Notícias de Tecnologia

Sábado, 20 de Dezembro de 2014

09 de janeiro de 2013 14h52

Windows Live Messenger acabará em março

Os cem milhões de usuários do MSN deverão migrar suas contas para o Skype; contatos não serão perdidos

Por Anna Carolina Papp

Os cem milhões de usuários do MSN deverão migrar suas contas para o serviço de videochamadas Skype; contatos não serão perdidos

*Atualizado às 16h47

SÃO PAULO –  O fim foi anunciado em novembro, mas agora já tem data marcada: a partir de 15 de março deste ano, o serviço de mensagens instantâneas Windows Live Messenger, antes chamado de MSN Messenger, será aposentado pela Microsoft. As contas deverão ser migradas para o serviço de mensagens e videochamadas Skype.

—-
• Siga o ‘Link’ no Twitter, no Facebook, no Google+ no Tumblr e também no Instagram

As informações são do The Next Web. Segundo o site de tecnologia, a Microsoft já começou a enviar e-mails aos usuários do serviço com o anúncio. “Atualize para o Skype e use sua conta da Microsoft e todos os seus contatos do Messenger estarão disponíveis. Você poderá mandar mensagens instantâneas e conversar com vídeo com todos eles assim como antes”, diz a mensagem.

Procurada pelo Link, a Microsoft não confirmou a data exata, mas garantiu que o fim do serviço será  mesmo no primeiro trimestre de 2013. “Nós encorajamos os usuários do Messenger a migrar para o Skype, logar-se com sua conta Microsoft e conversar com seus contatos por lá”, disse a empresa.

O Skype foi comprado pela Microsoft em maio de 2011, por US$ 8,5 bilhões. Na verdade, o serviço de voz por IP já usa os sistemas do Messenger para mensagens em 80% de suas mensagens instantâneas e para boa parte de suas chamadas.

Há algum tempo o MSN vem perdendo terreno para outras ferramentas de comunicação instantânea como o Gtalk (do Gmail), o chat do Facebook e o próprio Skype. Em 2010, o Messenger tinha 300 milhões de usuários; hoje, tem cerca de 100 milhões. Já o Skype conta com 280 milhões de usuários.

O Windows Live Messenger continuará funcionando apenas na China. A Microsoft não explica o motivo, mas acredita-se que esteja relacionado a restrições do governo chinês sobre serviços de VoIP, como o Skype.

Fazer a transição é simples: o usuário deverá baixar a última versão do Skype – a 6.0, disponível para Mac e Windows – ou atualizá-lo. Depois, será convidado a entrar com sua conta Skype ou com sua “conta Microsoft” (como a do Messenger, por exemplo). Caso não tenha, é possível criar uma rapidamente. A partir daí, haverá a opção de unir os contatos do Messenger e do Skype em apenas uma lista. É possível criar filtros para visualizá-los separadamente.

Veja os passos abaixo:

Além da versão desktop, o Skype está disponível para várias plataformas móveis, como Android, iOS, Symbian e Windows Phone. Veja ainda, além do Skype, quatro outros serviços de mensagens instantâneas para falar e mandar mensagens de graça pelo celular.

Alguma dúvida? Compartilhe abaixo.