1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

MARCELO DE MORAES participa da cobertura de política e economia em Brasília desde 1993. Atualmente é o diretor da sucursal de O Estado de S.Paulo na capital, tendo trabalhado em outros importantes veículos de comunicação do País, como O Globo, Veja, Jornal do Brasil, Valor Econômico, Correio Braziliense, entre outros.
quinta-feira 24/04/14

Senado vai recorrer ao plenário do Supremo contra CPI exclusiva da Petrobrás

Em nota oficial, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), acaba de anunciar que vai recorrer ao plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) contra a liminar concedida pela ministra Rosa Weber que garantiu à oposição o direito de abrir uma CPI exclusiva para investigar irregularidades na Petrobrás. O governo e sua base aliada, que tem

Ler post
terça-feira 15/04/14

Governo tenta sair das cordas com ida de Graça Foster ao Senado e renúncia de André Vargas

Há um mês, desde que a presidente Dilma Rousseff admitiu ao Estadão que a compra da refinaria de Pasadena pela Petrobrás foi autorizada com base num parecer técnico impreciso, o governo não vive um momento de sossego político. Desde então, se desdobra para tentar explicar a sequência de denúncias com supostas irregularidades cometidas em negócios

Ler post
terça-feira 08/04/14

Governo e Renan sofrem derrota com derrubada da urgência para indicar senador Gim Argelo para TCU

O governo sofreu uma inesperada derrota hoje no Senado, com a rejeição do regime de urgência para a votação da indicação do senador Gim Argelo (PTB-DF) para uma vaga no Tribunal de Contas da União (TCU). Gim é um dos mais ativos integrantes da base governista e tem relação muito boa com a presidente Dilma

Ler post
quinta-feira 03/04/14

Depois do quase rompimento, governo passa a depender do PMDB para conter CPI da Petrobrás

O governo federal passou os primeiros meses do ano brigando em praça pública com o PMDB, principal partido aliado dentro do Congresso. Os peemedebistas se queixavam – e muitos seguem reclamando – do tratamento ruim que recebiam do Palácio do Planalto, seja na liberação de emendas parlamentares, na ocupação de cargos ou na formação de

Ler post
sexta-feira 28/03/14

Rumos da CPI vão depender da expectativa de poder de Dilma

Políticos são capazes de fazer tudo, menos cavar a própria sepultura. Essa lógica vai valer para se ter uma noção de quanto a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobrás vai poder avançar ou não nas suas investigações. A presidente Dilma Rousseff tem hoje uma base aliada que representa maioria absoluta no Congresso. A questão

Ler post
segunda-feira 24/03/14

Depois do mensalão, crise da Petrobrás traz de volta tema da corrupção para a campanha eleitoral

Governo e oposição não precisaram fazer contas muito complexas para saber que o julgamento do processo do chamado mensalão! pelo Supremo Tribunal Federal, tinha um prazo de validade limitado. Os dois lados sabiam que os efeitos políticos causados pela condenação e prisão de pesos pesados do tamanho de José Dirceu, João Paulo Cunha, José Genoíno,

Ler post
sexta-feira 21/03/14

Ex-diretor da Petrobrás preso negociava construção de refinaria de R$ 120 milhões com o governo de Sergipe

Foto: Marcos Rodrigues/Agência Sergipe de Notícias

Preso na quinta-feira pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal, o ex-diretor de Refino e Abastecimento da Petrobrás Paulo Roberto Costa tinha planos ambiciosos para ampliar suas atividades empresariais. Presidente da Costa Global e do Grupo Ref Brasil, já tinha conseguido assinar um protocolo de intenções com o governo de Sergipe para construir uma refinaria

Ler post
quarta-feira 19/03/14

Michel Temer é contra abertura de CPI para investigar Petrobrás no Congresso

O vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP) afirmou hoje, em conversa com este blog, ser contrário à abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dentro do Congresso para investigar irregularidades envolvendo operações da Petrobrás. A pressão política pela abertura da CPI aumentou muito no Congresso depois que o Estado revelou que a presidente Dilma Rousseff reconheceu

Ler post