ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

27.janeiro.2014 17:55:20

Aécio usa o Solidariedade para cacifar sua campanha

O Solidariedade vai ocupando cada vez mais espaço na campanha presidencial do senador Aécio Neves (PSDB-MG). Além de contar com o apoio formal do partido para disputar o Palácio do Planalto, Aécio tem sido o intermediário na formação de acordos do partido liderado pelo deputado Paulinho da Força (SP) em vários Estados.

 O principal motor político do Solidariedade está justamente no meio sindicalista, através da Força Sindical, liderada por Paulinho.

Nesta segunda, Aécio participou de reunião em Florianópolis, onde ficou acertado que o Solidariedade apoiará a candidatura do senador Paulo Bauer (PSDB-SC) ao governo de Santa Catarina. Com isso, Aécio garante um palanque para sua campanha no Estado.

O senador mineiro já tinha sido responsável pela entrada do partido no governo de Sérgio Cabral, no Rio de Janeiro, aproveitando o desembarque dos petistas na administração do pemedebista. Com o gesto, Aécio tenta garantir no Estado pelo menos o apoio informal de Cabral e do vice-governador Luiz Fernando Pezão, que disputará a sucessão estadual pelo PMDB.

Como Cabral está em pé de guerra com o PT e com o Palácio do Planalto depois que o senador Lindberg Farias (PT-RJ) decidiu concorrer também ao governo local, Aécio deseja que Cabral ajude a pedir votos para sua candidatura. Apesar do imenso desgaste político, o governador ainda tem influência em colégios eleitorais importantes no Rio, especialmente na Baixada Fluminense e em outras cidades do interior do Estado.

 

 

Tags: , , , , , ,

1 Comentário | comente

  • A + A -
1 Comentário Comente também

Deixe um comentário:

  • Quem Faz

    Quem Faz

    Marcelo de Moraes

    Marcelo de Moraes participa da cobertura de política e economia em Brasília desde 1993. Atualmente é o diretor da sucursal de O Estado de S.Paulo na capital, tendo trabalhado em outros importantes veículos de comunicação do País, como O Globo, Veja, Jornal do Brasil, Valor Econômico, Correio Braziliense, entre outros.

Comentários recentes

  • Aloysio Quintão Bello de Oliveira: Fica no Supremo, Joaquim Barbosa. E vote. Mesmo que seja vencido no voto,...
  • Fernando: O artigo somente se esquece de mencionar que durante a era lula, o cenario internacional foi infinitamente...
  • Jose Bonna: A única herança sólida deixada por esse senhor… foi um congresso comprado a base de proprina...
  • Cris Azevedo: Agora eu ri! ESTA é a herança de Lula, senhor! Demorou exatamente o tempo que tinha que demorar para...
  • az: Juro que estava meio sem animo, ao ler esta materia, e saber que foi o Lulla(collormalufsarneydirceu) que salvou...

Arquivos

Blogs do Estadão

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo