1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Brasília, lá vou eu

Luiz Carlos Merten

quinta-feira 28/08/14

Estou passando em casa rapidinho e daqui sigo para o aeroporto. Brasília, lá vou eu. Começa à noite o Festival Internacional, que comemora o centenário de Carlitos e também presta homenagem à filha de Charles Chaplin, Geraldine. Chaplin também está sendo homenageado em Veneza, que exibe, na competição, Le Rançom de la Gloire, de Xavier Beauvois, recusado em Cannes. O filme baseia-se numa história real, a violação do túmulo de Chaplin, na Suíça. Vou poder rever hoje Luzes da Ribaltas, que amo (e no qual Geraldine faz um pequeno papel, como uma das crianças). Só estou estranhando que, na retrospectiva que o Brasilia International Film Festival dedica a Geraldine não esteja incluído nenhum filme que ela fez com Carlos Saura. Mas são os melhores! Considerando-se que a separação dos dois foi litigiosa, terá sido decisão da oprópria Geraldine? É o que pretendfo descobrir.