1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Vale do São Francisco

Nilton Fukuda

terça-feira 28/12/10

A existência de vinícolas no Vale do Rio São Francisco, região do semi-árido, seria encarada anos atrás como uma espécie de lenda, um mito, como o Nego d´água, a Rasga Mortalha e a Mãe da Lua, esses personagens que habitam a memória dos antigos moradores das barrancas do rio. Mas de fato elas existem, as primeiras instalaram-se nos anos 80 na região, próximas à cidade de Petrolina, no estado de Pernambuco, favorecidas por um projeto de irrigação utilizando as águas do Velho Chico.

Conhecer as vinícolas, da região de Petrolina, é um privilégio para o visitante. Alimento para os olhos e a alma observar o viço das frutas e provar a doçura das uvas retiradas dos parreirais na hora. Além de conhecer a produção de vinhos do Vale, o viajante tem a oportunidade de conhecer a orla do Rio São Franciso e atravessá-lo de barco entre as cidades de Petrolina e Juazeiro, divisa entre Pernambuco e Bahia.

Maria do Socorro, de 44 anos, colhe uvas do tipo cabernet sauvignon enquanto ouve seu radinho de pilhas. Vinícola Terroir do São Francisco, bairro de Vermelhos, Lagoa Grande, Pernambuco. 19/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Imagem aérea mostra a quantidade de plantações ao longo do curso do rio São Francisco, na região de Petrolina, Pernambuco. 19/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Djalma de Sousa, o "Codó", de 41 anos, mostra com orgulho uma cesta cheia de uvas do tipo regner. Vinícola Santa Maria, Lagoa Grande, Pernambuco. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Plantações no Vale só foram possíveis graças ao sistema de irrigação das águas do Rio São Francisco. Região da cidade de Petrolina, Pernambuco. 13/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Mulheres fazem a "pinicagem" no parreiral de uvas de mesa itália da Terroir do São Francisco. Pinicar é o processo de retirar o excesso de uvas dos cachos para os frutos cresçam mais e fiquem mais vistosos nos mercados e feiras onde serão vendidos. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Garrafas de vinhos Rio Sol que são vendidas em loja dentro da Vinícola por preços bem abaixo do mercado, Lagoa Grande, Pernambuco. 18/11/2010. FOTO TIAGO QUEIROZ/AE

Estrada entre a cidade de Petrolina e Lagoa Grande, no estado de Pernambuco, emoldurada pela paisagem do semi-árido, bioma único, existente apenas no Brasil. 18/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Entrada do "Bodódromo", ponto turístico da cidade de Petrolina, onde vários restaurantes servem carne de bode ou carneiro com baião de dois, mandioca e farofa. 13/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Mesa de um dos restaurantes do "Bodódromo"' embaixo de uma mangueira frondosa e carregada de frutos. 13/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Jegues protegem-se do sol forte embaixo de um umbuzeiro. Ao fundo a plantação de uvas da Vinícola Santa Maria, Lagoa Grande, Pernambuco. 19/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Cabra atravessa estrada para o bairro de Vermelhos, na cidade de Lagoa Grande, Pernambuco. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Moça atravessa o Rio São Francisco de barca, entre as cidades de Petrolina, Pernambuco e Juazeiro, Bahia. 18/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Rio São Francisco na cidade de Juazeiro, Bahia. 18/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Menino vendedor de milho verde e mungunzá. Juazeiro, Bahia. 18/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Meninas voltam da escola e protegem-se com sombrinhas do sol forte do semi-árido. Bairro de Vermelhos, Lagoa Grande, Pernambuco. 19/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Imagem aérea das plantações no Vale do São Francisco. 19/11/2010 Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

A pausa para o café na Vinícola Santa Maria, produtora dos vinhos Rio Sol, na cidade de Lagoa Grande. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Detalhe do viço das uvas. Parreiral da Vinícola Terroir do São Francisco. Lagoa Grande, Pernambuco. 18/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Eliane Maria, trabalhadora da Vinícola Terroir do São Francisco, faz a chamada "desfolha" que é o processo de retirar o excesso de folhas das parreiras, para que os cachos de uvas absorvam mais sol. 18/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Parreiral carregado de uvas em fazenda da Vinícola Terroir do São Francisco. Lagoa Grande, Pernambuco. 18/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Trabalhador da Vinícola Terroir do São Francisco protege-se do sol forte do semi-árido com panos e camisetas. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Processo de "pinicagem" é feito com as uvas no início de seu crescimento. 18/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Colheita de uvas na vinícola Terroir do São Francisco. Lagoa Grande, Pernambuco. 19/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Funcionário da Terroir deposita uvas cabernet sauvignon na desengarçadeira. Essa máquina separa as uvas de seu lingaço, o "esqueleto" que sustenta o cacho. 18/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Barricas de carvalho francês e americano armazenam produção da Vinícola Santa Maria. Lagoa Grande, Pernambuco. 18/11/2010. FOTO TIAGO QUEIROZ/AE

Trabalhadores encerram mais um dia de trabalho nas colheitas do Vale do São Francisco. Ao fundo da paisagem, montanhas com seus cumes de rocha branca. 18/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

Igreja Matriz de Juazeiro, Bahia, próxima às águas do Rio São Francisco. 18/11/2010. Foto: TIAGO QUEIROZ/AE

comentário(s)
Denunciar

Denúncia comentário feito por

Você pode digitar 600 caracteres.

Denuncie

comentário(s)
faca seu login no estadão

Entrar Esqueci minha senha

ou use o cadastro de outras contas:

Ainda não tem cadastro? Faça Agora!

Quero me cadastrar

Aviso:Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

comentário

Responder

Você pode digitar 600 caracteres.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.