12:18


15 de Abril de 2010

 

Patrocinado por




Marina Gazzoni
Filtro
Tamanho de texto: A A A A

Azul estuda voos para o exterior

29 de janeiro de 2014 | 23h03

Marina Gazzoni

A companhia aérea Azul está se preparando para operar voos internacionais e comprar aviões maiores, apurou o Estado com fontes próximas à empresa. A companhia confirma que mantém estudos para promover uma expansão internacional, mas diz que ainda não há decisões tomadas sobre o projeto.

“Sim, existe a intenção de fazer voo internacional. Essa é nossa visão de longo prazo e não nego que estamos fazendo esse e outros estudos”, disse o diretor de comunicação da Azul, Gianfranco Beting. “Uma companhia que já tem 18% do mercado, 10 mil tripulantes e 140 aviões tem de pensar nos próximos passos. O voo internacional é um próximo passo.” Ele não informou, no entanto, quando a empresa entrará no mercado internacional e quais os destinos prioritários.

O projeto de lançar voos internacionais começou a ganhar força dentro da Azul no início de 2012, mas ficou na gaveta após o anúncio da fusão com a Trip, em maio daquele ano, apurou o Estado com fontes próximas à empresa. Naquela época, a intenção da Azul era começar as rotas internacionais com voos para a América do Sul.

A partir de meados de 2012, a integração com a Trip virou prioridade e a companhia tratou de ajustar malha, frota e equipe para aproveitar as sinergias. No último dia 10, a Azul conseguiu a aprovação que faltava para concluir a incorporação da Trip – a empresa fechou um acordo com o sindicato dos pilotos e comissários e poderá integrar a tripulação.

Após a fusão da Trip, a Azul passou a servir 105 destinos no Brasil, mais do que o dobro das líderes TAM e Gol. A empresa entende que já está perto do limite para a expansão do número de destinos no País. “Nas condições atuais, não há muito mais cidades que podem ser servidas (pela Azul). Então, é claro que a gente está de olho em outras oportunidades de crescimento”, disse Beting.

Com a conclusão da fusão da Trip, o projeto de lançar voos internacionais ganhou novo fôlego e foi revisado. A prioridade da Azul agora é lançar voos para os Estados Unidos, disseram ao Estado quatro fontes do setor. Uma das possibilidades em estudo é levar os passageiros para Nova York e Fort Lauderdale, na Flórida.

Além de serem destinos requisitados pelos brasileiros, os aeroportos são bases operacionais da Jetblue, companhia fundada por David Neeleman em 1998 – o empresário criou a Azul em dezembro de 2008 e é o atual CEO da empresa. “A parceria dá capilaridade para a Azul distribuir passageiros nos EUA. Neeleman conhece as oportunidades do mercado americano e certamente terá facilidade para negociar um acordo comercial entre as empresas e aprovações com as autoridades do País”, disse uma fonte próxima à Azul.

Aeronave. A entrada da Azul no mercado internacional deve obrigar a companhia a mudar a sua frota. Hoje a empresa voa com jatos da Embraer e turboélices da fabricante francesa ATR, modelos que não têm autonomia para fazer voos de longa distância. A compra de aviões maiores, no entanto, seria uma mudança estratégica para a empresa.

A empresa já mantém conversas com as fabricantes Boeing e Airbus sobre a compra de aviões para voos de longa distância. O modelo A330 é um dos mais cotados para o projeto, apurou o Estado.

O diretor de comunicação da Azul confirma que a empresa conversa com fabricantes de aeronaves, mas diz que “pesquisar aviões maiores e menores faz parte dos estudos que a companhia faz desde que nasceu”.

Segundo Beting, a decisão de comprar aviões maiores não está tomada e depende de uma capitalização da Azul. Uma aeronave de grande porte, como um Airbus ou Boeing com 200 a 300 assentos, custa cerca de US$ 300 milhões. “Para fazer encomenda dessas, a empresa tem de estar capitalizada”, diz.

A Azul está tentando se capitalizar por meio de uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). A companhia já pediu o registro de empresa aberta à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e aguarda o aval do órgão. A oferta é estimada pelo mercado em cerca de R$ 1 bilhão. Além do aval da CVM, a abertura de capital da Azul depende das condições da economia. “A empresa só fará o IPO quando e se acreditar que haverá uma oferta de sucesso”, ressalta Beting.

Tópicos relacionados

9 Comentários Comente também
  1. Enviado por: josé carlos

    Antes de pensar em vôos internacionais, a Azul deveria cuidar melhor de seus passageiros no país. Resido em Araçatuba,SP, e os cancelamentos de vôos saindo de SP e o desrespeito com os usuários, mais que um abuso, é sinal de desprezo para conosco.

  2. Enviado por: Helder Pinto

    Não daria para vir para Dallas ou Houston também? Kkkkkk.
    Os 767 da Continental são os Itapemirim do ar e a America Air lines não anda muito confiável para mim. E o único modelo bom que eles tem, 777, só faz um trecho, a ida. A volta tem que ser na cangalha velha do 767.
    Aguenta 10.5 horas nisso…

  3. Enviado por: Edenilson

    Não sei não, mas se vier para concorrer e abaixar os preços, seja benvinda. Mas, para viajar de avião para São José do Rio Preto, tem que ir até Campinas e depois de ônibus até São Paulo. É melhor ir de carro, porque o preço é de voo para o nordeste.

  4. Enviado por: Andre

    Será o começo do fim para TAM e Gol?
    Porque não tenho do que reclamar dos serviços da Azul,
    que é atualmente a melhor companhia aérea do Brasil.
    A TAM é chilena e a GOL só pensa no retorno aos investidores.
    A expansão da AZUL é natural e tende a se tornar
    uma companhia aérea verdadeiramente brasileira.
    Imaginem só a AZUL voando para os Estados Unidos e integrando
    a malha com a JetBlue? Não vai ter pra ninguém!

  5. Enviado por: ANdre

    A Azul fala bonito e faz d eoutra forma. FIxou vôos na Copa em até 999. Mas vende hoje passagens VCP MACEIo por 1256….compra antecipada 60 dias….
    http://www.decolar.com/shop/flights/results/roundtrip/VCP/MCZ/2014-03-20/2014-03-27/2/C-C-C/0

  6. Enviado por: Eduardo Bonfante

    Voei diversas vezes pela Azul no ano passado, indo a destinos tão diferentes quanto Brasília e Joinville. Fiquei sabendo ontem que a Azul volta a operar do Aeroporto da Zona da Mata em Minas. Achei o atendimento de primeira e os aviões os melhores em uso no Brasil. O jato da Embraer então é ótimo.Pessoal educado e bem treinado. Sou fã mesmo. Espero que ela cresça e muito. Detesto a Gol e a arrogante TAM. Se achavam donas do mercado e estão apanhando feio. Meus parabéns ao pessoal da Azul e votos de muito sucesso.

  7. Enviado por: Fábio Lúcio Meira

    Os vôos cancelados ou atrasados da Azul, que eu percebo em Marília são pela falta de capacidade do Aeroporto. E creio que Araçatuba, Prudente e outras cidades não devam ser diferentes. Se estiver tempo fechado, chovendo, qq coisa do tipo, não desce, não sobe. A culpa não é da empresa mas das limitações do Aeroporto.
    Aviões muito mais confortáveis que os da Gol e da Tam que voam no Brasil. Nunca atrasou para mim.
    Falta a Embraer lançar um avião comercial para longo trecho. Esse jato da Embraer que a Azul usa dá de 10×0 nos Boeings da Gol…

  8. Enviado por: Mari

    Os melhores comissarios,atendimento excelente.Espero que venha, os internacionais.A azul e todos merecem!Ja esta na hora.

  9. Enviado por: joao marcos viana

    Azul internacional??? Parabéns viu eu voei pra Goiânia,Campinas,Cascavel Pr amei a azul que venha agora para ser internacional parabéns a azul e toma Tam e Gol uma merdas de aviação….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Blogs do Estadão


Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo