1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

RICARDO BRANDT, 35 anos, é jornalista e tirou um sabático das redações de jornal em agosto de 2011, quando Beatriz e Helena nasceram, para cuidar das pequenas e trabalhar em casa. Junto com a Taís, que manteve o emprego fixo, vai contar como é criar dois bebês de uma vez e gerenciar a casa, enquanto mamãe vai para o trabalho
sábado 22/03/14

O mundo fantástico de García Márquez das gêmeas

Gêmeas refletidas

No universo particular e fantástico que as gêmeas criam e recriam todos os dias, ora elas são irmãs, ora o papai e a mamãe, ora outro nenê qualquer ou um personagem das tantas histórias que habitam nossa casa. A Beatriz e a Helena têm 2 anos e meio, muito pouco juízo e uma imaginação sem

Ler post
terça-feira 18/02/14

Do acalanto na barriga à baleia indecifrável das gêmeas

Bia e Helena em poços

As gêmeas ouvem o papai cantar para elas desde a barriga da mamãe. Antes disso, eu só cantava para mim, no recanto da minha solidão, distração da alma, para extravasar uma alegria qualquer e também para lamentar a dor. Quase sempre escondido, castigando apenas os próprios ouvidos. Com a Beatriz e a Helena vieram o

Ler post
quarta-feira 12/02/14

Adaptações, readaptações e o santo sono da escola

Volta às aulas

Eram 20h30 da segunda-feira, primeiro dia da volta às aulas, quando as gêmeas capotaram deliciosamente no sofá depois do tetê – nem morfeu acompanhou. A Beatriz e a Helena voltaram para a escola. Foi a primeira férias de verão das aulas com direito a praia, montanha e muita folia em casa. Tem gente que diz que

Ler post
sábado 08/02/14

A birra da mesa ao lado é uma gelada

Beijo no restaurante

Você está no restaurante e na mesa ao lado uma criança dispara a berrar descontrolada, chora e os pais, em vão, tentam acalmá-la. Se isso já te aconteceu e na hora formulou críticas silenciosas à incapacidade dos dois, da mesa ali ao lado, lembre-se que um dia você pode estar na mesma situação. Não tenha dúvidas

Ler post
segunda-feira 03/02/14

Calor de rachar mamona e os frescos finais de tarde

Bia e Helena na piscina

Tem feito um calor de rachar mamona. Quando decidi largar a vida corrida em São Paulo para trabalhar em casa e acompanhar o crescimento das gêmeas, a casa ainda não existia. Era apenas parte dos planos. Nos sonhos, ela vinha com churrasqueira, quintal com jardim, muita folia e a piscina. As gêmeas nasceram e a

Ler post
segunda-feira 27/01/14

Papai noel e o fim das chupetas – Parte 3

Bia e Helena brincam na viela

Os primeiros dias depois que tiramos as chupetas das gêmeas no natal foram os mais complicados. É um terreno insólito. Tem a chateação de contornar com paciência e calma (quase intangíveis nesses momentos) os ataques histéricos de choro nas síndromes imaginárias de abstinência das pirralhas. Tem a tentação de querer fazer aquilo que a criança

Ler post