12:18


15 de Abril de 2010

 

Patrocinado por




Dinâmica própria

José Paulo Kupfer

Dinâmica própria

Economia frouxa

Celso Ming

Economia frouxa

A armadilha da TJLP

Fernando Dantas

A armadilha da TJLP

No azul
Filtro
Tamanho de texto: A A A A

Rendimento da nova poupança foi menor que a inflação em 2013

10 de janeiro de 2014 | 12h49

Yolanda Fordelone

A caderneta de poupança, investimento mais popular no Brasil, se destacou entre as aplicações em 2013: a caderneta antiga perdeu apenas para o dólar, que rendeu 15,5%; a nova, perdeu para o dólar e para algumas aplicações voltadas a grandes investidores, como CDB acima de R$ 100 mil. Quando o rendimento é comparado com a inflação, porém, a notícia é não é boa para aqueles que possuem a nova poupança, cujo retorno é atrelado à Selic. O rendimento da nova caderneta ficou em 5,67%, contra o IPCA de 5,91%.

Quando a taxa básica de juros fica abaixo de 8,5% ao ano, existem duas regras para a caderneta de poupança. Os depósitos feitos antes de 4 de maio de 2012 rendem conforme a regra antiga (0,5% ao mês mais variação da Taxa Referencial). Quem abriu conta ou fez depósitos após esta data cai na nova regra: se o juro está igual ou menor que 8,5%, a poupança rende 70% da Selic mais TR.

Até maio de 2013, a Selic estava abaixo de 8,5% e, portanto, estavam valendo as duas regras. Por conta do baixo patamar do juro, a nova caderneta teve o rendimento achatado. Conforme o juro subiu e todas as cadernetas passaram a render 0,5% mais TR, o rendimento das novas poupanças aumentou, mas não o suficiente para ganhar da inflação.

Veja também:

10 perguntas sobre o rendimento da caderneta

Aplicações que rendem menos que a inflação geram perda real para o investidor, uma vez que o retorno não compensa a alta de preços que o consumidor tem de arcar. Veja abaixo o rendimento das principais aplicações:

Ainda que tenha perdido da inflação, a arrecadação da poupança foi recorde em 2013. Alguns motivos, como simplicidade do investimento e liquidez, explicam a alta procura.

Além da poupança, os fundos de renda fixa e DI (para pequenos investidores) também perderam para a inflação. A Bovespa, além de perder, teve queda no ano.

Tópicos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Blogs do Estadão


Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo