Ainda não sou cadastrado

Você esta em: Paladar > Blogs > Blog do Paladar
Luiz Américo Camargo
SEÇÕES
ARQUIVO
TAMANHO DO TEXTO


Luiz Américo Camargo
  • Twitter
  • DIGG
  • Share
BUSCA NO BLOG

Questão de um “A”

  • 19 de novembro de 2009|
  • 14h22|
  • Por Luiz Américo Camargo

Estou há um tempão para escrever sobre este assunto. A confusão, em nosso mercado, entre badejo e abadejo. Tem gente que pensa que é a mesma coisa. Tem gente que vende como se fosse a mesma coisa – especialmente em restaurantes. Não são.

Badejo é aquele peixão nobre, de filés pedaçudos, carne densa, aparentado de espécies com alto teor de gelatina como a garoupa e o cherne. Vem do nosso litoral, de norte a sul. Mas, últimamente, os que têm chegado até nós foram pescados em geral na faixa entre Rio e Bahia. Estão rareando, infelizmente. Mão são cosa buonissima, como dizem os italinos.

Já os abadejos disponíveis por aqui são outra coisa. Peixes mais simples, com aqueles filés mais chatinhos, sem o sabor e a delicadeza do badejo. Lembram a merluza, para comparar. Muitos vêm do Atlântico Sul, lá da costa argentina, por exemplo. Chegam congelados e embalados.

Outro dia, num restaurante de nível médio, digamos, o prato do menu executivo era moqueca de badejo. “Mas é badejo ou abadejo?”, perguntei. “Badejo”, disse a moça. Não era. Na hora que vi os pedaços pouco espessos, e aquela parte perto da cauda já meio fibrosa, não tive dúvida. Avisei, reclamei, mas sem muito eco.

Verifique, portanto, de que bicho se trata. O “A”, neste caso, não é mero detalhe.

Tópicos relacionados

13 Comentários Comente também
  • 20/11/2009 - 12:29
    Enviado por: F.S. Monteiro

    Meu amansa-burro ictiológico ensina que o peixe que os espanhóis chamam de abadejo é o Pollachius pollachius, da família dos gadídeos, sendo primo, portanto, do nosso prezado bacalhau. Os portugueses o chamam de juliana, mas não consta que o bicho ande rabanando pelo Atlântico Sul. Aliás, praticamente todos os gadídeos nadam no hemisfério Norte. Das duas, uma: ou trata-se da juliana (congelada?), ou de um parente bem mais distante da mesma. De qualquer forma, o nome que o peixe recebeu em São Paulo é uma legítima abreviatura para: não há badejo! Abs.

    responder este comentáriodenunciar abuso
    • 21/08/2010 - 21:27
      Enviado por: Andre de Pauli

      abadejo é a determinação dada ao filé de congrio, agora não me pergunte que determinou isso.

  • 20/11/2009 - 13:43
    Enviado por: luizcamargo

    Carissimo,

    Nome de peixe é sempre um problema. O que os espanhóis chamam de abadejo não é mesmo o que os argentinos nomeiam como tal. O mesmo acontece com robalo, lubina e tantos outros mais, com denominações por vezes parecidas – mas designando espécies diferentes na Espanha, em Portugal e aqui na América do Sul.

    Eis aqui o bicho, pescado sim na costa dos hermanos.
    É o Genypterus blacodes
    Temos aqui um link, com mais informações.
    http://atlas.ambiente.gov.ar/tematicas/mt_02/pdfs/PC_Genypterus_blacodes.pdf

    Este, por sua vez, traz um exportador de abadejo, merluza e cia., a partir da Argentina.
    http://www.alibaba.com/product/ar106209727-245895695-0/Abadejo_Fish.html

    Já o nosso badejo, ainda que haja variações, é da família Serranidae, parente daquela turma toda, garoupa etc.

    Sonho com o dia em que alguém compilará um livro (ou site, ou disco) com todos, mas todos os nomes e equivalências ictiológicos, no maior número possível de línguas.

    Abraço,
    Luiz

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 20/11/2009 - 15:38
    Enviado por: F.S. Monteiro

    Com o nome científico a coisa fica bem mais fácil! Então o abadejo dos hermanos é o Genypterus blacodes (família Ophidiidae), ou seja, um congro argentino, o primo tangueiro do nosso congro-rosa (Genypterus brasiliensis), contraparente das moreias. Seria, portanto, muito mais sensato chamá-lo de congro, pois a denominação abadejo é muito … incongruente.

    Obrigado pelos links e um grande abraço!

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 20/11/2009 - 15:51
    Enviado por: luizcamargo

    Congro tangueiro é ótimo. E não estaria feita a confusão com o pobre do badejo.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 21/11/2009 - 10:27
    Enviado por: Lino

    Não é uma questão de não conhecer a peixes.O problema é só monetário.O abadejo vem congelado já em filetados da Argentina e custam dependendo do calibre R$ 17,00/kg em media.Já os badejos estão rareando no mercado e custam de R$22 a R$ 30,00 inteiros o que leva o preço para R$44 a R$ 60 o kg de peixe limpo. É claro que alguns donos de restaurantes vendem o abadejo por badejo.Ou seria gato por lebre…E o preço…é sempre de badejo.
    Depois eu conto o que está acontecendo quando vc pede um linguado por aí…

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 21/11/2009 - 11:35
    Enviado por: luizcamargo

    Lino,
    Esse é o X (ou, se preferir, o $) da questão. E, por favor: conte sobre o linguado. Abraço.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 24/11/2009 - 22:06
    Enviado por: manuela

    Luiz ótimo post
    mas tem mais:

    o robalo que não é robalo

    o haddock que é pescada amarela

    o salmão que é truta

    o abrotea que vira “bacalhau fresco “

    tainha fresca em época que não existe tainha fresca

    robalo fresco em epoca que o robalo fresco vem do norte e nordeste e não é tão fresco

    você é uma quase exceção,mas a maioria dos criticos pouco entende ou nada entende de ingredientes e só se preocupam com a “criatividade” cafona de chefs , quase tão cafona quanto os comentarios dos “criticos”, nisso você é exceção

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 08/12/2009 - 22:46
    Enviado por: Joaci

    O F.S Mobnteiro é um craque ictiológico. Parabéns!! Quando recisar de infomações já sei ode vou buscar. Saudações.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 26/11/2011 - 22:30
    Enviado por: André

    Na feira em SP o pessoal está vendendo filé de cação como filé de abadejo. Bom tamanho e cor. Se insistir o feirante confirma. “Abadejo” é o que não é badejo. Qualquer peixe que dê um filé de carne branca, de tamanho considerável e sem espinha + preço baixo (R$ 15/kg).

    Detalhe, se você o comprar congelado, ao descongelar o peixe desmanchará em meio a muita água.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 05/02/2013 - 22:44
    Enviado por: Marcia

    Olá, gostei de saber sobre a diferença, comprei 2kg de abadejo pensando ser o tal badejo, e ao grelhar notei que o peixe e horrível ! Vc tem alguma receita ou segredo para fazer o tal abadejo ?

    responder este comentáriodenunciar abuso
    • 06/02/2013 - 18:59
      Enviado por: Luiz Américo Camargo

      Marcia,
      O badejo é um peixe nobre, parente da garoupa, funciona bem em várias preparações. É bom preservá-lo em sua estrutura, seu sabor, valorizar sua carne. No caso do abadejo, talvez usá-lo em ensopados seja uma alternativa. Ou até mesmo em filezinhos, com um molho mais básico. Simplicidade, de forma geral.

    • 19/02/2013 - 17:48
      Enviado por: Lucia

      Comprei pensando ser badejo, como ficou mole ao descongelar, passei limão, sal, um pouco de alho, coloquei bastante azeite doce no refratário com batatas cortadas, cebola e tomate, cobri com papel alumínio e levei ao forno, ficou bom.

Deixe um comentário:

Blogs do Estadão

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo