1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Casarão do Chá

Nilton Fukuda

terça-feira 15/06/10

Encravado no bairro de Cocuera, bairro rural de Mogi das Cruzes, na região do Alto Tietê, em São Paulo, o Casarão do Chá é uma importante herança da arquitetura japonesa no Brasil. Com a estrutura toda feita de madeira, o prédio foi todo construído pelo mestre-carpinteiro japonês Kazuo Hanaoka, em 1942. O Casarão tem esse nome, pois lá, inicialmente, funcionou uma fábrica de chá. O prédio foi tombado pelo Patrimônio Histórico e Turístico Estadual – Condephaat – em 1982 e pelo Iphan em 1986. Mesmo reconhecido o valor arquitetõnico, o Casarão sofreu com o abandono de décadas. Atualmente, a construção está na fase de restauro. Para os que olham a estrutura atual, de início tomam um susto, pois há um telhado de zinco cobrindo todo o prédio. Contudo, para os especialistas, o importante é recuperar primordialmente a estrutura do Casarão, caracterizada pela utilização de madeiras encaixadas uma a outra. E é esta técnica utilizada no Casarão que o torna tão peculiar. A previsão é que o Casarão volte a ser o que era no próximo ano. Leia a matéria: ‘Casarão do Chá no Brasil, um haicai arquitetônico’

Casarão do Chá. Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Casarão do Chá. Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Casarão do chá na década de 1980. Foto: Akinori Nakatani

Casarão do chá na década de 1980. Foto: Akinori Nakatani

Vista frontal do Casarão do Chá, em Mogi das Cruzes. Foto: Foto: Hugo Segawa

Vista frontal do Casarão do Chá, em Mogi das Cruzes. Foto: Foto: Hugo Segawa

Foto antiga do Casarão do Chá em Mogi das Cruzes. Foto: Hugo Segawa

Foto antiga do Casarão do Chá em Mogi das Cruzes. Foto: Hugo Segawa

Equipamentos utilizados para a fabricação de chá. Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Equipamentos utilizados para a fabricação de chá. Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Equipamentos utilizados para a fabricação de chá. Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Mogi das Cruzes, 29/05/2010. Foto: Nilton Fukuda/AE

Foto: Acervo Associação Casarão do Chá

Foto em preto e branco pertencente ao arquivo da Associação Casarão do Chá

comentário(s)
Denunciar

Denúncia comentário feito por

Você pode digitar 600 caracteres.

Denuncie

comentário(s)
faca seu login no estadão

Entrar Esqueci minha senha

ou use o cadastro de outras contas:

Ainda não tem cadastro? Faça Agora!

Quero me cadastrar

Aviso:Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

comentário

Responder

Você pode digitar 600 caracteres.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.