1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Fred, o inimigo do gol

Luiz Prosperi

03 junho 2014 | 11:50

Felipão não vai desistir de Fred tão fácil, mesmo com o péssimo desempenho do atacante nos treinamentos da seleção brasileira, desde Teresópolis até Goiânia. O centroavante não consegue carimbar o gol nem em treino de dois toques.

O aproveitamento do atacante nass seus finalizações tem assustado até mesmo seus admiradores. Fred tem sido a nota negativa. Em três coletivos – dois em campo inteiro e um, reduzido – o avante do Fluminense não fez um golzinho sequer. Passou em brancas nuvens.

Ressabiado com o nulo aproveitamento de Fred, o coordenador Carlos Alberto Parreira já teve conversas reservadas com o atacante na semana passada em Teresópolis. Parreira conhece Fred desde 2006 quando levou o centroavante para ser reserva de Ronaldo Fenômenona Copa da Alemanha. Eles trabalharam juntos também no Fluminense, em 2009.

A preocupação de Parreira com Fred tem explicação: o centroavante foi eleito por Felipão um dos líderes do grupo e, por isso mesmo, precisa estar forte no lado emocional e esbanjar confiança para executar sua missão no campo que é balançar as redes. De acordo com as imagens disponíveis no site da CBF, Fred tem feito bem o seu papel de líder no ambiente restrito aos jogadores na concentração.

Se tudo parece resolvido dentro dos vestiários e nas rodas entre os jogadores, fora tem sido uma dor de cabeça. Fred anda indolente nos treinamentos.Perde gols aos montes e tem sido displicente nos exercícios de chutes a gol. Às vezes abusa dos erros mandando a bola para o céu em vez de guardá-la no barbante.

Parreira e, em especial, Felipão têm esperança que nesta terça-feira à tarde em Goiânia Fred possa desencantar diante do Panamá. Fred precisa de se conciliar com o gol o mais rápido possível. Até porque o seu reserva imediato, o incrível Jô, tem feito muito bem o seu papel de poste nos treinamentos.