convidando quem comprou ingressos para sábado e domingo a assistir o concerto de hoje à noite, na Governors Island em Nova York.

18h33 – Como a violência do furacão será muito grande, funcionários estão vedando caixas de fiação elétrica na rua. Na foto abaixo, o empregado de um prédio na Broadway, em Nova York, usa substância para vedar os fios e evitar um apagão no edifício.

Protegendofiacao_LuciaGuimaraesAE.jpg

18h09 – De acordo com a colunista da rádio Estadão ESPN Lucia Guimarães, que está em Nova York, faltam artigos básicos na cidade, como pilhas e lanternas. Na foto abaixo uma mulher passa por uma prateleira vazia em Rockaway Beach, em Nova York.

2011_08_26T202724Z_01_NYA617_RTRMDNP_3_STORM_IRENE.JPG

17h56 – Os guindastes que estão sendo usados nas obras do Freedom Tower, o memorial que será erguido no Ground Zero – local em que ficavam as torres gêmeas destruídas nos atentados de Onze de Setembro – não puderam  ser retirados de lá a tempo, como informa a colunista Lucia Guimarães. Segundo ela, “alguns vão balançar ao vento, outros estão sendo reforçados com cabos”. A foto abaixo, feita em julho, mostra os guindastes instalados no local.

GroundZeroGuindastes_LuciaGuimaraesAE.jpg

17h40 – Uma das medidas adotadas pela população está sendo a remoção de embarcações da água, como precaução pela chegada do furacão Irene. Na foto abaixo, um homem orienta a retirada de um barco em Massachusetts, que também será atingida.

furacaoIRENE_saindodomar.jpg

17h35 – Do blog de Economia do estadão.com.br: Mercados se preparam para efeitos do furacão Irene. De acordo com a repórter Bianca Ribeiro, as principais Bolsas dos EUA têm planos de contingência para segunda-feira. A ideia é que estejam preparadas no caso de o furacão provocar danos que afetem seus sistemas de armazenagem e transmissão de dados ou o acesso aos prédios.

16h50 – Preocupações de segurança com os possíveis impactos causados pelo furacão Irene levaram a liga de futebol americano dos Estados Unidos (NFL) e outras entidades esportivas norte-americanas a remarcar ou cancelar eventos marcados para o fim de semana.

16h32 – O presidente Barack Obama aconselhou as pessoas a obedecer as ordens de evacuação. Para ele, o Irene será um “furacão histórico”.

16h08 – De acordo com o correspondente do estadão.com.br e do jornal O Estado de S. Paulo em Nova York, Gustavo Chacra, a CNN local deixou de transmitir notícias sobre a guerra na Líbia. Segundo ele, o assunto que tem dominado a programação da rede é o furacão Irene.

16h – A colunista da rádio Estadão ESPN relatou hoje, de Nova York, que o prefeito da cidade, Michael Bloomberg, decidiu fechar o transporte público novaiorquino, decisão inédita.

Posts relacionados

Comentários (43)| Comente!

  • A + A -
43 Comentários Comente também
  • 26/08/2011 - 18:03
    Enviado por: Sérgio Paulo

    Momento dramático desse grande cidade que nós faz sentir estar em um pequena cidade. Tão agradável, tão intensamente cultural com seus museus, bibliotecas e galerias. De acolhedoras padarias, de eficienes bartenders. De restaurantes sofisticados e de passeios inesqueciveis. Caminhar por New York é caminhar pelo mundo. Que tudo não passe de um susto!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 27/08/2011 - 01:01
      Enviado por: eduan

      Meuuu, mas quanta babação de ovo… bem que você poderia estar lá, nesse exato momento, pegando um ventinho na cara… Masoquista. Definitivamente, eu esperava mais desse furacão.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 26/08/2011 - 18:59
    Enviado por: Mineiro Caboclo

    FURACÃO IRENE, com os pedidos feitos ao REI NEPTUNO irá perder as forças em somente ficará sobre ás águas como uma chuva forte e nas localidades habitadas, passará como uma chuva mais fortes. REI NEPTUNO irá me ouvir, como sempre o fez…
    Tudo voltará a normalidade no mar, em terra e no ar… FORÇAS POSITIVAS!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/08/2011 - 19:08
    Enviado por: Mineiro Caboclo

    Quem já enfrentou alguns furacões nos mares e em terra, sabe o quanto medo, o quanto somos pequeninos diante das forças da natureza… dá uma dor na barriga, as pernas ficam tremulas, as peles pálidas, secura na boca e os olhos secos de medo; mesmo com todos os conhecimentos adquiridos nas práticas… REI NEPTUNO! Pare e quebre as forças dessa IRENE…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/08/2011 - 19:18
    Enviado por: Tersio Gorrasi

    Onde está agora toda a arrogância do todo-poderoso, ficando impotente ao sabor das forças da natureza? Mandará tropas e armamentos ultra-sofisticados para combater o furacão?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 26/08/2011 - 22:21
      Enviado por: Wilson

      E tanta ignorancia que seria melhor ficar quieto, aqui tem pessoas do mundo inteiro que nao desejaria o pior pra voce entao faca o mesmo.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 27/08/2011 - 07:06
      Enviado por: Tino

      Eles, como sempre fazem, estão tomando todas as medidas preventivas necessárias para possibilitar o menor número de mortos e feridos, com organização, altos investimentos em sofisticados equipamentos de rastreamento e detecção, além de contar com uma rede de abrigos para a população, e as tropas em prontidão. Tudo funciona harmonicamente. Diferentemente de certos países de 5º mundo. onde nada se investe em prevenção. Equipamento, tecnologia e pessoal defasados e nenhuma estrutura de apoio a desabrigados, que ficam ao deus-dará, dependendo, exclusivamente, da compaixão pública. E depois da tragédia, nada se faz, além de se apropriar de recursos, contratando empresas-fantasmas para obras inexistentes, manobrar e desviar mantimentos, remédios e roupas doados.
      É uma tragédia que se prolonga além do tempo da tormenta.
      “O Haiti é aqui”.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 27/08/2011 - 12:32
      Enviado por: Joana

      Tercio Gorrasi, deveria se envergonhar de suas palavras. Nestes momentos, nâo existe nenhuma tecnologia humana que evite um furacâo e nem as enchentes – como a de Santa Catarina e do Rio. Entâo, neste seu pensamento medíocre, fomos castigos por sermos da paz?? Tem cada um!!!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 27/08/2011 - 13:06
      Enviado por: Thiago Souza

      Tersio voce eh extremamente ignorante,

      Voce sabe de qto foram as doacoes privadas do povo americano para o Tsunami na Indonesia em 2004? Foram de mais de 200 milhoes de dolares. Doacoes privadas!!!! Mais assistencia militar de mais de 14 mill pessoas e o governo gastou aproximadamente meio bilhao de dolares. Isso eh ser solidario.

      Estamos muito bem organizados por aqui esperando por mais esse desastre que poderia acontecer em qualquer lugar do mundo.

      Eu e minha familia moramos na rota desse furacao e eh lamentavel que existam pessoas querendo ver o circo pegar fogo. Estamos sendo orientados no sentido do que fazer e como nos preparar.

      Faca uma visitinha aqui pra gente, assim vc possa ter uma visao melhor do mundo e de como um pais de primeiro mundo se porta diante de uma catastrofe iminente. A minha casa estah e estarah a sua disposicao.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 27/08/2011 - 19:28
      Enviado por: Inacio

      É muita ignorancia para um cara só,pensar que tem gente (se é que pode chamar de gente) que pensa assim ainda no mundo de hoje,cara procure se instruir mais,ler mais,estudar mais,viajar mais e ser mais humano,pra que tanta maldade.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 26/08/2011 - 20:30
    Enviado por: fashionspill

    Eu moro em Long Island em frente ao mar. Recebemos ordem de evacuacao e instrucao de preparo. Iremos sair de casa amanha ao meio dia. Os pedagios estao abertos, mas as pontes ficarao fechadas amanha. Hj estamos o dia todo mudando os moveis, tapetes, quadros e documentos para o segundo andar. Com certeza teremos prejuizos ja que a garagem e a cozinha ficam no subsolo e estamos bem de frente ao mar. Hj fez um belo dia, nem parece que amanha ira mudar tudo. Para saber mais acessem o meu facebook sueli 1100 @ hotmail com para ver fotos e comentarios. Para nos esta sendo muito triste e esperamos que o Irene sem saber o que ira acontecer.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 26/08/2011 - 23:40
      Enviado por: Ferreira Junior

      Tenho pena das pessoas, mas elas não se levantam para reclamar quando os EUA invadem países sempre usando mentiras.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 27/08/2011 - 01:45
      Enviado por: flavio.firmino

      Ferreira, vc se levanta contra a corja que tomou o poder em Brasilia? Vc vai as ruas pra pedir a prisao do Lula ou do FHC? Eh facil apontar defeito dos outros, neh? Pela sua linha de raciocinio seria justo dizer: “eh uma pena pessoas morrerem soterradas nos temporais de verao no BR, mas elas q votam nos politicos q roubam ela e nao evacuam a area e deixam elas morrerem….”. O BR nunca vai chegar perto do que os EUA eh por causa de pessoas como vc.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 26/08/2011 - 21:08
    Enviado por: Susan Zantag

    Nao ha mais velas ou garrafas d’agua para se comprar nos supermercados ou drogaria da grande Nova Yorque. Ha um clima de antecipacao e ansiedade no ar. Ainda e sexta-feira. O furacao esta marcado para atingir essa cidade no domingo por volta das duas horas. Eu comprei as velas e a agua mas me esqueci de comprar comidas nao pereciveis…… terei que ir a supermercado local procurar barras de chocolates, castanhas, frutas secas, algumas frutas e atum enlatado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/08/2011 - 21:21
    Enviado por: Katia

    Tenho pena das pessoas,claro,mas e as obras de arte dos museus,será que estarâo protegidas por medidas especiais,sâo inestimáveis e únicas!Deus queira que os estragos materiais e humanos sejam mínimos.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/08/2011 - 21:22
    Enviado por: Eri

    Tercio, que o todo poderoso Deus tenha misericordia de seu celebro e da sua boca maldita….

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/08/2011 - 22:03
    Enviado por: vanderlei spiniello

    NÃO SEI PORQUE ESTÁ TURMA DEFENDE TANTO ESTES POLÍTICOS, SEJA DO PT, DO PSDB, PMDB POLÍTICO BOM JÁ NASCEU MORTO. ONTEM APRENDI: DEMOCRACIA É A OPORTUNIDADE DE TODO O CIDADÃO SUBIR AO PODER E ROUBAR IGUAL AO SEU ANTECESSOR PELO MENOS NO BRASIL. PELOS ÚLTIMOS TEMPOS TENHO VISTO QUE NÃO ESTAMOS VIVENDO EM UMA DEMOCRACIA, AS CARAS SÃO AS MESMAS.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 26/08/2011 - 23:44
      Enviado por: Ferreira Junior

      Qual é a tua vanderlei, esta querendo uma invasão? Vai dar o r…, deixa de falar mau dos nossos politicos, não generaliza, você deve ser daqueles que dá toco para guarda de trânsito e depois que posar de santo. São pessoas como você que causam indignação.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 27/08/2011 - 11:36
      Enviado por: Jair Almansur

      Discordo de você vanderlei. Somos um país organizado que têm instituições publicas e imprensa fortes. Milhares de políticos são honestos e estamos lutando com sucesso contra os desonestos.
      Temos alternância no poder e eleições. Os vícios que temos são herança de um país colonial com quatrocentos anos de escravidão, largo período de ditadura militar. O país está no rum certo para combater nosso maior flagelo que é a pobreza extrema.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 27/08/2011 - 00:53
    Enviado por: loren

    Sou do Brasil e sou estudante de Direito e não estou aqui para dizer que ninguém esta certo ou muito menos errado, só quero dizer que todas as POLITICAS no Brasil realmente é uma vergonha, não é apenas as partidarias, são todas que os superiores criam e eles próprios corropem e isso é resultado de uma democracia de fachada onde o povo é representado indiretamente por uma pessoa que não sabe ser democratico e uma democracia fracassada onde o povo não sabe reinvindicar seus direitos. Vemos ai estudantes e pessoas do mundo todo lutando porque o imposto de um produto subiu, enquanto que no Brasil temos imposto em tudo e ninguém vai as ruas falar nada….Nós brasileiros levamos a vida no “jeitinho” e a corrupçao é vista como uma coisa normal ou até mesmo engraçada….o nome do brasil deveria ser “corrupção”.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/08/2011 - 07:19
    Enviado por: Jackeline

    Parece que desta vez o povo está sendo propriamente preparado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/08/2011 - 08:27
    Enviado por: pery

    Categoria 2 não é nada. É chuvinha de verão. Mas a mídia precisa vender jornal e vive inventando catástrofes e crises econômicas. Quanto maior o fake mais lucro. Nada mais trágico do que a imprensa.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/08/2011 - 10:12
    Enviado por: zinho

    Comparando com a bomba jogada em cima do Japão e milhares de seres humanos que eles matam no mundo inteiro por pura ganancia, é pouco.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/08/2011 - 10:31
    Enviado por: Tersio Gorrasi

    Meu comentário acima não foi com a intenção de desejar o mal a ninguém. Foi apenas no sentido de que devemos aprender a ser humildes. Ninguém é melhor do que ninguém, talvez em termos de tecnologia, poderio militar, qualidade de vida, etc, mas diante das adversidades, como as catástrofes naturais, somos todos iguais. Talvez até os povos menos desenvolvidos tenham mais capacidade de superar essas adversidades por utilizarem mais os recursos naturais e não dependerem tanto da tecnologia para sobreviver

    responder este comentário denunciar abuso

    • 27/08/2011 - 12:13
      Enviado por: flavio.firmino

      Bom, Tercio, eu discordo de vc. As pessoas comecaram a ser avisadas do furacao cerca de tres dias antes dele chegar. As autoridades evacuaram cidades e avisaram os riscos a populacao. Isso tudo gracas a tecnologia. No BR a gente viu o q ocorre quando dependemos dos apenas da boa vontade da natureza. Tragedias como a de SC e de Petropolis/RJ vao demorar para serem esquecidas. Imagine quantas vidas seriam salvas se as autoridades tivessem o auxilio da tecnologia e evacuassem essas areas? Para finalizar, concordo com vc que soh uma mente doentia gostaria de ver esse furacao ceifar vidas inocentes.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 27/08/2011 - 12:38
      Enviado por: Joana

      É isto aí. Temos que aprender a nos prevenir,porque o futuro pode se apresentar cheio de emboscadas do clima. Quem sabe vamos fazer menos guerras e usar a tecnologia para políticas sustentáveis e de prevençâo, aqui no Brasil, das enchentes.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 27/08/2011 - 11:31
    Enviado por: Jair Almansur

    Minha total solidariedade e compaixão ao povo estadunidense. Tenho certeza que sua operosidade, capacidade de organização e solidariedade servirá para mitigar os efeitos da tormenta. Caso necessitem da ajuda internacional espero que nosso país seja um dos primeiros a contribuir.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/08/2011 - 11:54
    Enviado por: Jose Affonso

    Eh uma tristeza poder constatar a baixeza do ser humano ao ler alguns comentarios aqui, numa hora em que os Estados Unidos e seu povo atravessam uma catastrofe natural. Alguns aproveitam para destilar o odio virulento que tem dos Estados Unidos e americanos. Sera que outros povos tem o direito de fazer o mesmo em relacao as inundacoes, deslizamentos de terras, tufoes e outras tragedias naturais que assolam o Brasil de tempos em tempos? Sem falar na falta de seguranca? Sera que tem o direito de retribuir as barbaridades ditas aqui porque o Brasil nao protege a floresta amazonica, pelo descaso social, pelos problemas fundiarios, abuso de criancas, pela falta de espirito publico de nossos politicos, e de todos os outros problemas que assolam o Brasil? Que vergonha! Tambem espero que o Brasil seja um dos primeiros paises a contribuir, caso necessitem de ajuda internacional.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/08/2011 - 11:57
    Enviado por: Raphael

    DA UM TEMPO MODERADOR, SO DEIXA PASSAR OS PUXA SACOS.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/08/2011 - 12:07
    Enviado por: ZINHO

    Que tal trocar o nome do furacao para ENOLA GAY.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/08/2011 - 14:02
    Enviado por: Luiz Chaine Neto

    Ainda bem que no Brasil não há as agressões naturais, pois está livre das manifestações das placas tectônicas.
    Só que aqui existem outros problemas sociais e políticos que nem é bom falar.Que pena! O Brasil poderia ser o maior e melhor país do mundo. Mas…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/08/2011 - 14:48
    Enviado por: paulo sergio

    DEUS salve a natureza.obs cada povo ten os governantes que merese

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/08/2011 - 15:33
    Enviado por: flavio

    quando vemos as acoes governamentais nos estados unidos para proteger a populacao, avisos, remocao de pessoas, etc..etc….antes o menor risco, da pra perceber o quanto este governo petralha, indecente, nojento, desonesto, safado trata o povo brasileiro.
    o grande problema e que aqui temos uma massa de 60 milhoes de bolsa familia cativos eleitores,cegos, risonhos pra tudo, que nao percebem a diferenca. Morrerao de velhos com a bolsinha garantida e felizes. Nao percebem que sao prisioneiros da sanha de um grupo de delinquentes

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/08/2011 - 16:33
    Enviado por: F. Santos

    Vamos todos adimitir que estas palavras pode representar o valor que o povo Brasileiro tem, visto que estamos com as cidade do rio de janeiro na serra juntando os pedaços pois os politicos já depositou as verbas nas ilhas e paraiso fiscais.
    Faço minhas as sua palavras.
    Temos que lutar contras as mortes no Iraque e outros paises que são dominados pela otan. e outras organisações dominadas pelos USA.
    Vamos diser não para a violença guerras, pelo petroleo etc. ( riquesas) mais só a Natureza para mostrar que o poder se esquivas diante de Deus.

    quando vemos as acoes governamentais nos estados unidos para proteger a populacao, avisos, remocao de pessoas, etc..etc….antes o menor risco, da pra perceber o quanto este governo petralha, indecente, nojento, desonesto, safado trata o povo brasileiro.
    o grande problema e que aqui temos uma massa de 60 milhoes de bolsa familia cativos eleitores,cegos, risonhos pra tudo, que nao percebem a diferenca. Morrerao de velhos com a bolsinha garantida e felizes. Nao percebem que sao prisioneiros da sanha de um grupo de delinquentes

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/08/2011 - 17:09
    Enviado por: AO VIVO: Furacão Irene causa quatro mortes nos Estados Unidos – Radar Global - Estadao.com.br

    [...] Veja também: TWITTER: Acompanhe nossos correspondentes nos EUA PARTICIPE: Está nos EUA? Conte sua história sobre o Irene MAPA: O avanço do furacão sobre os Estados americanos (NYT) SERVIÇO: Conheça as zonas de evacuação em Nova York (NYT) MAIS: Vídeos, textos e fotos da cobertura do furacão Irene [...]

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/08/2011 - 19:15
    Enviado por: GIOVANNINI

    Quantas experiências atômicas estes gringos fizeram no decorrer de décadas, agora chegou a
    vez da Mãe natureza se vingar deles, isto é pouco diante do que eles sacudiram a tera com bombas, etc, etc.–Sem contar que são os poluidores do planeta e tambem do nosso espaço
    sideral. ” a Cesar o que é de Cesar” Quem viver , verá!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/08/2011 - 22:56
    Enviado por: Oséas Ramos de Siqueira

    Os estragos do furacão Irene não serão maiores do que o furacão econômico que arrasou os EUA.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/08/2011 - 12:43
    Enviado por: TheKnightTemplar

    A todos vcs, fanfarroes, anti US , abestalhados e cheio de rancor no coracao, eu, infelizmente nao posso deixar de desejar a vcs e as suas familias e amigos, 1.000 vezes mais que estamos passando. Ai vcs verao oque e bom para a tosse, seus malditos fezes humanas.
    Ai ja aconteceram coisas horriveis como a pouco no Rio de Janeiro, e este povo americano viu com tristeza a perda de vida e de propiedade.
    Como vcs podem misturar politica internacional com mazelas contra o povo comum?
    vcs sao seres inferiores mesmo
    PQP

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/08/2011 - 12:48
    Enviado por: Miriã Cordeiro

    Meu namorado mora em NY estou preocupada pois não tive noticias desde a madrugada as 5:00 horario de Brasilia,que Deus possa mudar essa situação,pq com a Natureza somente Deus pode fazer com que tudo mude.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/08/2011 - 21:37
    Enviado por: lucilene

    O que está acontecendo está na bíblia sagrada,que Jesus está voltando,aceite Jesus como seu Senhor e salvador em quanto é tempo.Jesus te ama

    responder este comentário denunciar abuso

Arquivos

TODOS OS BLOGS DO ESTADÃO

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo