Ainda não sou cadastrado

Você está em: Paladar > Blogs > Blog do Paladar
Luiz Américo Camargo
SEÇÕES
ARQUIVO
TAMANHO DO TEXTO

Luiz Américo Camargo
  • Twitter
  • DIGG
  • Share
BUSCA NO BLOG

De espetos corridos e menus

  • 2 de julho de 2014|
  • 21h17|
  • Por Luiz Américo Camargo

Não é rodízio, é menu-degustação. Nada é self-service, tudo é à la carte. Com tais premissas, Arri Coser, o ex-comandante do Fogo de Chão (e hoje sócio da Maremonti), tem apresentado o NB Steak, sua nova rede de restaurantes. Já estabelecida em Porto Alegre, a casa abriu em São Paulo no ano passado, no Campo Belo. E inaugurou em maio uma unidade em Pinheiros, objeto desta resenha. O sistema é o mesmo e o cardápio, para além das carnes, também ficou a cargo do chef francês Pascal Valero.

Funciona mais ou menos assim. Não há saladas em bufê, mas quatro alternativas, entre as quais se escolhe uma, rapidamente levada ao cliente. Algumas guarnições são deixadas à mesa, outras são servidas por garçons. A lista de componentes do menu fica à vista: linguiças, bife ancho e de chorizo, fraldinha, picanha, leitão, costela bovina e suína, steak NB (a paleta), cordeiro, galeto e peixe. Come-se à vontade, como nos rodízios, pagando R$ 95.

Ao ponto. O steak NB da NB Steak, nova rede de Arri Coser. FOTO: Tiago Queiroz/Estadão

De fato, o NB dá um passo adiante no conceito do espeto corrido. Particularmente na dinâmica de salão, mais serena em relação à coreografia alucinante de bandejas, facas e cortes. E no porcionamento, com a sabedoria de servir pedaços pequenos, para que seja possível variar, para que um grande naco de carne não esfrie.

Fico em dúvida, contudo, no que diz respeito à autoproclamada degustação. Pois não existe uma sequência lógica, um equilíbrio de pesos, de texturas, de teores de gordura – e acho que isso faria sentido, a julgar pela proposta. As carnes apenas vão aparecendo, à medida que ficam prontas. E não que o serviço não seja bastante presente: comumente, dois garçons podem chegar ao mesmo tempo, disputando seu prato e sua atenção; e podem não mostrar embaraço em oferecer galeto por três vezes, num intervalo de cinco minutos.

Considerando minhas visitas ao NB da Av. Brig. Faria Lima e à primeira sede paulistana, na zona sul, fico eu mesmo encafifado com aquilo que escolhi como os pontos altos do programa. Refiro-me ao tempurá de legumes, à pupunha grelhada, ao suculento steak NB, ao leitão a baixa temperatura, ao pudim de leite (R$ 20). De um lado, quem sabe seja a prova de que a casa dá atenção especial a acompanhamentos e sobremesas. De outro, talvez fique a constatação dos deslizes: alguns itens foram servidos praticamente sem sal (ancho e costela premium), frios (chorizo) ou passados demais (fraldinha e picanha). E ponto de cocção, convenhamos, é elemento central em uma churrascaria. Ainda mais quando a ideia é poupar o comensal do corre-corre dos rodízios.

Por que este restaurante?
É a nova casa de um dos grandes experts em carne do País, ex-sócio do Fogo de Chão.

Vale?
O menu custa R$ 95. Inclua aí alguma bebida e sobremesa, gasta-se R$ 150 por pessoa, sem vinho (a carta é variada, com preços não muito amenos). A sensação foi de que a relação entre custo e benefício não pareceu das melhores.

SERVIÇO – NB Steak
Av. Brig. Faria Lima, 140, Pinheiros
Tel.: 3031-1204
Horário de funcioamento: 12h/16h e 18h/23h30 (sáb., 12h/23h30; dom., 12h/22h)
Cc.: todos
Estac.: man

>> Veja a íntegra da edição do Paladar de 3/7/2014

Tópicos relacionados

2 Comentários Comente também
  • 03/07/2014 - 14:38
    Enviado por: tiago

    Olha, tive exatamente a mesma sensação. Conheci a casa do Campo Belo a noite, para jantar, e não penso em fazer outra visita.

    responder este comentáriodenunciar abuso
  • 03/07/2014 - 23:10
    Enviado por: Reinaldo Chen

    No soft opening da unidade faria lima a impressão de alguns cortes era um sabor metálico de grelha nova sendo usada mas de maneira geral as carnes estavam ok, mas realmente o q ficou na lembrança foram os acompanhamentos… No valor cheio de hj não parece ser um bom custo benefício…

    responder este comentáriodenunciar abuso

Deixe um comentário:

8° Paladar Cozinha do Brasil
Blogs do Estadão