ir para o conteúdo
 • 

Marcos Guterman

06.outubro.2010 10:11:24

Brasil, um leão banguela

 

O general Sarmento em Gaza, em 1965

 

A Folha desta quarta-feira informa que o Brasil está negociando sua participação no comando da Unifil, a tropa da ONU estacionada no sul do Líbano. Seria, segundo a reportagem, parte da “estratégia do governo Lula de tornar o país um ator relevante na conturbada região”.

Como membro-fundador da ONU, o Brasil tem importante participação nas missões de paz desde 1956, quando integrou as forças enviadas para supervisionar o fim da crise do canal de Suez e garantir o armistício entre Israel e Egito. Após essa experiência, porém, os soldados brasileiros não estiveram em fronts considerados tão estratégicos. Isso não significa que o papel do Brasil tenha sido menos substancial; traduz somente o peso do país e sua capacidade militar, mais adequada a missões na África e no Caribe do que no Oriente Médio.

O governo Lula, porém, parece ansioso para usar politicamente a “volta” do Brasil ao Oriente Médio. A julgar pela reportagem da Folha, que ouviu diplomatas brasileiros, a ideia é mostrar que o país, em seu atual momento de “potência emergente”, tem a pretensão de “ajudar na resolução do conflito Israel-Palestina” e de obter o “reconhecimento de maior estatura internacional”.

O pleito lulista, porém, não para em pé. Em primeiro lugar, o envio de soldados brasileiros ao Oriente Médio, em si, não significa uma demonstração da força nacional. A Unifil é integrada por potências como França e China, mas também por países pobres como Bangladesh e Guatemala. Em segundo lugar, estar “no comando” da Unifil também não é garantia de relevância suficiente para “entrar no jogo” do Oriente Médio, como quer o Itamaraty sob Lula. Um exemplo disso é a própria missão da ONU após a crise de Suez, que teve o general brasileiro Syseno Sarmento como comandante entre 1965 e 1966. Esse fato não conferiu ao Brasil peso maior ou menor na resolução dos conflitos do Oriente Médio – simplesmente porque isso não tem real importância.

A real importância está na capacidade do país de oferecer substância militar às suas palavras diplomáticas. Não existe negociação sem ter como transformar eventuais ameaças em uso concreto da força, que é um elemento legítimo para dissuadir atores recalcitrantes. Nesse aspecto, o Brasil sob Lula se esforça para rugir como um leão, mas é um leão banguela: como diz a reportagem da Folha, a ONU pediu que o Brasil enviasse pelo menos um navio para a frota que atua no Líbano, “mas o Ministério da Defesa reluta, alegando que isso prejudicaria a depauperada estrutura da Marinha”.

Desse modo, o atual governo brasileiro, a exemplo do que ocorreu no teatral “acordo” nuclear com o Irã, parece permitir mais uma vez que suas ambições desmedidas de afirmação histórica atropelem o bom senso e insultem a inteligência alheia.

comentários (78) | comente

  • A + A -
78 Comentários Comente também
  • 06/10/2010 - 11:03
    Enviado por: Fabio de Israel

    Seria um absurdo a mais do Brasil.O Brasil pelo historico de seus governantes
    menos o FHC,foram todos pro arabe,sempre.Portanto mais um enchendo o saco
    por la,nao.Que fiquem la no Haiti ou em Angola,etc.. La ta bom,nao vem nao.
    Ninguem precisa deles por aqui.Obrigado hein??????

    responder este comentário denunciar abuso

    • 08/10/2010 - 18:49
      Enviado por: Ulisses

      Fabio, o Brasil não pretende ajudar você! o Oriente Medio tem muitas coisas para se preocupar, não é o Brasil que pisa em cabeça de crianças inocentes fica tranquilo.
      Facil falar do FHC, claro ele foi o unico que assinou um monte de besteira dos EUA, que apenas limitam o nosso País em tecnologia, por enquanto.
      Afinal Israel e EUA é farinha do mesmo saco.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/10/2010 - 11:03
    Enviado por: Fabio Unique

    Não vejo nada de errado em enviar marinheiros para o Libano; aqui no Brasil eles não tem força de vontade nem para multar um Jet-Ski.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 08/10/2010 - 14:17
      Enviado por: sue

      se ai no brasil a marinha nao tem caoacidade de lidar nem com jet sky o que eles poderiam fazer por aqui? a fronteira libano/israel nao e um mar com jet sky sao bombas misseis nao e brincadeira quem sabe a marinha brasileira poderia cuidar melhor da saida da madeira retirada da floresta amazonica ?

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/10/2010 - 11:43
    Enviado por: MELANIA

    Incrível como ele não enxerga que os problemas brasileiros são prioritários.
    Abaixando os impostos, por exemplo, o cidadão teria mais condições de abrir suas micro, pequenas e médias empresas, dando assim mais emprego para nossa gente.
    Ao contrário disso, a ganância por maior dinheiro, leva estas empresas a um estado calamitoso, sem condições de sobrevivência…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/10/2010 - 11:58
    Enviado por: Deco

    Esforços como estes são totalmente desnecessários. Cada qual com seu problema.
    A verdadeira Missão de Paz deve ser direcionada as áreas de fronteria do NOSSO território, onde famílias são atacadas e dizimadas pelo narcotráfico.

    Acorda Brasil

    Abç

    responder este comentário denunciar abuso

    • 08/10/2010 - 14:20
      Enviado por: sue

      e isso mesmo Deco de pleno acordo que primeiro defendam os cidadoes que vivem ai depois que o lula se meta nos problemas alheios

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/10/2010 - 18:30
      Enviado por: Ulisses

      Sue, não confunda Brasil com EUA, não somos intervencionistas! O Brasil está no Haiti a um bom tempo, antes do terremoto, e faz um bom papel, não resolve a situação do País mas ajuda entende? Alias muitos paises prometeram ajudar o Haiti, mas até hoje está nas promessas.
      Pensando do ponto estratégico, eu apoio, acho que os nosso militares podem aprender e muito com esta missão, não vejo nada demais.
      Problemas de impostos, madeira na amazonia, tiririca devem ser tratados em outro tópico! esse tópico é sobre participação do brasil em outros paises!!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 11/10/2010 - 16:48
      Enviado por: Rodolfo

      Concordo plenamente!!!

      Por que o Lula não mande estes soldados para as nossas fronteiras…

      Resposta: O Lula quer um cargo na ONU

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/10/2010 - 13:02
    Enviado por: Glúon

    .
    ___________________
    .
    Espécies em extinção
    .
    ___________________
    .
    Arara-azul
    Ariranha
    Onça-pintada
    Jaguatirica
    Cervo-do-pantanal
    Mico-leão banguela
    .
    _________________
    .

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/10/2010 - 13:37
    Enviado por: Ezequiel-SP

    Onde vai terminar essa megalomania ?

    Manda prá lá o Minas Gerais. Desaposenta, já que tudo isso é hilário.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/10/2010 - 14:43
    Enviado por: Mario Venditi

    Eu como simples cidadão brasileiro, enxergo que Lula está realmente com o mal da megalomania, como Chavez e Fidel. Temos potencial e seremos uma grande potencia, mas isto tem seu tempo e sua própria dinamica. Nossas forças armadas vem sendo sucateada nos últimos 20 anos de forma vergonhosa. Não conseguimos sequer controlar nossas fronteiras. E o que se enxerga é uma politica internacional insana. Ter condições e ir para ajudar é um papel nobre, enquanto ir para participar visando interesses escusos é ir contra os interesses da nação. Chega a ser doentia a fixação Lulista por criar a imagem de um país importante, soberano e influente. Que tal primeiramente ajudar o Rio de Janeiro e grandes centros em seus problemas de violencia e drogas nos morros e favelas, depois convencer nossos vizinhos a não mais alimentar o contrabando e envio de drogas e por último, controlar as fronteiras de forma mais efetiva. Para isto necessitariam de investimento singificativo nas forças armadas e o que se ve é justamente o oposto. Conseguiremos mandar um barco a remo e alguns soldados uniformizados com estilingues….e ainda vão nos fazer falta. Ser reconhecido internacionalmente se inicia com o respeito ao governo e suas instituições. Infelizmente para a Europa e Americas, somos motivo de chacota….

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/10/2010 - 14:59
    Enviado por: João Só

    É por isso que temos que construir bombas atômicas. O mais rápido possível.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/10/2010 - 15:50
      Enviado por: Mario Venditi

      João, vc matou a charada….. por isto Lula estava namorando o Irã…. troca de tecnologia. Mas quanto a ser rápido, depende das licitações e taxas de sucesso do gabinete da casa civil (ou parentes e amigos). hahhahah

      responder este comentário denunciar abuso
    • 06/10/2010 - 17:03
      Enviado por: João Só

      O Brasil tem tecnologia e, ao contrário do Irá, imensas reservas de urânio. Como se diz aqui na minha terra, bastam dois palitos.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 06/10/2010 - 17:10
      Enviado por: drmfav

      Mario.
      O Brasil já tem tecnologia para fazer a bomba atômica há mais de uma década. Ele não precisa namorar com o Irã para isso.
      MAis de 30 anos de sucateamento das Forças Armadas…
      Temos muitas prioridades nacionais para as FA. Não precisamos e não podemos ir para o OM.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 06/10/2010 - 20:45
      Enviado por: Mario Venditi

      João e drmfav, foi em tom de brincadeira, desculpem-se se parecí ignorante quanto a nossos cientistas e enriquecimento do uranio com tecnologia nacional.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 06/10/2010 - 21:47
      Enviado por: Fabio Unique

      BOMBAS ATOMICAS

      India: KABRUUUUUUM
      Russia: BROOOOONG
      China: PUUM-BA
      Brasil: ….. …. ….. ….. ….. *plaft*

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/10/2010 - 11:53
      Enviado por: Giba

      Quem precisa de uma bomba para ser respeitado, já falhou na saída.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/10/2010 - 13:01
      Enviado por: Dr. Massaranduba

      Nao conseguimos nem lanca rum foguetinho d emerda.
      Voce acha mesmo que construiriamos uma bomba?
      hehehehe

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/10/2010 - 15:15
      Enviado por: Elpho

      Bomba atômica!!? Para que?? Assim que querem paz universal???
      Quando vamos enxergar que esse militarismo, nacionalismo ou sei lá o que não nos leva a lugar algum!!? Eles mandam contruir a bomba atômica, mandam meia dúzia de babacas pilotarem seus superhipermega-jatos enferujados acabarem com as vidas de pessoas. Para que? Para sermos reconhecidos mundialmente!!?? Já ouviram falar em Hiroshima e Nagasaki!?? Já imaginaram quantas pessoas morreram naquele atentado!!? Faça-me o favor!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/10/2010 - 17:55
      Enviado por: João Só

      Comparado a um porta-aviões, o custo-benefício de uma bomba atômica é infinitamente superior.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/10/2010 - 18:24
      Enviado por: Fabio Unique

      João Só, e voce vai entregar a Bomba Atomica como, de apé? Oh really? That’s what I thought. Assim o maior custo-benefício é voce se injetar com Ebola e pegar um avião. So long, sucker.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/10/2010 - 09:01
      Enviado por: João Só

      Uau! Quanta agressividade! Esse rapaz é tucano?

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/10/2010 - 18:58
      Enviado por: Ulisses

      Elpho, gostaria que o mundo fosse liberto de bombas, mas a questão é que os EUA, Russia etc, não desativam suas bombas então não podemos ficar na mão desses Países por isso que os EUA não invade a Coreia do Norte, ameaçou falou e falou, mas não fez nada, claro sabe que ali o bicho pega.
      EUA, Europa, sempre vai sofrer ameaças de terroristas, não respeitam ninguem, a ONU e OTAN só serve para soltar bomba na cabeça dos inocentes em casamento, ou matar jornalistas como se fosse video game.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 09/10/2010 - 07:44
      Enviado por: Fabio Unique

      Uma ameaça atomica da coreia do norte só tem vantagem estratégica frente a coreia do sul, podem entregar a bomba até a cavalo. Fora isso não é uma linha de defesa crível.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 09/10/2010 - 09:58
      Enviado por: sue

      mas parte do material a ser utilizado foi vendido ao Ira e …………

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/10/2010 - 18:21
    Enviado por: Ezequiel-SP

    É melhor o Brasil esquecer essa idéia de bomba atômica, se é que existe.

    Vocês se lembram muito bem quando o Brasil se meteu a besta lá na base de Alcântara.
    Quantos morreram ?
    Onde estava a tecnologia ?
    A oposição nem se lembra disso…..

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/10/2010 - 12:37
      Enviado por: Zero

      Os franceses que estavam lá, interessados em Kourou, estes se lembram muito bem do trabalho de sabotagem feito previamente.
      Os quilombolás do marranhon falam porrtuguêis tão bonittchinho.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/10/2010 - 20:18
    Enviado por: Sorales

    Guterman

    Nenhum país mais que os EUA tem diplomacia contraditória (talvez pragmática) nas questões cruciais da política mundial, como é o Oriente Médio. Protegem ditaduras sanguinárias, com quem se aliam e atacam (às vezes literalmente) as que lhes desagradam, que fogem de sua órbita. A diplomacia brasileira de hoje busca engajamento nos debates de primeira grandeza nas questões internacionais. Começando pelo OM, é claro. Apesar das críticas de alguns Estados, a grande maioria dos países apoiam a política de Amorim, pragmática ou não. Há sim uma tendência clara de o eixo da economia mundial se deslocar para o Oriente. Nada mais natural que o Brasil, autosuficiente em petróleo, buscar aliados no OM. O Irã já é uma grande conquista, assim como a Turquia e os palestinos. Mesmo que, ainda iniciando nesse processo o Brasil já dá passos como nação desenvolvida e potência econômica. Aliás, isto quem reconhece são os especialistas no assunto, principalmente da Europa. Com o engajamento automático às ações dos EUA no OM, no passado o Brasil foi mero coadjuvante; mas hoje já ganha um certa independência e respeito no plano diplomático como nunca antes aconteceu. Já é alguma coisa para quem nada fazia no passado.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 12/10/2010 - 22:30
      Enviado por: Amigo

      “Apesar das críticas de alguns Estados, a grande maioria dos países apoiam a política de Amorim”

      Quais países apoiam a política de Amorim? Colega, gostaria que vc postasse a fonte dessa informação, obrigado

      abraços

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/10/2010 - 22:25
    Enviado por: Lamarca

    Olá Gutty!

    A caterva sionista está babando.
    Como o Lula ousa meter o bedelho no Oriente Médio, quintal dos judeus.
    Meu caro sionista, vocês terão que engolir o Brasil, quinta potência econômica mundial. É bom irem se acostumando.

    O Brasil tem moral para atuar legitimamente na busca da paz no Oriente Médio.
    Ao contrário dos EUA qué cúmplice dos assassinatos praticados pelos judeus contra as crianças palestinas.

    Gutty, suma do Brasil!!!!
    Você não é brasileiro! Você é um sionista que adora difamar o Brasil.
    Ciao bello!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/10/2010 - 23:40
      Enviado por: CapEnt

      A nossa esquerda em sua glória… a culpa do nosso exército estar caindo os pedaços agora é dos “sionistas”, nada tem haver com 30 anos de negligencia do nosso próprio povo.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/10/2010 - 08:35
      Enviado por: Fabio Unique

      És la “Dignidad”, Quaquaraquaquaquaquaquaqua

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/10/2010 - 08:58
      Enviado por: Catarina

      Brasil, ame ou deixe. Aprendeu a liçao com quem Lamarca?
      Deve ser + um exilado da ditadura que agora quer repetir a dose com quem ousa pensar a burrice do governo brasileiro na diplomacia brasileira.
      Claro que o Brasil tem todas as qualidades para exercer o seu papel de grande (no tamanho) e lhe falta exatamente todas as outras grandes competências que seria a de nâo ter uma naçâo miserável, que se contenta com bolsa família (100 reais) e acha que está com tudo.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/10/2010 - 16:48
      Enviado por: Jorge

      Só o seu apelido já diz tudo seucomunista… vai morar lácom o FIDEL ou com oteu amigão CHaves. Vai logo.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 09/10/2010 - 10:07
      Enviado por: sue

      o brasil e a potencia para o turismo desde que desarme os bandidos 2014 ta chegando e a coisa esta feia nos jornais internacionais
      o exercito brasileiro nao tem cacife para estar numa fronteira como libano/israel
      e pelo discurso feito pelo lula em portugues quase que impossivel de ser legivel para o pobre tradutor e para brasileiros fora do brasil
      sionista ou nao ele ou qq pessoa judeu ou nao tem direito de dizer que esta pro israel que e um pais reconhecido pela onu

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/10/2010 - 08:13
    Enviado por: Olgha Linha

    Desde quando esse gajo é historiador ? Lula, igreja católica, Irã, Hugo Chavez, Lula, igreja católica …. De vez em quando, uma babaçao ao norte. Que coisa !

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/10/2010 - 08:58
    Enviado por: Ezequiel-SP

    Esse brasileiro que você se jacta de ser, eu estou fora.

    Não sou sionista, mas também não sou cego.

    Amplexos

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/10/2010 - 11:16
    Enviado por: Alexandre Uhoton

    Este governo só nos faz passar vergonha nos assuntos externos. Temos problemas sérios aqui. Antes de querer ficar se metendo no quintal dos outros coloque a casa que é de sua responsabilidade em ordem para depois querer ajudar os outros. ora essa…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/10/2010 - 12:33
    Enviado por: Chirac

    General alemão disse após a Segunda Guerra Mundial . ” Os cachorros (aliados) venceram os Leões (eixo) . Eram muitos os cachorros , Inglaterra, EUA , Russia ,India, Brasil , Austrália , França , ….. !) ” . O Brasil precisa aprender a ser um dos cachorros . Talves o BRIC sejam os cachorros que vão dominar o cenário mundial no século XXI . Pra que ser Leão , se podemos ser os cachorros vencedores !!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/10/2010 - 12:35
    Enviado por: Roberto

    O Brasil tem muito mais vocação para o comércio, no entanto, nosso governo só fez acordos irrelevantes nesta área. Agora, o Brasil é irrelevante militarmente, no entanto, nosso governo quer exibir seus músculos atrofiados nesta área.
    Está havendo uma inversão de valores, por parte de nosso governo míope.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/10/2010 - 13:39
    Enviado por: nilson quintao

    Leão banguela!!!!…bem do tipo deste Marcos Guterman..sionista recalcado!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/10/2010 - 16:42
    Enviado por: Jorge

    Não querer que o LULA atropele a inteligência alheia é pedir demais. Ele, um governante que tenta iludir-se que suas bravatas internacionais tenham peso no cenário internacional é demais. Não pode e não é levado a sério pela comunidade internacional. Veja o caso do Irã.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/10/2010 - 19:22
      Enviado por: nilson quintao

      Jorge…eu não sou petista como voce diz, só não aceito nego vir criticar o BRASIL de forma pejorativa….se voce achou ruim o problema é seu!!!! Eu nasci aqui..”o cara colocou o Brasil ao inves de “Pollitica do atual governo do Brasil” e este país não é feito de Lulas, Jorges, e Marcos Guterman… esta país é muito MAIOR que isto! e estamos conversados.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/10/2010 - 20:13
      Enviado por: Dr. Massaranduba

      Nunca antes na historia deste pais fomos tao palhacos do mundo!
      quanta vergonha!
      Mas o tiririca vai arrumar tudo.
      Alias, todos jornais internacionais falam no tiririca.
      Viva a america latrina!

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/10/2010 - 17:42
    Enviado por: Manoel Joaquim de oliveira pinto valverde

    Quem sabe uma dentadura novinha em folha neste velho leão, o faz rugir poderoso, mas com certo charme romântico???

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/10/2010 - 20:43
    Enviado por: Dr. Massaranduba

    Quem foi LaMarca?

    Um assassino frio.
    Matou o Tenente Alberto Mendes Júnior , que estava apenas cumprindo seu dever, friamente a coronhadas!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/10/2010 - 21:57
    Enviado por: perela

    socorro . peçam para enviar uma tropa de paz para o rio de janeiro.
    a população indefesa está sendo morta como formigas.
    se querem fazer bonito, porque não enviar tropas para a africa e tentam acabar com o genocidio contra os cristãos em darfur.
    na nigeria ,idem ,idem.
    afinal somos o pais com a segunda maior população de origem africana no mundo.
    viramos as costas para o genocidio no timor .
    esse interesse no oriente medio é meio suspeito

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/10/2010 - 22:03
    Enviado por: muca

    ao enviar tropas para uma zona conflagrada, corremos o risco de passar o vexame que ocorreu com o batalhão suez . quando nasser ordenou a retirada dos soldados da onu sairam todos correndo.
    não fora a valentia e a coragem do exercito de israel, estariamos vivendo algo como ocorre hoje em chipre ocupado pelos turcos ,no curdistão tambem ocupado pelos turcos em permanente politica de limpesa etnica.
    basta de hipocrisia e manipulação.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/10/2010 - 09:38
    Enviado por: DOIDO VEIO

    Depois dessa do Lamarca ja vi que nao sou um unico Doido por essas bandas. Mas temos que primeiro fazer as tarefinhas do kindgarden.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/10/2010 - 09:52
    Enviado por: JOSE GARDENAL SILVA

    Lamarca, o cao realmente e’ o melhor amigo do homem. Se vc nao acredita faca a experiencia. Coloca seu cachorro e sua esposa no porta mala do carro e fecha…..
    … depois de uma hora abra. Quem estara’ realmente feliz em ver vc?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/10/2010 - 19:02
    Enviado por: Ezequiel-SP

    “Recruta que morreu em treinamento foi socorrido em caminhão, e não em ambulância, diz Exército”

    Que tal essa notícia ??

    Esse é o nosso exército que quer virar auto-ajuda.

    Só que ele só auto se atrapalha…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/10/2010 - 20:18
    Enviado por: Telles

    Para esse assunto não cabe comentário e sim uma boa gargalhada.
    Nossas Forças Armadas estão mais para suacatas do que para forças bélicas devido aos “sábios” governantes que tivemos a partir de 1985 quando os civis assumiram o País.
    Que Deus nos livre de algum conflito com a Bolívia ou Belize. Estaríamos perdidos pois nem munição temos o suficiente para enfrentarmos um combate por duas horas. Teríamos que entregar as chaves do País aos invasores.
    O “Blefe de Caetés” não perde tempo e procura tirar proveito dessa situação oportuna para tentar “lucrar” na mídia internacional. Pobre diabo inconsequente e ridículo! Ele seria elogiado e admirado se tivesse equipado devidamente as nossas FFAA e lhe proporcionado a capacidade de reação a qualquer tipo de agressão externa. Como sua incompetência é proporcional à sua inteligência “fica tudo como antes no quartel de Abrantes”.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/10/2010 - 20:23
    Enviado por: Pantaleão

    Guterman, parece mesmo muito estranho esse desejo do Brasil participar da UNIFIL… Vão gastar mais uma fortuna para transportar e abastecer os soldados no Leste do Mediterrâneo, a troco de quê? Sai caro uma brincadeira dessas… Não é um passeio, nem a mesma coisa que mandar soldados ao Haiti ou a Santo Domingo. Mandar soldados nossos lá para serem explodidos por carros-bomba?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/10/2010 - 09:43
    Enviado por: sue

    Ulisses antes de mandar marinha what ever para a fronteira de Israel/Libano devriam primeiro fazer um bom exercito pois esta e uma fronteira muito complicada acho ate que seria muito legal ver o exercito brasileiro participar de atividades internacionais mas primeiro que facam um treinamento com execito americano israelense ingles pois aqui nao e facil e no haiti ate hoje tem medicos de primeira linha israelenses e que aeronaves israelenses transportam feridos graves para nossos hospitais fazem isso em silencio mandem sim soldados para a fronteira mas que passem um treinamento devido pois acredito sim que seriam uteis e ate mesmo o que israelenses fizeram na India um treinamento para o exercito indu
    so uma coisa que o proximo presidente saiba falar ao menos portugues pois o discurso do lula foi apavorante o meu portugues que estou morando fora mais de 10 anos esta bem melhor que o dele

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/10/2010 - 10:36
    Enviado por: solyom

    COMO POSSO ATIRQR PEDRA NO TELHADO DO VIZINHO SE O MEU É DE VIDRO?, NÃO CONSEGUIRAM APAZIGUAR O RIA DE JANEIRO, E TANTOS LUGARES NO BRASIL MORRE MAIS GENTE QUE NO ORIENTE MÉDIO, COM QUE MORAL VAMOS LÁ, O GOVERNO DO PT DESCOBRIU UMA NOVA FORMA DE DESVIAR DINHEIRO PÚBLICO PARA SEU CAIXA DOIS, COMPRA DE MATERIAL BÉLICO E UM DOS MEIOS, PORQUE COMPRAR AVIÕES DE CAÇAS FRANCES POR 18 BILHOES, SE OS SUÉCOS CUSTAM 8 BILHÕES?, PODE TER CERTEZA QUE UNS 5 BILHÕES SERÃO DIVIDIDOS ENTRE AS GENTES PETISTA, MAS TEM QUE JUSTIFICAR A COMPRA, MEUS AMIGOS, O BRASIL PRECISA É TRABALHAR AQUI DENTRO, QUANTAS EMPRESAS SENDO FECHADAS POR DIVIDAS COM O GOVERNO, E NOSSO PRESIDENTINHO DE MERDA PERDOANDO DIVIDAS DE OUTROS PAISES EM VEZ DE EXECUTAR A DIVIDA, SER BONZINHO COM O DINHEIRO DOS OUTROS É FACIL, POR FAVOR MINHA GENTE 8 ANOS PARA UM PARTIDO É SUFICIENTE, CASO CONTRÁRIO ISSO SOBE NA CABEÇA E SE ACHAR MONARCAS DO PAÍS, UM BOM FINALZÃO DE SEMANA PARA TODOS, E PARABENS AS CRIANÇAS PELO SEU DIA

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/10/2010 - 10:45
    Enviado por: solyom

    QUANDO DIGO RIA DE JANEIRO, É PARA RIR MESMO.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/10/2010 - 21:36
    Enviado por: Toinhomail

    Se bomba atômica não serve pra nada, dê umas duas aos palestinos e veja q dentro de no máximo três meses não teremos paz naquela região conflitante q vai chegar ao fim dos tempos sem resolver, rsrsrsrsrsr…. isto q é poder de negociação, kkkkk pq os israelenses negam em parar as construções de assentamentos passando por cima da ONU, e vários pedidos, pq sabem que nenhum se seu vizinhos não tem condições de impor nada… isto q é poder….
    todos com bomba ou todos sem bomba, isto q é justiça, nada de ninguém, nação se impor sobre outros… claro prefiro todos sem bomba…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/10/2010 - 10:26
    Enviado por: ROBERTO

    QDO O BRASIL TENTA UMA BOQUINHA NO CONSELHO DE SEGURANÇA DA ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS E É BARRADO PELAS GRANDES POTÊNCIAS,SERIA BOM FICAR QUIETO AQUI NO NOSSO EMISFÉRIO E SE PREOCUPAR COM UM LUGAR NO CONSELHO DE SEGURANÇA DO BRASIL E O POVO POBRE BRASILEIRO AGRADECE.ETA MANIA DE GRANDEZA.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/10/2010 - 13:14
    Enviado por: Aimar Baptista da Silva

    Seria muito melhor que o governo guarnecesse as nossas fronteiras com os soldados que pensa em “emprestar” à UNIFIL. Raciocinemos com nossas necessidades, nossas potencialidades e as ameaças externas que nos cercam, conduzidas por uma cada vez mais desmedida cobiça internacional. Penso que é chegada (ou está quase passando!) a hora de pensarmos e realizarmos Brasil. Aimar

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/10/2010 - 19:12
    Enviado por: karlos

    Com uma comunidade libanesa tão grande é normal que o Brasil possa participar numa missão de paz no Oriente Médio. Participar numa missão de paz não significa se tornar uma potencia mundial, significa participar numa das tarefas das Nações Unidas.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/10/2010 - 20:41
    Enviado por: Mauro Ribas

    …Pra que bomba atomica, misseis, etc……..um pratinho de vaso com uns mosquitinhos da dengue e pronto. Temos armas naturais pessoal. Temos ainda o “barbeiro”. Pensem.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/10/2010 - 13:19
    Enviado por: sue

    e tb nao e israel que pisa em kids meu caro se vc se informasse mais vc saberia que o hamas e um grupo terrorista e ele usa kids para que nao atirem nele ai ele na casa destas criancas com medo e o exercito israelense com 24 horas antes avisa em arabe que por saberem que tem terrosristas escondidos e tal rua ou tal bairro eles vao atirar mas o terrorista recebeu a educacao se ele pelo menos tentar matar 1 judeu ele vai para o paraiso depois de morrer e receber de maome 72 virgens ah so por curiosidade saiu num jornal internacional cnn ou sky nao lembro uns 3 meses atras a foto de homens feitos casando com meninas de 7,8 anos e elas vestidas de noiva e tudo e no casamento eles prometem nao toca-las ate mestruarem pela primeira vez primeiro sera que esperam mesmo? e se sim o que fazem com estas meninas ? e mesmo mestruacao e entre 12 13 anos ate 11 sao menores de idade e pedofilia ou nao ? isto acontece entre palestinos islamstas mulcumanos pesquise e descubriras coisas que vc nem pode imaginar claro isto quem quer saber para depois opinar

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/10/2010 - 01:23
    Enviado por: Menelli

    Os EEUU, Europa, Russia, todos sabem. Em trinta anos, máximo 50, qualquer gangue de morro terá Bomba Atômica, que desejar. A selva não será mais só de leões ou cachorros. Qualquer gato pode mandar na casa. Deixar de ter dono. O Brasil está correto. Dominar a tecnologia, pra qualquer eventualidade, mas reservar recursos pra coisas mais importantes, como educação. Falta muito por aqui, como se vê nos comentários. E, a propósito, quem ganhou a IIa. GG foi a URSS. O resto foi coajuvante e entraram pra não ficar de fora. Basta estudar um pouco de história militar do conflito e ver a paridade de forças.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/10/2010 - 06:29
    Enviado por: Raptor

    Pessoal, por favor vamos se infomar mais… Pelo amor de deus, vocês são jornalistas profissionais… A missão no Oriente Médio, nada tem haver com qualquer manipulação do atual governo, muito menos do Itamaraty na ONU… Se tivéssemos este poder, poderíamos dispensar o papel dos EUA na ONU… São ainda eles é que dão as cartas.

    O que se solicita, é que o Brasil substitua a Itália no comando da missão UNIFIL no Líbano… O Líbano não é o Haiti e muito menos o Afeganistão… Salvo engano, desde de 1982 no Líbano a Itália teve o número de 75 feridos e apenas 1 soldado morto.

    Quantos policiais morrem por dia no Brasil.

    Ou a mídia tradicional melhora a qualidade de informações, ou vai ser engolida pelas alternativas.

    Um abraço

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/10/2010 - 07:06
    Enviado por: Raptor

    Quanto ao acordo entre o Irã, o próprio Obama hoje reconhece, que a opção militar não é a melhor escolha… Lembrando que foi o mesmo que sugeriu, redigiu os termos e pediu a intermediação do Brasil…

    Quanto a conflitos assimétricos, os próprios israelenses vem treinar no Brasil, pois temos grupos no estado da arte neste assunto.

    A geração mais nova, não consegue entender esta coisa de se pensar ou em “direita” ou “esquerda”, ela está livre desta limitação de pensamento típico do sec.XX, reforçado pela propaganda da guerra fria.

    Oxalá!

    Ninguém mais aguenta mais esta abordagem de manada…

    Por favor, larguem estes preconceitos dialéticos e passem a pensar por si próprios, ao invés de simplesmente repetir memes a exaustão…

    A garotada (seus futuros leitores ou não) não aguenta mais a era Goebbels, ao se preocupar mais com a roupagem linguística e técnicas do que nas próprias idéias que apresentam (é ótimo para defesa de interesses econômicos e outros. Mas isto não é jornalismo e sim, propaganda)… São as idéias que fazem o estilo jornalístico e não o inverso no sec. XXI…

    A priori, não acreditem em ninguém, incluso este comentarista que vós escreve.

    Procure, se informe, cheque em várias fontes, reflita e tirem suas PRÓPRIAS conclusões… Garanto que vale a pena.

    Abs.

    Ps. O Símbolo nacional é a ONÇA e não o Leão. O último é de origem européia.

    Eita complexo de vira latas!

    Uma grande Rainha que adota o símbolo do leão, já falou algo sobre a dificuldade de melhorar a autoestima do povo, elemento fundamental para o desenvolvimento de qualquer país a player global. Agora entendo o porquê dela chamar os demais de “comuns”. Outros que não são tão elegantes e educados quanto esta genial senhora, preferem o termo “gado”…

    Não sei o que é pior, o complexo acima ou o de “troca espelhinhos” (paranóico com todos. Acham que vão ser roubados ou enganados pelos mais ricos e educados) normalmente associado aos memes marxistas/socialistas sul americanos…

    Para refletir:

    Admirável gado novo (Zé Ramalho)

    http://www.youtube.com/watch?v=gQ2sQk9q-30

    Recomendo a leitura, das obras de Noam Chomsky que já é um ótimo começo…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/10/2010 - 16:35
    Enviado por: Thomas

    O Brasil tenta mostrar seu valor militar desde a Primeira Guerra Mundial, enviando tropas que chegaram atrasadas ao conflito – um dia depois do armistício e acometidas de gripe espanhola.

    Insinuar que missões de paz na África e no Caribe são mais “fáceis” do que aquelas no Oriente Médio é subestimar a selvageria a que essas crises podem chegar. A UNAVEM, em Angola, durou quase dez anos e a MINUSTAH, no Haiti, teve até general brasileiro que se matou.

    O uso político de mais essa investida brasileira não difere em nada do que se tem visto nos últimos 80 anos.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/10/2010 - 17:01
    Enviado por: JULIANO

    Não sei porque o LULA quer dar palpites sobre outros paises se nós ja temos uma guerra declarada aqui no brasil onde inocentes morrem todos os dias morrem mais do que na guerra do iraque basta ver la no RIO e em SP

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/10/2010 - 18:28
    Enviado por: nilson quintao

    Pelo titulo, voce Guterman, escreve”BRASIL”..e não governo do Brasil, ou seja seu preconceito com o BRASIL..se confirma…aliás voce e Fabio de Israel, são os mais radicais entre blogs e noticias do OM. RESPEITE O BRASIL E O POVO BRASILEIRO…caso queira respeito!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/10/2010 - 20:50
    Enviado por: jean

    puxa é incrivel isso o nosso pais ñ consegue cuida da nossa propria fronteira onde qualquer um entra e leva daqui o que quiser, e ninguem faz nada pra isso mudar a deficiencia das policias federal e PRF , e querem mandar tropas para o libano pelo amor de Deus

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/10/2010 - 09:51
    Enviado por: Luiz

    A Dilma deveria Privatizar todas as Estatais e criar uma Fabrica De Armas e armar ate os dentes as forcas Armadas….

    DILMA toma de assalto logo as Forças Armadas!!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/10/2010 - 10:29
    Enviado por: Tetsuo Shimura

    Um país incompetente para garantir paz e tranquilidade à sua população, não deveria criar mais despesas com assuntos que não lhe dizem respeito.

    responder este comentário denunciar abuso

Deixe um comentário:

  • Quem Faz

    Quem Faz

    Marcos Guterman

    Marcos Guterman é jornalista profissional desde 1989. Trabalhou por 15 anos na Folha e desde 2006 está no Estadão, onde edita a Primeira Página. É historiador, com graduação e mestrado pela PUC-SP. Atualmente faz doutorado em História na USP, tendo o nazismo como tema de pesquisa. É autor do livro "O Futebol Explica o Brasil". Sua pátria é o Santos Futebol Clube.
    Contato: marcos.guterman@grupoestado.com.br

Arquivo

Seções

Diversão pura

Jornalismo

Meus blogs favoritos

Blogs do Estadão