1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem faz

PAULO SILVESTRE é gerente de e-commerce da Samsung. Jornalista apaixonado por mídia e tecnologia, está online desde 1987 e trabalha com mídias digitais desde 1995. Participou da criação da FolhaWeb -que se transformou no Universo Online- e da AOL Brasil. Foi também editor de produtos digitais da revista Exame, gerente sênior de conteúdos digitais da Editora Saraiva, gerente de produtos digitais do Grupo Estado e editor de produtos digitais da Microsoft. Lecionou as disciplinas Jornalismo Digital e Tecnologias da Comunicação na Universidade Metodista de São Paulo e atualmente é professor do curso “Redes sociais, colaboração e mobilidade” da PUC-SP.
terça-feira 01/10/13

A crise das empresas de comunicação também é de representatividade

Composição mostra a diferença entre a cobertura do discurso da presidente Dilma Rousseff na ONU feita por veículos estrangeiros e pela Veja - Imagem: reprodução

  Na semana passada, a imagem acima inundou as redes sociais. Invariavelmente, ela era acompanhada de comentários criticando a postura da Veja, como exemplo de uma mídia nacional manipuladora e tendenciosa. Em meio a esse debate, ficou ainda mais claro para mim que grande parte da crise que os grandes veículos vêm enfrentando se deve

Ler post
sexta-feira 13/09/13

A importância do caviar para o jornalismo

Exemplos de capas do Estadão e da Folha de um mesmo dia: dois veículos de uma mesma empresa, feito de jornalismo palaciano, agências e assessorias? Imagem: reprodução

  No dia 10, durante o 7º Fórum da Associação Nacional dos Editores de Revistas (Aner), em meio às discussões sobre a crise das empresas de comunicação impressa, Juan Giner, presidente do Innovation Media Group, sugeriu que os veículos precisam investir na produção de um jornalismo de alta qualidade, relevante e exclusivo, se quiserem que

Ler post
quarta-feira 07/08/13

O que Jeff Bezos quer com The Washington Post

Jeff Bezos, fundados e CEO da Amazon, que acaba de comprar The Washington Post - Foto: Steve Jurvetson/CC

  A semana começou com uma notícia que sacudiu a indústria de mídia. Na segunda, The Washington Post, um dos mais respeitados jornais do mundo, anunciou sua venda (juntamente com toda a unidade de jornais da empresa) para Jeff Bezos, criador e CEO da Amazon. Mas, desde então, apesar de inúmeras reportagens e artigos sobre

Ler post
quinta-feira 06/12/12

Empresas estão em crise; o jornalismo, não

Foto: Notsureifsrs - Creative Commons

Nesta quarta, o Grupo Estado anunciou a demissão de 20 pessoas do Estadão.com (uma semana depois de dispensar cerca de 100 profissionais da área administrativa) e a Ejesa fez o mesmo com número semelhante de jornalistas de O Dia e do Meia Hora. No mesmo dia, eu participava do MediaOn, seminário internacional que discute muito bem o futuro da profissão,

Ler post
terça-feira 04/12/12

Por que The Daily não deu certo

Imagem: reprodução

Já não espanta mais ninguém o anúncio de um jornal centenário deixar de circular: a crise da mídia impressa se arrasta há anos (ontem The New York Times confirmou que iniciará um pacote de demissão voluntária). Mas hoje foi noticiado o encerramento de um jornal totalmente digital, isso sim algo menos comum. E não é

Ler post
terça-feira 07/02/12

O que ainda resta às editoras de livros didáticos?

Tela do iBooks Author, software recém-lançado pela Apple que permite a qualquer um publicar livros digitais

  Segundo Arnaldo Saraiva, um dos maiores publishers do segmento, não lhes resta nada. Em carta publicada no blog de Luis Nassif ontem, ele constata que o advento do livro digital e a facilidade crescente para sua publicação permitem que o próprio autor crie as suas obras. E, segundo ele, “com qualidade superior aos das

Ler post
quinta-feira 04/08/11

O casamento do bom jornalismo com as redes sociais

Em seu mais recente artigo no Estadão, “Jornalismo, humildade e qualidade”, Carlos Alberto di Franco se vale de ideias do jornalista Rosental Calmon Alves, catedrático da Universidade do Texas em Austin (EUA), para construir uma interessante crítica sobre a atual maneira de se fazer jornalismo. Rosental prega -corretamente- que as novas tecnologias e as redes

Ler post
segunda-feira 06/09/10

O real custo de produção do jornalismo

Depois do meu último post, sobre o fim da versão impressa do Jornal do Brasil, várias pessoas vieram conversar comigo sobre isso, e se a Internet pode ser mesmo a salvação para veículos que não conseguem mais se manter em suas mídias de origem. Para essa inquietação, a minha resposta é: depende. Como demonstrei no

Ler post
quarta-feira 01/09/10

Há algo a se aprender com o fim do JB impresso?

Neste 1º de setembro, o Jornal do Brasil circulou apenas na Internet, abandonando para sempre sua versão impressa de 119 anos. O diário carioca, que já chegou a tirar 230 mil exemplares aos domingos, não resistiu à pressão de um mundo com um volume incrível de informação de qualidade, gratuita e ao alcance de qualquer

Ler post