1
Que Mario?

5games: simuladores que não fazem sentido

Goat Simulator é destruição total e completa. FOTO: Reprodução

Por Bruno Capelas

A gente não sabe, mas às vezes imagina que alguns desenvolvedores de games tem a cabeça meio fora do lugar. Por exemplo: quem já pensou que poderia dar certo a história de um encanador de bigode que fica pulando em tartarugas, sobe num dinossauro, fica coletando moedinhas e tenta salvar uma princesa toda patricinha? Pois é, até deu. Mas o que dizer de alguns games de simulação que tem surgido por aí, como o Goat Simulator e o Rock Simulator?

Para quem nunca ouviu falar em simuladores com esse nome, é simples: tratam-se de jogos que tentam simular atividades reais. É o caso do antigo Microsoft Flight Simulator, no qual era possível fingir que se era um piloto de avião, ou de SimCity, quando se pode assumir o lugar de um prefeito e construir toda uma cidade. Isso para não falar no clássico Elifoot 98, quando todo mundo poderia ser o Felipão e ser o técnico do seu próprio time.

Entretanto, a ideia de simuladores têm andado meio pirada nos últimos tempos, com cabras, pedras e até mesmo o Faustão – sim, fizeram um jogo no qual você pode ser o Faustão. Escolhemos aqui alguns dos jogos mais bizarros de simulação para você se deliciar. Ou não. Sabe como é: o mundo é livre.

Goat Simulator
Simuladores estranhos sempre existiram, mas nada supera o Goat Simulator. Em tradução literal, um simulador de cabra: você assume o papel de uma cabra, perdida em uma cidade, e tem basicamente a missão de sair destruindo tudo o que ver pela frente – de postos de gasolina a famílias que passeiam pelo parque, incluindo carros e casebres de madeira. Sim, você é uma cabra muito poderosa no jogo. Quanto mais coisas destruídas, mais pontos você faz – e quanto mais pontos, óbvio, melhor. Se você tiver curioso, vale dizer: Goat Simulator saiu no começo do ano e custa R$ 19,99 na Steam.

Rock Simulator
Depois do sucesso de Goat Simulator, um grupo de desenvolvedores americanos resolveu ir na contramão da excitação do jogo das cabras e criou um game muito monótono. Basicamente, a tarefa principal em Rock Simulator é ser uma pedra e desempenhar suas funções: ficar parado e ser cinza. É, tudo que acontece com uma pedra. Fazer o quê? Por enquanto, Rock Simulator está no Steam Greenlight, programa da distribuidora digital de games que procura aprovação das pessoas para ver se os jogos são bons para serem vendidos em sua loja.

Faustão Simulator
Ô loco meu! Orra bicho! Olha só o que faz a maldita manguaça, bicho! Se você reconheceu alguma dessas frases, é porque já riu muito ao ver alguma das videocassetadas ou chorou com o Arquivo Confidencial. (Quem sabe até lembra da Shakira cantando “Estoy Aqui” no Faustão). E tem tudo para se divertir como Faustão Simulator, um jogo que te deixa comandar a galera no palco do Domingão do Faustão, curtindo o camarim e interrompendo os entrevistados. Por enquanto, Faustão Simulator está ainda em desenvolvimento, mas já é possível ter uma ideia de como ele vai funcionar no vídeo abaixo.

Soda Drinker Pro
Beber refrigerante é legal. Quer dizer, pelo menos eu acho. Mas que tal beber refrigerante sem beber refrigerante, apenas praticando o bom e velho halterocopismo (conhecido também como levantamento de copo)? Essa é a ideia por trás do Soda Drinker Pro, um game que te coloca em cinco ambientes diferentes para beber refrigerante. Você consegue mudar de nível quando acaba de tomar o seu copo, e pode encontrar refrigerantes bônus para… beber mais refrigerante. E não, não tem rivalidade entre Coca ou Pepsi.

London Underground Simulator
Você sempre quis saber como era pilotar o metrô, mas nunca teve coragem de perguntar? O London Underground Simulator pode te ajudar nessa tarefa: você tem que acordar cedo para abrir o metrô e pode dirigir um dos trens da Circle Line, uma das mais importantes do metrô londrino. Cuidado com o vão entre o trem e a plataforma – e também para não morrer de tédio: afinal, metade do tempo do jogo você passa vendo um túnel.

Tópicos relacionados