Olhar Sobre o Mundo


Etiópia

1 de março de 2010 1:01 por Nilton Fukuda
  • A + A -

Em 2008 o repórter fotográfico Juca Varella percorreu várias cidades da Etiópia. De acordos com relatórios da ONU, o país africano tem um dos piores IDH – Índice de Desenvolvimento Humano – que mede o grau de desenvolvimento humano entre as nações. A mortalidade infantil atingiu 200 mortes por mil habitantes, a maioria ocasionada pela desnutrição. Estas e outras realidades foram retratadas por Juca. Parte deste material pode ser visto também no livro “O mundo não é plano – a tragédia silenciosa de 1 bilhão de famintos”, escrito pelo jornalista Jamil Chade, corresponde do ‘Estado’ na Europa. O lançamento da obra acontece no dia 04 de março, na livraria Saraiva do Shopping Higienópolis, situada na Avenida Higienópolis, 618, às 19h30, em São Paulo.

Samira, de 9 meses, no colo de sua mãe, enquanto aguardam entrega de alimentos pela equipe da ONU em Alaba, cerca de 360 km ao sul de Addis Abeba. Etiópia, 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Samira, de 9 meses, no colo de sua mãe, enquanto aguardam entrega de alimentos pela equipe da ONU em Alaba, cerca de 360 km ao sul de Addis Abeba. Etiópia, 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Agricultor utiliza tração animal e  implementos rudimentares para preparar a terra, entre Addis Abeba e Awasa, no sul da Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Agricultor utiliza tração animal e implementos rudimentares para preparar a terra, entre Addis Abeba e Awasa, no sul da Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

A menina Samira, 9 meses. Alaba, Etiópia. 28.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

A menina Samira, 9 meses. Alaba, Etiópia. 28.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

População aguarda distribuição de alimentos. Alaba, Etiópia. 28.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

População aguarda distribuição de alimentos. Alaba, Etiópia. 28.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Distribuição de alimentos pela ONU em Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Distribuição de alimentos pela ONU em Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Alaba, Etiópia. 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Em um mercado de Alaba, Walid (centro) vende khat, uma espécie de droga alucinógena mastigável, comercializada livremente no país. Etiópia, 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Em um mercado de Alaba, Walid (centro) vende khat, uma espécie de droga alucinógena mastigável, comercializada livremente no país. Etiópia, 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Jovem na rua central de Awasa, cerca de 300 km ao sul de Addis Abeba. Etiópia, 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Jovem na rua central de Awasa, cerca de 300 km ao sul de Addis Abeba. Etiópia, 29.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Erosões destroem terras cultiváveis em Konso, ao sul da Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Erosões destroem terras cultiváveis em Konso, ao sul da Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

População utiliza riacho para lavar roupas em Konso, ao sul da Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

População utiliza riacho para lavar roupas em Konso, ao sul da Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Lavrador utiliza boi para arar a terra em Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Lavrador utiliza boi para arar a terra em Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Desnutrição é um dos maiores problemas no país. Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Desnutrição é um dos maiores problemas no país. Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Família de agricultor de Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Família de agricultor de Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Escarpas são feitas em montanha; técnica agrícola é utilizada há centenas de anos em Konso, no sul da Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Escarpas são feitas em montanha; técnica agrícola é utilizada há centenas de anos em Konso, no sul da Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Criança trabalha para pescadores no Lago Awasa, a 360 km ao sul de Addis Abeba, Etiópia, 31.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Criança trabalha para pescadores no Lago Awasa, a 360 km ao sul de Addis Abeba, Etiópia, 31.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia. 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Osho,time de futebol que joga na primeira divisão "estadual" do Campeonato Etíope. A equipe ganhou o título usando a camiseta da Seleção Brasileira. Addis Abeba, Awasa, 01.09.2008. Foto: Juca Varella/AE

Osho,time de futebol que joga na primeira divisão "estadual" do Campeonato Etíope. A equipe ganhou o título usando a camiseta da Seleção Brasileira. Addis Abeba, Awasa, 01.09.2008. Foto: Juca Varella/AE

Tarakein Takal, de 12 anos, trabalha na limpeza de peixes e ganha U$ 0,50 por dia. Awasa, Etiópia. 31.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Tarakein Takal, de 12 anos, trabalha na limpeza de peixes e ganha U$ 0,50 por dia. Awasa, Etiópia. 31.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Zeituna Hansa e seus filhos na favela Gotera em Addis Abeba, Etiópia. 02.09.2008. Foto: Juca Varella/AE

Zeituna Hansa e seus filhos na favela Gotera em Addis Abeba, Etiópia. 02.09.2008. Foto: Juca Varella/AE

Bairro de Merkato, em Addis Abeba, onde há um grande mercado aberto, local onde se comercializa desde eletrônicos, antiguidades, tecidos e até temperos. 02.09.2008. Foto: Juca Varella/AE

Bairro de Merkato, em Addis Abeba, onde há um grande mercado aberto, local onde se comercializa desde eletrônicos, antiguidades, tecidos e até temperos. 02.09.2008. Foto: Juca Varella/AE

Mamit Zuleika e seu neto. Eles vivem na favela Arada , em Addis Abeba, uma das muitas formadas por pessoas que abandonaram o campo. 04.09.2008. Foto: Juca Varella/AE

Mamit Zuleika e seu neto. Eles vivem na favela Arada , em Addis Abeba, uma das muitas formadas por pessoas que abandonaram o campo. 04.09.2008. Foto: Juca Varella/AE

Lixão de Addis Abeba,  onde parte da população recolhe restos de alimentos e colhem frutas e verduras que nascem no local. 04.09.2008. Foto: Juca Varella/AE

Lixão de Addis Abeba, onde parte da população recolhe restos de alimentos e colhem frutas e verduras que nascem no local. 04.09.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia, 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

Konso, Etiópia, 30.08.2008. Foto: Juca Varella/AE

60 Comentários Comente também
  • 01/03/2010 - 09:42
    Enviado por: Daniel Rabelo

    Ronaldo :D

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 09:53
    Enviado por: Isa

    Realidade muito sofrida. É de cortar o coração.

    PS: Fotografias belíssimas. Parabéns pelo trabalho!

    responder este comentáriodenunciar abuso
    • 01/03/2010 - 19:01
      Enviado por: EMERSON

      Sera que poderiamos usar nossos bilhões, para ao invés de recebermos uma Copa do Mundo criamos novas formas de sustentabilidade para algumas nações ou mesmo para nosso pais que muitas vezes não enxergamos o mendingo, o pobre de sapato velho, ou a criança vendendo bala no sinal. A cada R$50,00 gasto em um jantar deviamos pensar que poderiamos estar comendo por R$ 7,00 muito bem e utilizando o resto para ajudar nosso próximo, tratado por alguns governantes como um animal. Olha se bem qe nesse caso tem muitos animais que comem muito melhor.
      Parabéns pelas fotos!!

  • 01/03/2010 - 10:30
    Enviado por: Elisamar

    Gostei muito da iniciativa do jornal em publicar esse importante trabalho. Parabens tambem ao fotografo por retratar esse pais tao distante e esse povo sofrido, mas que em alguns aspectos se assemelha ao Brasil . As fotos do povo no lixao me fizeram lembrar de que o mesmo tambem acontece aqui. A natureza parece ser muito exuberante e bonita, o que me surpreendeu, pois sempre vi fotos da Etiopia mostrando as areas deserticas.
    As pessoas sao elegantes e tem uma beleza que se nota, mesmo tendo seus rostos e corpos maltratados pelas circunstancias em que vivem.
    Faco apenas uma pequena ressalva no trabalho do fotografo: os retratos em close muito proximo nao sao agradaveis de ser ver, como aquela da crianca chorando, com moscas ao redor da boca.Me desculpe, mas soa um pouco apelativo, as vezes. Acho que se afastar a camera um pouco mais teremos um enquadramento melhor.
    Parabenizo novamente por ter nos dado a oportunidade de conhecer a realidade daquele pais e esperamos que a Etiopia consiga um dia superar tanta miseria.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 11:04
    Enviado por: Cinthia

    As fotos realmente são impressionantes. Nos faz refletir profundamente sobre nossos valores e o sentido de nossas buscas.Parabéns pela coragem em se manter firme no registro de momentos tão fortes.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 11:15
    Enviado por: Silvana da Silva

    Em primeiro lugar quero desejar as estas pessoas que Deus pode mudar a Vida deles.
    Ai eu pergunto, porque tanta miséria em certos Países ?
    Fome e não ter onde vir esta alimentação
    sabemos que tem tantos Países Riquíssimos e pessoas Milionárias
    que poderiam ajudar esta pessoas.
    São nossos irmãos em Cristo.
    Porque não ajudar aquele que necessita, falta de remédios,água potável,
    alimentação e outros…
    Eu pergunto porque alguns seres humanos tem um coração duro
    Que Deus esteja consolando cada filho seu .
    Irmã Silvana…

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 11:19
    Enviado por: Wanessa Sousa Marques

    Maravilhosas as fotos. Retratam muito bem a realidade do ser humano neste país.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 11:19
    Enviado por: JOSELITO MIRANDA

    Parabéns ao fotógrafo Juca Varella pelo excelente registro visual. Imagino que um trabalho assim não seja nada fácil e aqui a gente vê um jornalismo de impacto que nos fazer saber, mais uma vez, o que a fome tem causado naquele país.
    Mais triste ainda é saber que essa situação é agravada pela guerra, corrupção, disputas tribais etc etc… Soma-se a isso a expropriação aos mais pobres, o tráfico humano e a escravidão.
    Ainda assim Juca captou alguns sorrisos, sinal que a esperança ainda persiste, apesar de…

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 11:26
    Enviado por: magda lopes

    Essas cenas são chocantes, talvez não muito diferentes de muitas cenas aqui no Brasil, mas pelo menos aqui, existe alguma coisa, algo p~as pessoas que vivem em estado de miséria recorrerem, ou alguém que às ajude. Na Etiópia, acredito que seja uma favela dentro de um País todo. A miséria e a fome das pessoas e crianças, sem terem o que comer ou vestir, enquanto que aqui e em outros países capitalistas e consumistas, jogamos fora alimentos e outras utensílios, que para eles seriam de grande utilidade. Não entendo tanta diferença entre os povos, enquanto outros ostentam tanto, essas pessoas vivem miseravelmente. Não entendo esse mundo, porque existem essas desigualdades gritantes. Me coloco nessa situação também, pois aqui reclamo da minha situação, e comprando com essas pessoas, sou milionária, não me falta nada, principalmente o básico, que todos deveriam ter, uma casa decente e limpa, alimentos e roupas adequadas, água e higiene. Isso me faz pensar e repensar na vida humana e sua existência.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 11:44
    Enviado por: Luis Carlos

    Parabéns pelo trabalho. Contundente, real e chocante. Não posso crer em um mundo em que um ser humano tenha que disputar comida com urubus. Não, ainda não evoluimos. Será que Deus existe?

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 11:58
    Enviado por: jonas torres

    parabéns, à juca varella/ae, pelos registros!!

    mostra que à humanidade, caminha à paços largos em direção ao fundo do poço!!
    me pergunto:onde erramos???;
    porque o homem é tão destrutivo??? se todos os outros elos,da mãe natureza, é tão harmonioso!!!….
    …sinto-me envergonhado!!!.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 11:59
    Enviado por: Jacqueline Pereira

    As imagens realmente são impressionantes. Retratam a falta de saneamento básico, higiêne pessoa, melhores condições de alimentação, dentre outras necessidades básicas para que se tenha o mínino de dignidade humana. A sociedade que sempre se gaba por ter tecnologias de ultima geração, a agricultura ainda ser feita por tração animal, mostra que a democrácia para todos, liberdade e direitos iguais, fica só no papel. É um absurdo uma criança trabalhar pesado o dia inteiro, embaixo de um sol de rachar, com a remuneração de U$ 0,50 por dia.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 12:00
    Enviado por: Lindenberg

    Parabéns pelo trabalho. Algo tem que ser feito!

    Lindenberg Ferreira

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 12:01
    Enviado por: Monique Cavalcante

    Excelente fotógrafo, honesto com a realidade.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 12:07
    Enviado por: camila ramalho

    maravilhoso trabalho!!!!!!!!! fotos impressionantemente realistas e tristes, mas que retratada uma sensibilidade incrivel de quem as retrataram, parabéns !

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 12:11
    Enviado por: Beatriz Castro

    São imagens como essas que nos fazem refletir sobre nosso verdadeiro valor!

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 12:12
    Enviado por: Mario Miguel Hoffart

    Parabéns, o bom fotógrafo faz fotografias bonitas.
    O excelente consegue fotografar o próprio sentimento diante das cenas mais
    variadas. Foi o que voce fez.
    Sensasional.
    Mário Miguel Hoffart
    Sorocaba-SP

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 12:33
    Enviado por: Wesley Diego

    Complicado a realidade deles … Parabéns pelo ensaio

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 12:47
    Enviado por: VANDA

    NOSSA ! TANTO SOFRIMENTO É DE DEIXAR QUALQUER PESSOA COM O CORAÇÃO NA MÃO.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 12:53
    Enviado por: luciana f.dos santos

    é muito triste isso, somos todos irmão. viemos e vamos para o mesmo lugar .

    responder este comentáriodenunciar abuso
    • 01/03/2010 - 16:16
      Enviado por: Marcelo

      Prezada Luciana, viemos e vamos para o mesmo lugar ? Acho que tem determinadas coisas que você ainda não sabe, mas essas coisas não são um tesouro secreto, estão disponíveis em diversos livros … Felicidades

    • 05/03/2010 - 02:47
      Enviado por: Pedro Passos

      É Luciana, somente a leitura poderá tirar essas pessoas da Etiópia dessa situação. Todos os países desenvolvidos podiam dar o exemplo e doar esses livros!

  • 01/03/2010 - 13:29
    Enviado por: Ana Luiza Fabris

    Sem palavras para descrever o sentimento que se abateu sobre mim quando vi essas fotos e o pior ainda é o sentimento de impotência diante de tamanha crueldade . É inacreditavel como essas pessoas conseguem ainda sobreviver em meio a tanto sofrimento. Chega a ser revoltante quando vemos em nosso país, exemplos de desperdícios, quando a tantos precisando do básico.Lamentavel.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 13:32
    Enviado por: Maysa

    As fotos sao maravilhosas do ponto de vista artistico. Mas a realidade mostrada e revoltante!
    Um trabalho muito bom! Meus parabens ao fotografo!Espero que seja reconhecido e que a exposicao seja um sucesso.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 13:52
    Enviado por: Turenne

    A criação do homem devasta o planeta (orgulho, ambição, ganância, competição etc). A falta de amor ao próximo é inferior ao amor das coisas (dinheiro, tecnologia etc). Nada pode se esperar do homem enquanto estiver olhando somente para o seu umbigo…

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 14:28
    Enviado por: Davi

    Boas fotos e ótimo tema. Contudo, não era necessário ir tão longe para registrar mazelas sociais. A cidade de São Paulo, assim como o país, apresenta imagens ainda mais eloqüentes!

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 14:58
    Enviado por: THIAGO

    Antes de reclamar das coisas banais que acontecem com a gente no dia a dia olhem pra essas pessoas. Se pergunte todos os dias o que pode se fazer pra tornar o mundo um pouco menos desigual? Todos temos o direito mas por causa de alguns que não cumprem com o dever temos que ver essas cenas lamentáveis !!

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 15:09
    Enviado por: ANA PAULA TEIXEIRA

    Quero parabenizar o responsável pelas fotos,são marcantes e profundas. Principalmente as das pessoas sorrindo… acho que não preciso dizer mais nada.Ana Paula Teixeira

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 15:47
    Enviado por: Bethina

    Parabéns pelas fotos Juca. Mostram além da imagem que trazem. Há um ano visitamos Addis Abeba e ficamos impressionados com a beleza da cidade, das pessoas e a riqueza cultural que ali se encontra. Parabéns novamente!

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 17:09
    Enviado por: CRISTIN

    Excelente trabalho do fotografo! Mostrou uma realidade que infelizmente nao vai ser apagada ao desligarmos o computador. É real e dilacerante a alma! Porque tanta miseria e exclusao? Essas pessoas merecem o maximo de respeito! Sao pessoas de terceiro mundo porque os de primeiro tiram até sua alma em busca de consumo para satisfazerem seus egos individualistas. Mas se formos olhar com um pouco mais de atençao, estaremos com um problema semelhante embaixo de nossos narizes e nao queremos ver, que é a miseria de nosso país que é tao rico para uns poucos e tao pobre para a maioria da populaçao!

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 17:20
    Enviado por: Jessyka S.F.Brandão

    Parabéns pelo trabalho maravilhoso,humano e digno!É incrível pensar que essas imagens representam o “nosso mundo”…Esses registros me fizeram pensar sobre o quanto sou egoísta,covarde e ignorante-por achar que essa realidade não me pertence…é possível mudar esse contexto?É possível acabar com fome,com a miséria???Eu acredito que sim!Algo deve ser feito,aqui (em nosso país)e em tantos outros que estão em situação de risco!!!Esse é o “nosso mundo”,”nossa realidade”-não apenas deles!

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 17:48
    Enviado por: Thais Helena

    Meu Deus… por que tanto sofrimento? Vendo essas pessoas, da um nó na garganta, um aperto no peito, e as lágrimas caem. O que fazer? Rogo por misericórdia DIVINA.

    responder este comentáriodenunciar abuso
    • 23/11/2011 - 13:28
      Enviado por: Isaura Maria Ferreira

      Solução da angustia mundial não vem de homens.
      mas o Reino de Deus Daniel 2:44 e Mateus cap 6:10
      Para viver,busque agora paz com o Rei Salmos 2::9,11,12
      Salmos:37:9,10,11,29. JOÃO 3:16.
      obrigada…………….

  • 01/03/2010 - 17:58
    Enviado por: lana leocadia

    Parabenizo o fotógrafo Juca Varella pela ousadia em mostrar a miséria em que vive o povo na Etiópia, eu realmente desconheço a forma de governo que existe nesse país, agora vou procurar me inteirar do que acontece lá.
    São fotos chocantes retratando a realidade de um povo sofrido, esperando por um futuro melhor.
    Que Deus os ajude!!!!!!!!!! Porque os homens, nada fazem.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 18:12
    Enviado por: Míriam vilela de Andrade

    É até estranho comentar que as fotos são “Lindas” “bonitas”, Não são!! são tristes de se ver, isso sim!!
    O profissional que é bom e corajoso. Quando vi, queria de alguma forma conforta-los!
    Que Deus os proteja.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 18:19
    Enviado por: Marcio Wesley Borges

    Lindas fotografias de uma triste realidade… parabéns pelo trabalho!

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 18:56
    Enviado por: fabi

    Hoje mesmo eu estava triste com problemas que ocorrem no dia-dia ,porém após ver essas fotos agradeci a Deus,por ter tudo que tenho e nao passar o que essas pessoas passam todos os dias ,o mundo deveria se unir para ajudar essas pessoas pois quando é para fazer sensacionalismo e aparecer todo mundo faz campanhas,isso é um tapa na cara do mundo capitalista .

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/03/2010 - 20:02
    Enviado por: Sidney Mazzoni

    Grande Juquinha. Belíssimo trabalho. Tenho orgulho de termos trabalhado juntos. Saúde e felicidade.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 02/03/2010 - 03:13
    Enviado por: Pedro Passos

    Essas cenas são chocantes, talvez não muito diferentes de muitas cenas aqui no Brasil, mas pelo menos aqui, existe alguma coisa, algo p~as pessoas que vivem em estado de miséria recorrerem, ou alguém que às ajude. Na Etiópia, acredito que seja uma favela dentro de um País todo. A miséria e a fome das pessoas e crianças, sem terem o que comer ou vestir, enquanto que aqui e em outros países capitalistas e consumistas, jogamos fora alimentos e outras utensílios, que para eles seriam de grande utilidade. Não entendo tanta diferença entre os povos, enquanto outros ostentam tanto, essas pessoas vivem miseravelmente. Não entendo esse mundo, porque existem essas desigualdades gritantes. Me coloco nessa situação também, pois aqui reclamo da minha situação, e comprando com essas pessoas, sou milionária, não me falta nada, principalmente o básico, que todos deveriam ter, uma casa decente e limpa, alimentos e roupas adequadas, água e higiene. Isso me faz pensar e repensar na vida humana e sua existência

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 02/03/2010 - 14:11
    Enviado por: tatiane

    Essas imagens representa a desigualdade que há no mundo em vivemos.Me pergunto o que posso fazer,se estou tão longe,e logo me vem a resposta de DEUS,não esta tão longe ,se sair da sua zona de conforto ainda a tempo de reparar nossos erros como ser humano.Eu sozinha não mudarei o mundo,mas posso não fechar os olhos e ajudar o meu proximo por exemplo,se cada um de nos fizermos isso o mundo seria bem melhor.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 02/03/2010 - 15:59
    Enviado por: Pedro Moura

    Belas fotos sobre a Etiópia, achei que lá fosse mais pobre!

    responder este comentáriodenunciar abuso
    • 11/03/2010 - 20:12
      Enviado por: Carolina Amorim

      Eu também achei que a realidade lá era mais dura. Afinal falam tanto da miséria na Etiópia!

    • 16/03/2010 - 21:11
      Enviado por: Paula Bougleux

      O QUE TU CHAMAS DE POBREZA?
      O QUE SERIA PIOR DO QUE UM SER HUMANO COM O ROSTO CHEIO DE MOSCAS?
      SE NÃO TU NÃO CONSEGUES TER COMPAIXÃO,
      TENHA AO MENOS ADMIRAÇÃO PELO EXCELENTE TRABALHO REALIZADO POR ESSE FOTÓGRAFO
      QUE MESMO DIANTE DE TANTA TRISTEZA, CAPTOU IMAGENS BELÍSSIMAS…
      TÃO BELAS E ENCATADORAS QUE ATÉ MESMO UMA PESSOA COMO TU… CERTAMENTE INTELIGENTE E COM, NO MÍNIMO, 3 REFEIÇÕES DIÁRIAS NA MESA,
      NÃO PERCEBEU A REALIDADE QUE ESTAVA LOGO ALI …
      QUANDO SAIRES DO TEU MUNDO TALVEZ POSSAS VER…
      E QUANDO ISSO ACONTECER
      COLOQUE A CHAVE POR DEBAIXO DA PORTA PRA NINGUÉM MAIS ENTRAR.

  • 03/03/2010 - 17:24
    Enviado por: Fome e miséria na África | Patrus - Desenvolvimento é social

    [...] no http://blogs.estadao.com.br/olhar-sobre-o-mundo/etiopia/. Comentários [0] [...]

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 03/03/2010 - 20:41
    Enviado por: Fagner Chagas

    Fotos “lindamente” TRISTES. Belo trabalho…lamentável realidade. Que Deus (e nós, homens e mulheres) ajude esse povo (e tantos outros) perdidos na miséria (em todos os ‘tipos’ de miséria).

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 03/03/2010 - 22:49
    Enviado por: Victor

    ESPETACULAR!

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 04/03/2010 - 13:38
    Enviado por: Etiópia « Colosseum2008

    [...] semelhante a vivenciada, ainda hoje, por milhares de brasileiros. http://blogs.estadao.com.br/olhar-sobre-o-mundo/etiopia/ Em 2008 o repórter fotográfico Juca Varella percorreu várias cidades da Etiópia. De acordos com [...]

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 05/03/2010 - 17:40
    Enviado por: Edson

    Vale pelo trabalho fotográfico, mas é impossível não pensar no seguinte:
    Precisava ir tão longe para registrar a miséria? Experimentou olhar em volta?
    Também lembrei do Joãosinho Trinta: “Quem gosta de miséria é intelectual”!

    Abçs,

    Edson

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 10/03/2010 - 21:46
    Enviado por: Edilson Dantas

    Belo trabalho Juca

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 15/03/2010 - 23:06
    Enviado por: Paula Bougleux

    Olhando para estas fotos
    sinto vergonha da minha mesquinhez…
    Que Deus permita-me olhos de ver, ouvidos de ouvir e pele de sentir
    a dor que os passantes carregam consigo…
    E que se nada, dentro do meu estreito ponto de vista, me for permitido para mudar a realidade
    das pessoas que sofrem no mundo, que eu possa ,ao menos, julgar-me feliz.
    Parabéns pelo trabalho
    LINDO e IMPACTANTE!

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 03/04/2010 - 15:46
    Enviado por: Diana carlo de oliveira brito

    Primeira mente ótimo trabalho,eu adorei o trabalho que voceis fizeram, Eu fico aqui penssando minha família gasta por dia serca de (200 ) reais.
    e essas pessoas não gastão nem 1,00 real por dia…muitas pesoas não querem nem saber o que as outras estão passando,
    Eu tenho muita dor dessas pessoas,se eu podesse eu iria ajudar todos essas pessoas.Mais eu não tenho como ajudar eles!!!
    se eu fosse fica eu iria ajudar todos eles,mais eu não sou,deus sabe que eu chorro todos os dias nas minhas oraçãoes quando
    lembro das pessoas que tão passando fome-ai a fora,mais eu creio no deus que eu tenho,ele é o todo poderoço, EU agradeço
    primeira mente adeus por ter pessoas ajudando essas pessoas na alimentação,se não fosse essas pessoas que tão ajudando,
    todos iria morrer de fome, MAIS DEUS NÃO DEIXA SEUS FILHOS DESANPARADOS.
    LEMBRE VOCêIS QUE ESTÃO AJUDANDO! DEUS ESTA DEVOLVENDO TUDO PARA VOCêIS,COMO A FELICIDADE,AMOR,CARINHO E MUITO MAIS…
    MEU NOME É DIANA..E MUITO OBRIGADO POR VOCêIS,LEMBREM ESSE COMENTÁRIO É PARA TODOS.QUE LEREM….
    AMO TODO VOCêIS…..

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 17/04/2010 - 22:14
    Enviado por: dossantos

    Me filho muitas vezes escolhe o que quer comer ou reclama do que lhe é ofertado alheio ao que ocorre por estas terras tristes. Não precisamos ir longe para encontrarmos uma Etiópia aqui em terras Lulísticas.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 29/08/2010 - 13:28
    Enviado por: Simone

    Nossa, realmente é de cortar o coração. Tanto dinheiro jogado fora com propagandas políticas, carnaval, copa do mundo e enquanto isso tanta gente morrendo de fome. Será que nossos governantes não teem coração???
    A cada dia que passa fico mais indgnada.
    Parabéns por seu trabalho.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 01/10/2011 - 11:11
    Enviado por: wendel

    queria sim ter condiçao pelo menos de ir num paiz desse pelo menos poder ficar perto deles poder levar algumas coisas pra eles

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 31/10/2011 - 15:34
    Enviado por: Rebekka Oliveira

    Apesar de serem fotos chocantes de extrema pobreza e miséria, gostei muito pois muitas vezes não percebemos que enquanto estamos reclamando do melhor que temos, muitas pessoas assim como aquelas das fotos, vivem em situações impróprias.

    Parabéns ao site, e ao fotógtafo Juca Varella!

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 23/12/2011 - 11:49
    Enviado por: Rogério

    EU ME SINTO CULPADO… Sim eu sou culpado também, porque de forma direta ou indireta contribuo para essa lógica de consumo e acumulação de riqueza que tende a criar realidades como essas que vemos nessas fotos. Eles são nossos irmãos também, não podemos ser cúmplices desse crime!!
    Parabens pelo trabalho.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 07/03/2012 - 11:56
    Enviado por: eliane de matos portilho

    eu, tenho muita vontade de ver um mundo melhor , tenho vergonha de saber que com tantas riquezas mundiais
    existem milhões na míseria, na fome , no sofrimento doentes o que adianta tanto poder não sou religiosa, mas parece de uma certa forma
    que deus se esqueceu deles, se muitos bilionaris ver um pouqueinho isto , vaiver que nõa somos nada , quando morremos viramos cinza
    nimguem é diferente imagino eu se ouvessem seres humanos diferentes acho eu que amiséria sera avalassadora………………………….
    ,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,, a palavra fome e a fome tinham que entrar em extinção………….
    ……………………………………………………??????????????????????????????????????????????????????????????????????????????o que o mundoacha????????????????????????
    ???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 30/04/2012 - 20:25
    Enviado por: celio manoel de souza

    vendo essas imagens todo mundo fica comovido mas na verdade ninguem liga ! no mundao e cada um por si !

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 07/05/2012 - 17:59
    Enviado por: Fotojornalismo e o arriscado mundo de guerras, jagunços e É o Tchan | Papo de Homem

    [...] ensinamento foi seguido à risca durante reportagem especial sobre a fome na Etiópia, onde Varella encontrou famílias vivendo como bichos em meio ao falso assistencialismo de igrejas, [...]

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 27/08/2012 - 02:17
    Enviado por: Marcelo Augusto

    Nos somos culpadados pois fingimos q nao estamos vendo.
    Que Deus tenha misericordia de nos.

    responder este comentáriodenunciar abuso

Deixe um comentário: