1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

MARCELO DE MORAES participa da cobertura de política e economia em Brasília desde 1993. Atualmente é o diretor da sucursal de O Estado de S.Paulo na capital, tendo trabalhado em outros importantes veículos de comunicação do País, como O Globo, Veja, Jornal do Brasil, Valor Econômico, Correio Braziliense, entre outros.
sexta-feira 02/05/14

Se oposição vencer, PSDB e PSB farão aliança dentro do Congresso para sustentar novo governo

O PSDB do senador Aécio Neves (MG) e o PSB do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos já têm um projeto para organizar uma base de sustentação política reunindo os dois partidos dentro do Congresso caso um dos dois candidatos consiga impedir a reeleição da presidente Dilma Rousseff. A ideia é juntar a bancada eleita por

Ler post
quinta-feira 24/04/14

Senado vai recorrer ao plenário do Supremo contra CPI exclusiva da Petrobrás

Em nota oficial, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), acaba de anunciar que vai recorrer ao plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) contra a liminar concedida pela ministra Rosa Weber que garantiu à oposição o direito de abrir uma CPI exclusiva para investigar irregularidades na Petrobrás. O governo e sua base aliada, que tem

Ler post
terça-feira 15/04/14

Governo tenta sair das cordas com ida de Graça Foster ao Senado e renúncia de André Vargas

Há um mês, desde que a presidente Dilma Rousseff admitiu ao Estadão que a compra da refinaria de Pasadena pela Petrobrás foi autorizada com base num parecer técnico impreciso, o governo não vive um momento de sossego político. Desde então, se desdobra para tentar explicar a sequência de denúncias com supostas irregularidades cometidas em negócios

Ler post
quinta-feira 03/04/14

Depois do quase rompimento, governo passa a depender do PMDB para conter CPI da Petrobrás

O governo federal passou os primeiros meses do ano brigando em praça pública com o PMDB, principal partido aliado dentro do Congresso. Os peemedebistas se queixavam – e muitos seguem reclamando – do tratamento ruim que recebiam do Palácio do Planalto, seja na liberação de emendas parlamentares, na ocupação de cargos ou na formação de

Ler post
terça-feira 01/04/14

Nova coordenação política do governo só vai funcionar se tiver poder de fogo para negociar

A presidente Dilma Rousseff deu hoje posse ao deputado federal como ministro das Relações Institucionais de seu governo. Na prática, caberá a ele fazer a ponte do Palácio do Planalto com o Congresso e garantir que a articulação política funcione. Parece simples, especialmente com a imensa base de apoio que Dilma possui. Só que a

Ler post
quinta-feira 27/03/14

Governo já considera CPI irreversível e quer tentar controlar seus rumos

O governo federal já considera irreversível o processo de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dentro do Congresso para investigar irregularidades na Petrobrás. A avaliação é que a sucessão de operações nebulosas envolvendo a empresa tornou impossível impedir sua abertura. Por conta disso, o governo decidiu priorizar agora outro tipo de articulação política.

Ler post
segunda-feira 24/03/14

Depois do mensalão, crise da Petrobrás traz de volta tema da corrupção para a campanha eleitoral

Governo e oposição não precisaram fazer contas muito complexas para saber que o julgamento do processo do chamado mensalão! pelo Supremo Tribunal Federal, tinha um prazo de validade limitado. Os dois lados sabiam que os efeitos políticos causados pela condenação e prisão de pesos pesados do tamanho de José Dirceu, João Paulo Cunha, José Genoíno,

Ler post
quarta-feira 19/03/14

Oposição agora quer tentar destravar CPI da Petrobrás

Depois da confirmação feita pela presidente Dilma Rousseff ao Estado revelando que a compra da refinaria de Pasadena só foi feita pela Petrobrás por conta de pareceres falhos, a oposição acha que tem elementos suficientes para tirar do papel uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a estatal. Além do escândalo da compra da

Ler post
segunda-feira 10/03/14

No Congresso, oposição vai pedir convocações em massa de autoridades do governo

Parlamentares da oposição preparam uma ofensiva que vai exigir esforços redobrados do governo federal. Se quiser blindar seus ministros e outros integrantes importantes, o governo vai precisar monitorar, a partir de quarta-feira, as comissões técnicas do Congresso. Uma série de requerimentos de convocação será colocada em pauta pelas comissões e os pedidos podem ser postos

Ler post