1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Hipnose como aliada na perda de peso

lucianakotaka

01 setembro 2014 | 00:53

Técnicas aliadas ao processo de emagrecimento sugerem excelentes resutados

Técnicas aliadas ao processo de emagrecimento sugerem excelentes resultados

por Luciana Kotaka

A obesidade é uma doença que vinha crescendo de forma assustadora no Brasil, porém esse panorama mudou de um tempo para cá como mostra os estudos realizados pelo Ministério da Saúde revela que, pela primeira vez em oito anos consecutivos, o percentual de excesso de peso e de obesidade se manteve estável no país. A pesquisa Vigitel 2013 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) indica que 50,8% dos brasileiros estão acima do peso ideal e que, destes, 17,5% são obesos. Os resultados do estudo cessam a média de crescimento de 1,3 ponto percentual ao ano que vinha sendo registrada desde a primeira edição, realizada em 2006 – quando a proporção de pessoas acima do peso era de 42,6% e de obesos era de 11,8%.

Mas apesar do levantamento realizado acima ainda verificamos que o percentual é muito alto e que poucas pessoas têm acesso aos tratamentos especializados para mudar esse quadro apresentado. A cirurgia bariátrica vem sendo umas das saídas mais procuradas para essa finalidade, porém sabemos que a mesma, sem o paciente ter realizado uma reeducação emocional e nutricional adequadas, além de adquirir o hábito pela atividade física diária, acaba sendo somente um tratamento a médio prazo.

Uns dos aliados importantes para que o paciente mude comportamentos e assuma o compromisso por seu bem-estar é a hipnose.

A hipnose é um procedimento durante o qual o profissional sugere ao cliente que vivencie mudanças em sensações, percepções, pensamentos ou comportamentos. Um estado alterado de consciência, produzido por meios naturais, desligando das percepções externas e tendo uma grande atividade interna, sem perder seu estado de alerta.

Durante todo esse processo é trabalhado vários aspectos que influenciam e favorecem que o paciente consiga assumir novos comportamentos e motivados a aderência de reeducação alimentar e física se mostra mais efetiva.

Desta forma o processo de perda de peso se torna um processo gradativo, em que o paciente consegue assumir o controle pela sua alimentação e mudanças essenciais para chegar a uma meta planejada, sem correr o risco de vivenciar o famoso efeito sanfona tão conhecido pelos adeptos das dietas.