1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Quem faz

Gláucia Leal. Jornalista, psicóloga clínica e psicanalista. Foi repórter do Estadão e hoje é editora-chefe da revista Mente e Cérebro, vinculada ao grupo Scientific American Internacional.
sexta-feira 17/10/14 17:04

O que as roupas têm a dizer

Elas estão em toda parte: parece que se multiplicam no armário, nas vitrines, são exibidas como objetos de desejo nas revistas e na TV, criam códigos sociais. Além das questões estéticas, a forma como nos vestimos desvela movimentos íntimos e desejos muitas vezes desconhecidos, fazendo com que a roupa contribua para a troca inconsciente de informações, fazendo interface entre a pessoa e o mundo

Ler post
quinta-feira 09/10/14 17:01

Quem você prefere matar?

Não se apresse em responder. Considere antes esse cenário clássico sobre decisão moral: você empurraria um estranho mal-encarado em direção aos trilhos de um trem desgovernado (o que certamente mataria essa pessoa) para salvar a vida de cinco trabalhadores mais adiante? Sua resposta seria a mesma se em vez do estranho fosse alguém que você ama? Ou se entre os trabalhadores estivesse o amor de sua vida, seu filho ou sua mãe?

Ler post
quarta-feira 01/10/14 14:41

Quando a “mania” vira doença

O limite entre os hábitos sem grandes consequências e a compulsão – de limpar, contar, colecionar ou mesmo evitar determinadas situações – pode ser bastante tênue e nem sempre claramente perceptível. Em suas manifestações mais graves, o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), que atinge mais 3 milhões no Brasil, impede as pessoas de levar uma vida saudável e produtiva. Embora existam tratamentos, a vergonha de pedir ajuda pode condenar muita gente a uma vida de sofrimento e exclusão

Ler post
terça-feira 23/09/14 14:45

O dia em que Freud não morreu

Passados 75 anos da morte do criador da psicanálise, suas ideias ainda influenciam profundamente as maneiras de pensar e entender o mundo – mesmo que nem sempre seja possível perceber isso de forma consciente. Pode-se concordar ou discordar dele e até mesmo odiá-lo. Mas é impossível a qualquer pessoa bem informada permanecer indiferente à sua obra

Ler post
segunda-feira 01/09/14 16:57

Mais bonitos, mais jovens, mais interessantes. E de preferência para sempre

Na ânsia de aplacar carências antigas, das quais em geral sequer sabemos claramente a origem, muitas vezes buscamos modelos que acreditamos ser capazes de nos proteger do sofrimento. O problema é que, não raro, essa busca nos afasta de quem realmente somos e costuma trazer ainda mais angústia

Ler post
sexta-feira 22/08/14 17:54

Quem você vai ser daqui a pouco?

"Sobre a transitoriedade", um texto de Freud pouco estudado, aborda o tema da impermanência, algo que a princípio pode se mostrar incômodo, já que tudo invariavelmente se desvanece e se transforma tocado pela ação do tempo. Sob outra óptica, porém, podemos nos dar conta de que nada do que vivenciamos (por pior ou melhor que seja) é para sempre, o que nos ajuda a valorizar cada momento

Ler post
segunda-feira 18/08/14 14:48

Quer manter a concentração? Tenha um bicho fofo por perto

Muita gente concorda: ter animais de estimação por perto faz bem. A interação e o cuidado costumam despertar a afetividade, a empatia e contribuem para o resgate da capacidade lúdica. Nos últimos anos, porém, vários estudos têm oferecido respaldo para a constatação de que os efeitos positivos dessa proximidade entre raças vão ainda mais longe

Ler post