ir para o conteúdo
 • 

Marcos Guterman

14.março.2010 00:28:30

Profissões que a tecnologia matou

Meninos arrumam pinos em boliche de Nova Jersey em 1909 - Foto: Lewis W. Hine, Library of Congress

O National Public Radio, dos EUA, mostra em seu site interessante apanhado sobre as profissões que deixaram de existir no país graças aos avanços tecnológicos do século 20. Há algumas óbvias, como leiteiro e linotipista, mas há também profissões inusitadas, como leitor de notícias para operários fabricantes de charutos e arrumador de pinos de boliche – atividade que, aliás, era exercida basicamente por crianças, que varavam madrugadas trabalhando.

Na foto, meninos arrumam pinos em boliche de Nova Jersey em 1909.

Foto: Lewis W. Hine, Library of Congress

comentários (3) | comente

  • A + A -
3 Comentários Comente também
  • 14/03/2010 - 04:59
    Enviado por: Glúon

    _____________________

    Conversa de eleitores
    _____________________

    - E se a Dilma ganhar as eleições?
    - Será que ela vai extinguir alguma profissão?
    - Bem, existe uma que ela já deseja eliminar antes mesmo de ser eleita.
    - E qual é?
    - Vice-presidente, né?

    ______________________________________________________________

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/03/2010 - 15:31
    Enviado por: João Só

    A próxima da lista é de trabalhador da indústria fonográfica.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/03/2010 - 21:45
    Enviado por: Fabio Unique

    A automação e a informática não conseguiram acabar com a seguinte profissão antiquérrima:

    Secretária.

    Não é nada disso que voce está pensando, é que elas continuam indispensáveis. Então tá.

    responder este comentário denunciar abuso

Deixe um comentário:

  • Quem Faz

    Quem Faz

    Marcos Guterman

    Marcos Guterman é jornalista profissional desde 1989. Trabalhou por 15 anos na Folha e desde 2006 está no Estadão, onde edita a Primeira Página. É historiador, com graduação e mestrado pela PUC-SP. Atualmente faz doutorado em História na USP, tendo o nazismo como tema de pesquisa. É autor do livro "O Futebol Explica o Brasil". Sua pátria é o Santos Futebol Clube.
    Contato: marcos.guterman@grupoestado.com.br

Arquivo

Seções

Diversão pura

Jornalismo

Meus blogs favoritos

Blogs do Estadão