1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem faz

PAULO SILVESTRE é gerente de e-commerce da Samsung. Jornalista apaixonado por mídia e tecnologia, está online desde 1987 e trabalha com mídias digitais desde 1995. Participou da criação da FolhaWeb -que se transformou no Universo Online- e da AOL Brasil. Foi também editor de produtos digitais da revista Exame, gerente sênior de conteúdos digitais da Editora Saraiva, gerente de produtos digitais do Grupo Estado e editor de produtos digitais da Microsoft. Lecionou as disciplinas Jornalismo Digital e Tecnologias da Comunicação na Universidade Metodista de São Paulo e atualmente é professor do curso “Redes sociais, colaboração e mobilidade” da PUC-SP.
sexta-feira 18/07/14

Para onde foram os torcedores do Brasil?

Como os torcedores dos 32 países participantes da Copa do Mundo torceram na final - imagem: Reprodução/NYT

Não precisa ser gênio para supor que, na final da Copa do Mundo, os brasileiros torceram pela Alemanha, mesmo depois do acachapante 7 x 1 que nos impuseram. Claro, na verdade, a torcida era contra a Argentina. Mas quem poderia adivinhar –e mais que isso: medir– que 27% dos internautas no Brasil apoiaram aos “hermanos” 

Ler post
domingo 08/06/14

Chafurdar no lixo também rende bom jornalismo

Collor (ao centro, ao lado de Rosane) deixa a Presidência da República, após o Congresso ter votado pelo seu impeachment - Foto: Elza Fiuza/Agência Brasil/Creative Commons

Resultados da pesquisa “The American journalist in the digital age” (“O jornalista americano na era digital”), divulgados recentemente por professores da Universidade de Indiana (EUA), revelaram uma inquietante constatação: praticamente metade dos profissionais não usaria documentos confidenciais de empresas ou do governo em uma reportagem importante “sem autorização”. Apesar dos autores sugerirem que isso possa

Ler post
quarta-feira 21/05/14

“O conteúdo é rei” é uma tremenda balela

Redação de The New York Times em 1942 - Foto: Marjory Collins/Biblioteca do Congresso dos EUA

Há quase vinte anos, eu ouço a tese do “conteúdo é o rei”, que um bom editorial seria suficiente para levar um veículo ao sucesso, dito pelos coleguinhas quase desprezando outras áreas da empresa, como o comercial e a estratégia. Mas um extenso documento interno de The New York Times, que vazou na semana passada,

Ler post
sexta-feira 07/02/14

Facebook lança seu agregador para “dar o que as pessoas querem”

  Vira e mexe me perguntam: se as empresas de mídia tradicionais estão perdendo as mentes e os corações de seu público, quem está ocupando esse espaço? Eu digo que são empresas que dominam nossos novos relacionamentos com todo tipo de conteúdo, não apenas do ponto de vista tecnológico, mas principalmente os novos comportamentos das

Ler post
terça-feira 01/10/13

A crise das empresas de comunicação também é de representatividade

Composição mostra a diferença entre a cobertura do discurso da presidente Dilma Rousseff na ONU feita por veículos estrangeiros e pela Veja - Imagem: reprodução

  Na semana passada, a imagem acima inundou as redes sociais. Invariavelmente, ela era acompanhada de comentários criticando a postura da Veja, como exemplo de uma mídia nacional manipuladora e tendenciosa. Em meio a esse debate, ficou ainda mais claro para mim que grande parte da crise que os grandes veículos vêm enfrentando se deve

Ler post
segunda-feira 19/08/13

A falta de inovação do Mídia Ninja

Bruno Torturra e Pablo Capilé, no Roda Viva do último dia 5 - Foto: Reprodução

  Desde as megamanifestações que sacudiram o Brasil em junho, muito se fala sobre o Mídia Ninja, um grupo de jornalismo que tem sido incensado como revolucionário em seus formatos editoriais e de financiamento. Cheguei até a ter a esperança de que a cambaleante “mídia tradicional” poderia aprender algo com eles. Mas acabei concluindo que,

Ler post
quarta-feira 07/08/13

O que Jeff Bezos quer com The Washington Post

Jeff Bezos, fundados e CEO da Amazon, que acaba de comprar The Washington Post - Foto: Steve Jurvetson/CC

  A semana começou com uma notícia que sacudiu a indústria de mídia. Na segunda, The Washington Post, um dos mais respeitados jornais do mundo, anunciou sua venda (juntamente com toda a unidade de jornais da empresa) para Jeff Bezos, criador e CEO da Amazon. Mas, desde então, apesar de inúmeras reportagens e artigos sobre

Ler post
sexta-feira 21/06/13

A quem (ou para que) serve a mídia?

Veículo do SBT é vandalizado ao lado da prefeitura de São Paulo, durante as manifestações do dia 17 de junho de 2013

  Nas manifestações que vêm sacudindo o país nos últimos dias, entre suas diferentes bandeiras, demandas e aspirações, uma delas me chamou a atenção particularmente: fora imprensa! Poderíamos pensar que se trata de mais uma reação a tudo que representa um poder instituído, e a mídia certamente se enquadra nisso. Porém, analisando melhor, o buraco

Ler post